O passado do nosso Agente 47 sempre foi algo que queríamos descobrir mas que nunca ficou muito claro. Como é que ele se tornou um assassino profissional, o que o levou a tal ou qual é a sua motivação sempre foram questões pouco desenvolvidas ao longo do tempo e do espaço, dando a ideia de um assassino sem qualquer tipo de emoções ou ligações pessoais. Hitman 2 vai mudar este paradigma e em certa parte adensar e de que maneira a relação mais próxima que Agent 47 fez ao longo dos tempos, isto é, com a voz que o coordena nos ataques silenciosos aos maiores perigos da humanidade, estou a falar de Diana Burnwood da ICA. É um jogo onde mais do que apenas o “xadrez” em movimento que cada missão nos exige fazer, existe sempre uma narrativa das personagens que são centrais no mundo do Agente 47.

HITMAN 2 – Gameplay Launch Trailer

No entanto o jogo começa pela nossa perseguição ao “Shadow Client” e ao desmantelamento da sua milicia, e para isso começamos por uma busca à casa de Alma Reynard, uma das tenentes das operações da milicia, é aqui também que somos recordados de todos os comandos básicos e das possibilidades que podemos ter e executar em cada missão, em cada localização. Será nessa casa de praia, que vamos recordar que precisamos de destruir as câmeras de vigilância que podemos envenenar o nosso alvo, percebendo se ela bebe chá com açúcar ou mel, e como passar despercebido e eliminar todos os nossos inimigos. É uma missão relativamente pequena apenas para dar ao jogador o sentido do jogo e os seus comandos sem ter que ser um tutorial chato e aborrecido. Depois disso começa a ação à séria e com mapas com uma escala bastante maior. Será em Miami o próximo passo para chegar mais perto do “Shadow Client”, onde vamos ter que assassinar o guru tecnológico Robert Knox e a sua filha Sierra. Será num autódromo em que podemos eliminar Sierra desapertando um dos pneus do carro de corrida em que está a participar, mas é apenas uma das várias hipóteses, não me quero alongar muito nesta questão, e apenas refiro esta, porque já foi demonstrada em alguns vídeos cedidos pela WB Games. As abordagens são sempre múltiplas e para as percebermos teremos que estar atentos a todas as conversas e indícios que vão sendo revelados por alguns NPC’s com que nos cruzamos, mas dizer ainda que ao acabarmos cada missão desbloquearemos outras formas de abordar a missão, assim como a possibilidade de completar tantos outros desafios que nos são colocados. Portanto a questão da repetição do jogo prende-se mais uma vez, a tentar ter o melhor score mundial, porque estamos ligado a uma rede que nos dá essa informação, para além destes desafios que nos são propostos até para percebermos todas as abordagens que podemos ter perante cada missão.

HITMAN 2 – Miami Gameplay Trailer

Ao descobrirmos a identidade do “Shadow Client”, vamos perceber que pertence ao passado do Agente 47, e mais do que pertencer ao seu passado, é aquele que levará 47 a recordar todo o seu passado, o como foi transformado em assassino, quem o fez assim, e o pacto que ele fez, precisamente com o “Shadow Client”. Será um twist muito interessante e revelador, que nos colocará em rota de colisão com o cientista que os transformou em assassinos e com aquele que liderou esse projeto conhecido como “The Constant”. O final do jogo levará a revelações ainda mais chocantes e determinantes que com certeza dará o mote, para os próximos episódios.

HITMAN 2 – Untouchable (All Locations Reveal)

A nível de jogabilidade Hitman 2 dá-nos exatamente aquilo a que estamos habituados, eu diria desde sempre, comandos simples, onde a estratégia e o planeamento é que são os comandos principais, o resto são teclas de execução da colocação das peças de “xadrez”, vamos voltar a esconder-nos em armários e caixotes, a envenenar os nossos alvos, a levá-los a fazer exatamente o que queremos e quando queremos, e é claro, vamos nos disfarçar de tudo e mais alguma coisa. A Inteligência Artificial apesar de estar melhorada e de nos fazer sentir que todos os NPC’s têm vida própria, nem sempre reagem da forma expectável e por vezes “bugam”, tivemos episódios onde ficaram a apontar a arma para uma árvore ou a falarmos com um NPC de repente começámos a levar tiros sem razão alguma. Em termos gerais respondem bem, mas não podemos deixar de referir que aconteceram vários “erros” destes que nos levou a refazer grande parte da missão.
A nível gráfico sentimos também que houve uma evolução, aliás ao ponto de Hitman, o anterior jogo, ter sido transportado juntamente com este Hitman 2 para jogarem com uma melhor resolução e definição, tal como ele deveria ser jogado, com um bom nível de talhe a ser implementado neste jogo, especialmente nas áreas mais complexas e cheias de gente como é o caso de uma missão em Mumbai, onde temos um pequeno mundo de texturas numa só cidade, que vai desde os bairros de lata, aos imponentes prédios e produções cinematográficas, passando pelos traços da cultura indiana, nas suas vestimentas e ornamentos. As cut-scenes essas para mim deixaram-me com “mixed feelings”, porque o detalhe é muito bom, mas são uma espécie de mistura entre imagens estáticas com efeitos 3D e movimento, mas não das personagens, isto é, parece uma espécie de art book animado, mas com movimento do espaço e não das personagens e ouvi-las falar sem abrirem a boca é um bocado estranho, pelo menos para mim.

HITMAN 2 – Ghost Mode Gameplay Reveal

Por fim referir que a nível de conteúdos, vamos continuar a ser agraciados com novos contratos ao longo do tempo, mas não episódios, este Hitman 2 traz logo todos os episódios, na verdade do 1 e do 2, para além de dois novos modos, o Ghost Mode, onde vamos ter que assassinar um alvo mais rapidamente do que outro jogador online, o que nos pareceu muito divertido e desafiante, porque ninguém pensa exatamente da mesma maneira, e depois o Sniper Assasin, do qual já falámos aqui no nosso site, que nos obriga a eliminar os nossos alvos enquanto estamos numa posição privilegiada com a nossa sniper a eliminar tudo e todos, como acontece com o jogo para mobile.

HITMAN 2 – HITMAN Perfected

Hitman 2 dá-nos um conjunto de missões com uma história densa e talvez das mais interessantes da série, com revelações muito fortes e pertinentes, para além dos episódios do primeiro e estes dois novos modos que referimos, portanto é um jogo que toda a gente deve ter na sua biblioteca, e que os fãs de Hitman, apenas vão achar curto, tal será a imersão no jogo.

4.0

Sim

  • Talvez a melhor narrativa de Hitman
  • A inclusão do primeiro jogo neste Hitman 2
  • Tudo aquilo que queremos e mais dois modos de jogo

Não

  • A inteligência artificial parece não corresponder à nossa
  • Alguma dificuldade em arranjar parceiro no Ghost Mode
Published
Views 93

Deixa um comentário