Análise: Cursed Castilla EX

Este ano, já perdi a conta da quantidade de vezes que, nas minhas análises, escrevi as palavras “nostalgia”, “nostálgico” e “retro”. Bem sei que o tema está um pouco na moda, mas também já começa a ser demais. Também sei que Cursed Castilla EX não tem a mínima culpa, mas a verdade é que é caso para dizer: “Calma lá! Estamos em 2017. Já chega de se lançar um retro parecido a tantos outros dos anos 80 e 90”.

Nesses tempos, lembro-me bem das várias produtoras tentarem superar-se, e lançarem os jogos mais divertidos e com os melhores aspectos possíveis (e não me refiro a gráficos). Agora o truque é fazer um retro e ser apresentado como um belo jogo indie para que todos possam dizer que é algo nostálgico. Se calhar já chega de nostalgias, já chega de remakes e já chega de remasters!  Começa a ser tempo de as companhias se voltarem a reinventar e apresentarem algo novo.

Depois deste desabafo, vamos lá tratar de Cursed Castilla EX. Um jogo desenvolvido pela Locomalito Gryzor87 que foi lançado anteriormente para PC, Xbox One e PlayStation 4. Chega agora à Nintendo 3DS e será nesta plataforma que o vamos analisar. O jogo que pretende ser uma excelente obra para os fãs de Ghosts & Goblins, isto porque a inspiração no jogo em questão é clara, além de ter sido também confirmado pelos próprios produtores do jogo.

Cursed Castilla (Maldita Castilla EX) trailer for Nintendo 3DS

Cursed Castilla EX é um misto de acção e plataformas, com muitos inimigos chatos pelo caminho e de dificuldade semelhante a Ghosts & Goblins, o que significa que muitos jogadores – eu incluído  – terão vontade, por vezes, de atirar a Nintendo 3DS pela janela, tal é a frustração.

O jogo usa da famosa pontuação muito comum noutros tempos, onde os melhores jogadores poderão deixar a sua marca com siglas de três letras. Mais uma vez, estamos em 2017, os jogadores querem é chegar ao fim dos jogos, seja com que pontuação for. Tentar matar todos os inimigos para ter uma melhor pontuação é coisa do passado.

A história passa-se em Espanha no ano de 1901, um demónio faz surgir diversas criaturas no Reino de Castela, e nessa altura o Rei Afonso VI convoca um grupo de cavaleiros: Don Ramiro, Quesada, Don Diego e Medonza, que irão ter a missão de pôr fim a este problema. Nós iremos comandar Don Ramiro.

Os comandos são bastante simples: podemos saltar, disparar, baixar e caminhar. Para ajudar um pouco mais os jogadores, o sistema de HP é um pouco diferente de Ghosts & Goblins, sendo que no anterior, quando o nosso personagem levava um golpe ficava a lutar de cuecas, o que já não acontece em Cursed Castilla EX, existindo corações exactamente como em Legend of Zelda, subtraindo um coração a cada golpe.

Para atacarmos as várias criaturas que vamos encontrando ao longo do nosso caminho temos diversas armas, desde pequenas espadas a machados e outros itens. Nestes itens estão incluídos alguns que ajudam a melhorar os nossos atributos de defesa (como escudos), e mesmo a possibilidade de aumentar o nosso número de corações.

[slideshow_deploy id=’36815′]

Cursed Castilla EX é composto por seis fases e com os famosos Boss ou mini Boss no final de cada uma delas. O jogo por incrível que pareça, possui diferentes finais.

Voltando um pouco à dificuldade do jogo, que faz parte do seu ADN, e é uma forma de tornarem tudo mais interessante para os fãs. Além disso, a tentativa e erro (ou por outras palavras, morrer e voltar a tentar) será a melhor maneira de aprenderem a ultrapassar as dificuldades. Claro que isso irá provocar igualmente alguma frustração e uma vontade acrescida de conseguirem ultrapassar determinada fase do jogo, até porque se não conseguirem, irão fechar a vossa Nintendo 3DS e desistirem, para minutos depois tentarem novamente.

Graficamente o jogo está bastante interessante na Nintendo 3DS, e é possível termos dois tipos de ecrãs, isto é, podemos usar o ecrã esticado para nos preencher toda a tela, ou simplesmente jogar como se tratasse de um jogo dos anos 90, naquela saudosa definição de 4:3. Quanto ao segundo ecrã da 3DS, são apenas apresentados controlos similares a uma máquina arcade, e conforme vamos movimentado o nosso analógico, assim vemos também o controlo a mexer nesse ecrã.

Para ser justo, terei de dizer que Cursed Castilla EX teria sido um jogo de sucesso se tivesse sido lançado nos anos 90. Não tenho a mínima duvida que seria dos jogos mais populares, mas como não estamos nessa época, será jogado somente por jogadores com sede de nostalgia e por fãs de Ghosts & Goblins. No entanto, o jogo está bem conseguido para aquilo que pretende ser, e na Nintendo 3DS permite a portabilidade necessária para o poderem jogar na praia. Uma boa forma de refrescarem a cabeça quando as coisas estiverem mais difíceis.

Published
Categories Análises Nintendo
Views 408