O mundo de Minecraft já é mais que gigante, quer seja pelo quase infinito mundo que se gera quando se joga, quer seja pelas quantias astronómicas que rende quer pelos fãs que tem.

Parte do seu sucesso prende-se com a imaginação sem limites que miúdos e graúdos são desafiados a descobrir, a construção de um mundo inteiro, e criação das suas próprias aventuras.

Em Minecraft Story Mode a “história” é outra, somos apresentados com uma história, ao invés de criar a nossa própria, então como poderiam convencer-me que esta é uma diferente, e talvez, melhor forma de jogar este jogo? Simples, a história é escrita de uma forma eximia, tal como a TellTale já nos tem habituado.

O mundo de Minecraft encontra-se perfeitamente recriado, com gráficos retirados quase directamente do jogo original, mas com animações que trazem vida às personagens deste jogo. Nesta nova season continuamos a aventura de Jesse e a sua “Ordem da Pedra” em aventuras pelo mundo fora. Quem não jogou o primeiro pode ficar descansado, pois esta é uma aventura separada que pode ser experienciada como individual, e no inicio podem também contar com um reescrever a historia original, onde através de algumas perguntas, criam a base para este jogo. Após isso começa o jogo em si, onde começam por colocar as coisas em dia, exploram a vossa cidade e seguem algumas dicas, às vezes um bocado directas de mais, que vos lembram que este jogo é Minecraft. Somos obrigados a empilhar cubos numa estátua, dar ossos a um cão, coisas que nos vão lembrando qual a base deste jogo, mas que logo no inicio e tão seguidas umas às outras acabam por nos fazer perder um bocado a paciência tornando-se uns bons 20/30 minutos que demoram a passar. Mas após este relembrar começa a verdadeira aventura, um festival de QTE, e de opções de escolha que nos vão guiando ao longo da história. Os QTE, e as secções de combate estão bem conseguidas, sendo alguns dos momentos mais divertidos do jogo, onde a acção se sente no momento, e não na história que nos é contada. São pequenos respirares de alivio, após sessões de exploração e decisão.

As decisões sempre feitas com tempo contado, definem de alguma forma a história que vamos vivendo. Infelizmente, e ao contrário de outros jogos da Telltale, não senti de forma alguma que as minhas decisões fossem realmente pesadas na história. Senti sempre que o caminho já estava demasiado traçado, que este era o caminho a percorrer, e não havia grande alternativa.

De volta neste jogo está o Crowd Play, o modo multijogador por assim dizer dos jogos Telltale que foi apresentado pela primeira vez em Telltales’s Batman, aqui podemos contar com a ajuda do “povo” local para nos ajudarem nas respostas ao longo das opções de jogo. Sendo este jogo quase como um filme é uma opção interessante para uma tarde de sofá a viver uma história.

Talvez o ponto mais importante deste jogo, sendo ele de uma temática para os mais novos, é o facto de todos os menus, legendas opções estarem escritas em Português. Isto permite que a aventura seja familiar, e que todos possamos viver mais esta história

Mas mesmo sendo falado em inglês tenho de dizer que os actores que dão voz a Jesse, Petra e restantes heróis estão de parabéns com prestações fantásticas trazendo uma nova vida e dimensão a estes pequenos aventureiros, que no jogo original da Mojang, estão sempre mudos. De igual modo, as melodias já habituais de Minecraft, marcam também aqui presença, mas com arranjos à mistura de um jogo desta natureza.

Talvez o maior “pecado” deste jogo, seja também a sua mais valia. O facto de ser por episódios, e sendo eles seguidos, não permite que uma pessoa jogue apenas um, como se fosse uma aventura separada, o fim dos episódios remete sempre para o seguinte, o que obriga a jogar todos para ter uma história completa. Felizmente quem comprar este Season, leva logo todos os episódios, assim que os mesmos estejam disponíveis. E acreditem, a aventura vale mesmo por inteiro.

Apenas uma nota final, só me foi possível jogar os primeiros 3 episódios (pelo que escrevi acima), e dai não ser uma nota totalmente fechada, mas até ao momento sinto como disse acima, que as minhas opções não pesam muito na história.

Apesar disso, não deixa de ser uma aventura incrível que nos cola ao ecrã para saber se conseguimos salvar-nos, salvando o mundo pelo caminho.

Espero que os próximos episódios me provem errado sobre o peso na história, dando-me um encerramento incrível nesta aventura para todas as idades.

 

3.5

Sim

  • História Incrível
  • Totalmente em Português
  • Um festival de QTE bem feitos

Não

  • Não há real sensação de alterações na história consoante as escolhas
  • Inicio algo lento
Published
Views 288