O mundo vive numa constante evolução, nada escapa a isso e o mundo dos video-jogos é a prova disso. Todos os anos somos brindados com novidades quer seja em jogos, hardware ou até conceitos. A Playstation é um excelente exemplo com o Playstation VR, onde ganhamos uma nova maneira de jogarmos em consola. O ultimo conceito revolucionário da marca é o Playlink. Para desmistificar um pouco esta palavra, Playlink, não é um jogo, também não é um dispositivo mas sim um conceito de jogar. Uma nova maneira de jogar localmente em família e/ou entre amigos.

Por vezes termos comandos para todos os elementos que querem jogar é bastante dispendioso, e é aqui que entra a novidade deste conceito de jogos sociais, todos podem jogar sem preocupações basta para isso ter um dispositivo móvel com Android ou iOS. De seguida é necessário ligar esse mesmo dispositivo à mesma rede em que a Playstation está ligada. Para finalizar basta descarregar os jogos que vão ser jogados e Voilá!! a festa pode começar. Actualmente só existem cinco jogos disponíveis, Hidden Agenda, Planet of the Apes, Singstar Celebration, És tu! e Saber é Poder!.

Começando com Hidden Agenda, um jogo policial que o principal objectivo é descobrires quem é um assassino em serie denominado por “Traper” isto porque a sua marca em cada homicídio é colocar uma ratoeira no local do crime. A história é bastante viciante e está bem elaborada. Os gráficos estão com uma qualidade elevada e bastante pormenorizados. Mas é neste aspecto que o jogo falha um pouco porque vais encontrar alguns bugs visuais, tal como objectos a trespassar outros de uma maneira muito “fantasmagórica”. Para ser honesto preferi jogar este jogo sozinho do que acompanhado, isto porque este não é um jogo que o objectivo seja diversão, é um jogo sério e que em multiplayer temos que “estragar” as missões aos teus adversários, o que na verdade foge um pouco à essência deste jogo policial.

 

 

Vantagem de o poderes jogar num smartphone ou num tablet é poderes ter o registo do avanço da história, informações sobre os personagens, entre outros pontos. Isto ajuda mesmo muito com o desenrolar da história, caso esqueças de alguma coisa que foi mostrada podes recorrer ao dispositivo móvel para leres tudo o que se passou e não perderes informação.

Tal como Hidden Agenda, temos outro jogo que pode ser considerado uma novela/filme. Esse jogo é Planet of the Apes: Last Frontier, com uma jogabilidade bastante idêntica ao Hiden Agenda, vais poder assistir a uma história bem elaborada em que o teu papel é dar rumo às personagens desta narrativa, quer sejam símios quer sejam humanos. Ao contrário do policial que te descrevi, Planet of the Apes, conta com uma narrativa mais massuda e que após algumas horas podes ficar a sentir frustrado, porque para chegar a acção demora algum tempo. Mas este título ganha na componente gráfica. Os gráficos estão simplesmente maravilhosos e muito bem detalhados e podes esquecer os bugs que o Hiden Agenda tinha. Apesar de poder ser jogado com os dispositivos moveis, neste jogo podes também jogar com os teus comandos da Playstation 4.

 

 

Passamos agora para os jogos que são divertimento puro. Estes, em nível gráfico são mais ligeiros, isto é não estamos num ambiente sério. Começando pelo És Tu!!! posso começar a dizer que este é um jogo para ser jogado em equipas. Basicamente tens que conhecer bem o teu colega de equipa e vice-versa para responderes às perguntas sobre cada um. Está dividido em três partes, questões sobre cada um de vocês, um desafio que tens de desenhar e outro desafio de mímica. Qualquer um dos desafios é divertido, mas existe um que pode trazer confusão, que é o desafio do desenho. Se estiveres a jogar com um telemóvel em que o seu ecrã e relativamente pequeno, vais ter a vida muito complicada. Mesmo podendo fazer zoom só te vai atrasar na tua obra de arte. Já o desafio da mímica, é o ponto alto para haver gargalhadas. Vais ter de imitar uma cara que te vai aparecer e para as pessoas que te rodeiam, principalmente, vai ser hilariante.

