Em 2013 os jogadores de Playstation 3 e Playstation Vita tiveram a oportunidade de jogar Dragon’s Crown, um jogo desenvolvido pela Vanillaware. Uma equipa que é conhecida pelos seus jogos em duas dimensões, relembrando bastante jogos que jogámos na década de 80/90. Passado cinco anos temos um remake deste jogo, desta vez com o nome Dragon’s Crown Pro.

A inspiração vem de jogos retro, mais propriamente dos anos 80, mas o nome que vem logo à cabeça é o Golden Axe. Como é óbvio com um aspecto e com efeitos mais modernos e melhorados. Enquanto Golden Axe tinha três personagens, cada um com a sua classe (Barbarian, Amazon e Dwarf), em Dragon’s Crown Pro tens a oportunidade de jogar com seis tipos de classes, Fighter, Amazon, Dwarf, Elf, Sorceress e Wizard, cada um com as suas características especificas.

Este é o teu primeiro passo para partires nesta aventura, escolher o tipo de classe que mais se adapta ao teu estilo de jogo. Após isso podes “personalizar” a tua personagem, pode-se dizer que é uma personalização bastante simples, porque a nível visual só dá para alterar o esquema de cores. Para além disso podes mudar o nome e escolher o idioma que queres que a tua personagem tenha, podes escolher entre o inglês e japonês.

 

 

Quando terminada a criação, passas para a acção propriamente dita. Em primeiro lugar começas com um tutorial muito útil e bem elaborado. Neste jogo vais perceber que os comandos e a jogabilidade são bastante intuitivos. Depois do tutorial acabado entrarás numa história cheia de fantasia que por sua vez trará algumas horas de entretenimento e muito bater de teclas. Digo “algumas horas” e não “muitas” porque existe um pequeno ponto negativo a repetição do jogo. O jogo é repetitivo, isso é um facto, impedindo assim ser um jogo que possa ser jogado por longas horas seguida, sem irmos perdendo um pouco o interesse.

Mas para quem pensa que este é um beat’em up puro, que só andas para a frente e matas monstros, não, não é só isso. Em Dragon´s Crown Pro podes de certa maneira explorar o cenário e encontrar áreas que te darão mais pontuação e dinheiro. Dinheiro esse que vai servir para inúmeros fins, comprar armas e equipamentos, ressuscitar ossadas que encontras no meio dos cenários, ou mesmo para rezares trazendo-te determinadas vantagens.

Como podes reparar, estás perante um jogo que tem igualmente uma vertente muito acentuada de um jogo RPG e isso traz uma dinâmica diferente a este tipo de jogo, para não falar que é que ajuda a quebra um pouco a repetição do jogo. Tens uma lista muito extensa de armas e equipamentos, o que obriga a pensar em combinações de equipamentos que te façam sair vitorioso.

 

 

Outro aspecto que vai com certeza fazer com que o jogo deixe de ser rotineiro é o facto de conseguires jogar com os teus amigos. Dragon’s Crowns Pro pode ser jogado até quatro jogadores, por isso tu e os teus amigos podem passar umas horas de pura diversão e de camaradagem. Caso não tenhas a hipótese de jogar com os teus amigos, podes jogar com bots. Esses ajudantes são nada mais nada menos que as ossadas que encontras nos cenários, tal como referi anteriormente.

Em Dragon’s Crown Pro encontrei outro aspecto que devia ser repensado. Estou a falar da banda sonora, esta é bastante limitada na parte quantitativa, já a componente qualitativa é bastante competente. Visualmente a conversa é outra, tudo que vês no jogo está simplesmente alucinante. O visual do jogo é muito virado para um visual “cartoonesco” mas super detalhado com uns efeitos simples mas eficazes que não fogem ao contexto do retro style.

Resumindo e concluindo, Dragon’s Crown Pro é um remake para ser jogado, principalmente com os teus amigos, sendo extremamente divertido. Um óptimo trabalho da Vanillaware e da Atlus. Se és um fã de beat’em up este jogo é uma escolha acertada para ti. Conta com um facelifting extraordinário, essencialmente quando comparado com a versão original, saída para a Playstation 3 e Playstation Vita em 2013.

4.0

Sim

  • A mudança gráfica é bastante notória.
  • Possibilidade de jogar até quatro jogadores local.
  • A componente RPG encaixa maravilhosamente neste jogo.
  • Contém uma lista de arsenal extensa.

Não

  • Banda sonora limitada.
  • Passado poucas horas de jogo, torna-se repetitivo.
Published
Views 134