Depois de no ano passado ter a oportunidade de analisar Wonder Boy: The Dragon’s Trap (o remake de Wonder Boy III: The Dragon’s Trap) e este me ter deixado encantado com a sua qualidade, não podia deixar de seguir com toda a atenção o desenvolvimento de Monster Boy and the Cursed Kingdom. Acredito que muitos tenham a ideia que este se trata de uma continuação do jogo anterior, mas não é isso que acontece, nota-se claramente uma inspiração no titulo de 1989, até porque um dos consultares do jogo foi Ryuichi Nishizawa, que foi o designer do titulo original, mas pouco mais do que isso.

A história de Monster Boy and the Cursed Kingdom é bastante simples, Jyn (o nosso personagem) estava a pescar calmamente quando viu o seu tio Nabu a voar num barril e a fazer diversos feitiços como encolher um enorme barco e transformar um peixe numa piranha gigante. Definitivamente algo não estava bem, nessa altura decide pegar nas suas tralhas e ir atrás do seu tio para ver o que se estava a passar, é nesse momento que encontra com um pequeno dragão verde, que não era nada mais nada menos que o seu irmão Zeke, este tinha sido transformado naquele animal por seu tio, assim como ele, todas as pessoas da vila tinham sido transformadas em algum animal.

Jyn que é um rapaz extremamente corajoso parte à aventura de perseguir o seu tio Nabu e perceber o que se estará a passar, é nessa perseguição que o seu tio o decide transformar num porco, com uma barriga assinalável, deixa de conseguir usar a sua armadura e sem ter dedos para segurar o seu escudo e a sua espada, resta-lhe a coragem, o seu peso e a sua capacidade olfáctica. Felizmente para ele irá encontrar diversas bolotas magicas que o ajudarão a ter alguns poderes ao longo desta aventura.

Monster Boy and the Cursed Kingdom (E3 2018) Trailer Premiere

Depois dessa transformação de porco decide ir até à vila de Lupia que também tinha sido devastada pelo seu tio, é nesse instante que lhe contam a historia das 5 orbes magicas que já tinham salvo a aldeia à muitos anos atrás. Infelizmente para Jyn ninguém sabe o local exacto onde estas se encontram, existem apenas algumas referencias, é a partir que partimos na nossa grande aventura. Como é fácil perceberem cada orb irá equivaler a uma nova transformação de Jyn, cobra, sapo, leão e dragão serão as transformações, além do porco que é a nossa transformação inicial.

Cada um dos animais terá a sua habilidade, será bastante importante conjugarmos essas habilidades durante a nossa aventura, vamos ter de andar a trocar entre eles para conseguirmos entrar em diversos locais e para ultrapassarmos alguns perigos e obstáculos. Ao derrotarmos os inimigos vamos apanhando moedas, essas servem para comprar poções e equipamentos para o nosso personagem. Os equipamentos serão importantes para algumas das nossas transformações que as podem usar, o sapo, o leão, e o dragão podem usar os equipamentos sem problemas, logo será importante irem comprando o que encontram nas lojas, já as poções podem ser usadas por todos.

Monster Boy and the Cursed Kingdom também é rico nos equipamentos, vão ter acesso a armas, escudos, botas, armaduras e a braceletes. Além de ser possível comprar algum do equipamento nas lojas, também vão conseguir obter alguns durante a aventura, além disso muito do equipamento que encontram pode ser melhorado com uma espécie de diamantes que vão encontrando, para os usarem basta irem até à loja de melhoramentos. Além de tudo isso existem também um equipamento especial, para isso terão de procurar as diversas partes durante o jogo, quando as obtiverem falam com o ferreiro que tratará do resto. Obviamente que este equipamento será aquele que vos obrigará a percorrer o mapa diversas vezes, isto porque terão de voltar a locais onde já tinham estado e não tinha conseguido avançar visto faltar-vos alguma das transformações. Por isso é importante voltarem a percorrer alguns dos caminhos que já tinham feito.

Algo que não posso deixar de referir é a dificuldade acima da média que vão encontrar, embora não seja nada do outro mundo acredito que muitos jogadores mais habituados aos actuais jogos que são na sua maioria bastante simples vão ter de se esmerar. Felizmente existem imensos locais onde é possível salvar o jogo, o que ajuda bastante, visto que não temos de repetir diversas vezes locais que já passamos. A sensação de superação quando conseguimos superar alguns desses locais é enorme, e isso dá alento para nunca desistirmos.

Algo que fica difícil de não referir é toda a qualidade que Monster Boy and the Cursed Kingdom nos apresenta, e não falo só da qualidade gráfica, já que esta está maravilhosa, com muita cor, luz, texturas e detalhes de nos deixar com os olhos a brilhar. É preciso salientar o trabalho da equipa de desenvolvimento, os pequenos detalhes que encontramos durante o jogo, a própria dificuldade que este nos apresenta em determinadas partes, com quebra-cabeças e puzzles que temos de desvendar para conseguir prosseguirmos nesta aventura, tudo está brilhante.

Ainda no que toca à componente gráfica é importante referir que na Nintendo Switch o jogo corre a 60 fps estáveis tanto seja em modo dock como em modo portátil, no modo dock vão ter a possibilidade de joga-lo em Full HD (1080p) já no modo portátil pode jogar em HD (720p). Se a componente gráfica está impecável o mesmo se pode dizer da componente sonora, seja nos efeitos quer nas musicas tudo está magnifico, de meter inveja a muitos jogos AAA que encontramos no mercado.

Outro ponto que não posso deixar de referir é o facto do jogo ter a possibilidade de ser jogado em português, embora para muitos jogadores este ponto não seja muito importante, a verdade é que para outros é algo essencial . E tratando-se de um jogo que até apresenta alguns diálogos é importante principalmente para os mais pequenos também terem a oportunidade de joga-lo.

Monster Boy and the Cursed Kingdom é sem duvida alguma uma das boas surpresas deste ano, não sendo um AAA consegue meter inveja a muitos deles, é um jogo a não perder para quem gosta do género, e oferece-vos entre 15 a 20 horas de jogo bastante divertidas. Por aqui podemos dizer que ainda agora o jogo saiu e já queremos uma continuação com a mesmo qualidade!

4.5

Sim

  • Uma jogabilidade incrível
  • Graficamente está maravilhoso
  • As musicas assim como os efeitos sonoros estão excelentes

Não

  • Dificuldade acima da média para alguns jogadores
Published
Views 97

Deixa um comentário