 

 

Agora um jogo que é bastante conhecido e que também foi uma novidade no mundo dos video-jogos, lançado originalmente na Playstation 2, estou a falar de Singstar Celebration. Para ser franco o jogo em si não traz grandes novidades, quando comparado com as versões já existentes, sem contar com novas músicas e em alguns aspectos visuais, nos menus. Mas o que traz de novo então esta nova versão do Singstar? A resposta é simples, tal como todos os outros jogos do projecto Playlink, este jogo de karaoke pode ser usado com os teus dispositivos moveis, mas como é óbvio, os microfones dos mesmos têm que estar a funcionar. Desta maneira poupas mais algum dinheiro e trabalho de encontrar os microfones. Foi uma ideia muito inteligente adoptarem esta maneira de jogar e como os outros Singstar vai haver muita diversão em que podes contar com uma lista enorme de musicas, que vêm no Singstar Celebration, mas também podes comprar musicas unitariamente.

 

 

Para finalizar a lista de jogos, vou-vos escrever sobre a estrela do Playlink, e para ser sincero a cereja em cima do bolo no que toca a diversão. O grande vencedor é Saber é Poder!!, este é o rei da diversão, pode ser jogado até seis jogadores, como quase todos os jogos já analisados. O primeiro aspecto marcante em Saber é Poder é a voz do nosso anfitrião, o Max, que é “dada” por um ícone da TV portuguesa, o grande Herman José. Max é o apresentador deste jogo que testa os teus conhecimentos em várias vertentes, como musica, filmes, video-jogos, geografia, personalidades entre outras. Durante as várias horas de jogo nunca saiu nenhuma pergunta repetitiva, e posso dizer que eu, a minha família e amigos fizemos maratonas de Saber é Poder e fiquei espantado por não ter havido perguntas iguais. Outro lado positivo é o lado visual do jogo, que tem um layout bastante colorido e com umas personagens com um aspecto bastante divertido e muito ao estilo cartoon.

O jogo em si é muito fácil jogar, é feita uma questão e são nos dadas quatro hipóteses de respostas em que só uma está correcta. A pontuação é feita pelo facto de acertares e o tempo de resposta. Mas se pensas que é só assim, muito te enganas, pois os teus adversários podem lançar trunfos que vão atrasar o tempo de resposta, que pode ser vital para a tua vitória. Vais encontrar três grupos com três questões cada e dois desafios de ligação em que tens de ligar elementos de forma correcta.

 

 

Veredicto final para o Playlink, ponto número um, apesar de existirem ainda poucos jogos, penso que de maneira geral os jogos que existem conseguem agradar todo o tipo de jogador. Estes jogos têm algo em comum e que todos dão para jogar em multiplayer localmente. Sendo jogos que dão para jogar com a nossa família e amigos no mesmo local é sinónimo de ainda mais divertimento, o que é sempre agradável. Mas o mais espantoso é conciliarem o que acabei de enunciar com o facto de nao ser preciso jogar com os comandos da Playstation 4. Finalmente um ponto que é sempre bom lidar é a linguagem ser em português. Dos jogos todos que foram analisados, só o Planet of the Apes: Last Frontier é que não tem o idioma português. Acho que este conceito vai dar que falar muito e que tem tudo para dar certo.

4.5

Sim

  • Um conceito inovador que faz com que se possa juntar os amigos e família para passar algum tempo a divertir.
  • Grande parte dos jogos têm o idioma português.
  • Não ser preciso comandos para todos os jogadores.

Não

  • A lista de jogos ainda ser muito reduzida.
  • Apesar de ser raro, existem falhas na ligação entre a consola e o dispositivo.
Published
Categories Notícias
Views 419