Na minha infância eu era completamente louco por jogos de gestão, e lembro de passar tardes agarrado a jogos como Simcity, Pizza Tycoon, Transports Tycoon, entre tantos outros que existiam naquela época. Obviamente que a escolha não era tão grande como é agora, mas possivelmente, até era mais divertido. Bom, saltando essa parte altamente nostálgica para mim, e sem qualquer interesse para vocês, vamos ao que interessa, ou seja: Prison Architect: Nintendo Switch Edition.

A Introversion Software e a Double Eleven, lançaram o Prison Architect para PC em 2015, e devo confessar que embora bastante interessante, o jogo tinha menus demasiado extensos, e com demasiada informação para os olhos. Este tipo de jogos, apesar de quase sempre bastante complexos, a verdade é que se apresentarem menus simples e acessíveis, tornam-se bastante mais fáceis de entender, facilitando a adaptação do jogador. Quando este ano Prison Architect para a Nintendo Switch foi apresentado, devo confessar que por um lado fiquei entusiasmado, já que finalmente poderia ter a oportunidade de gerir as minhas prisões de alta segurança em qualquer lado, mas por outro, menus mal implementados, ou não ter um rato, poderia complicar as coisas.

Porém, em nenhum desses aspectos a equipa de desenvolvimento me desiludiu. O jogo está extremamente fácil de coordenar a partir dos analógicos, assim como os menus estão incrivelmente bem implementados. Isto é: estou novamente viciado em Prison Architect, e agora até posso jogar em qualquer lugar. Esta pequena introdução serve essencialmente para quem já conhece o jogo, não ter qualquer problema em adquiri-lo. Posso garantir que não se arrependerá.

Prison Architect – Nintendo Switch Trailer

Vamos então falar um pouco deste jogo de gestão, especialmente para todos aqueles que nem faziam ideia de que existia um jogo de construção e gestão de prisões. Prison Architect não é um jogo fácil, isto porque tudo o que está relacionado com prisões está lá, e chegam a ter detalhes que a maioria de nós não imaginaria que seria necessário ter em conta. Mas não se preocupem, tudo foi pensado. O jogo tem um tutorial incrível, onde tudo é explicado de maneira a aprendermos onde podemos gerir quase tudo. O tutorial é também uma espécie de modo história, e composto por 6 episódios, onde cada um relata uma pequena história vivida numa cadeia.

É possível assistir a presos que terão de ir para a cadeira eléctrica, à tentativa de reintegração social, problemas de higiene, falta de recursos, problemas entre reclusos, e guardas que tratam os presos como lixo. Assistem a tudo um pouco. O que, infelizmente, acontece em muitos locais do mundo. Como vocês vão conseguir perceber durante o jogo, para construir celas, chuveiros, cozinhas, escritórios, salas de aulas, pequenas capelas, o pátio, e muitas outras coisas, é preciso ter bastante dinheiro, e dinheiro que muitas vezes vocês não vão ter. Nesse sentido, ter de recorrer a incentivos do estado, obrigar-vos-á a construir determinadas coisas que, por vezes, vocês não estariam interessados. Toda esta gestão tem de ser feita com bastante cuidado, entre criar uma prisão cheia de condições, e depois não ter dinheiro para contratar todo o género de recursos humanos como policias, cozinheiros, empregados de limpeza, professores e médicos; ou entre ter uma prisão com muito menos condições, mas ter, no entanto, todos esses recursos. Tudo tem de ser pensado ao pormenor.

A escolha de tudo é vossa. Podem gostar de ter tudo sobre o vosso controlo, tendo uma prisão excessivamente rígida, e onde qualquer problema que surja, o prisioneiro será logo recambiado para a solitária; como podem ter uma prisão para educar e ajudar os presos a melhorarem a sua educação e até a aprenderem novas profissões, numa perspectiva de reabilitação. As profissões dos prisioneiros são algo até bastante interessante em Prison Architect, pois é possível colocarem os presos a trabalhar em oficinas, e com isso vender os bens criados, fazendo dinheiro extra para as vossas finanças.

Prison Architect Switch Trailer PEGI 720p

Mas já que estamos a falar de arquitectura, também existe outro detalhe bastante interessante, que é a possibilidade de criarem apenas um projecto sem terem de gastar nenhum dinheiro. É possível fazer no “papel”, a prisão que acham que seria a ideal. Como é fácil perceber, complexidade é o que não falta neste jogo, que ao mesmo tempo consegue ser divertido e ter tudo aquilo que os fãs de jogos de gestão gostam.

Graficamente o jogo está bastante interessante, com um estilo cartoon, mas que se encaixa muito bem. Quanto ao aspecto sonoro, não é nada do outro mundo, mas faz o que lhe é pedido, sem qualquer problema. Devo também referir que o jogo está disponível em diversas línguas, entre elas a língua Portuguesa. A única nota que pode por vezes atrapalhar o jogo é quando ele começa a fazer as gravações automáticas, e o jogo tem uma pausa de 1 ou 2 segundos. De resto, tudo correu sempre de forma impecável.

Quanto ao Modo Escape, será um DLC que só chegará para o fim do verão, e neste modo vão assumir o papel de um recluso, fazendo missões, ganhando dinheiro, arranjando aliados, e claro, tentar fugir da prisão.

Em jeito de conclusão, podemos dizer que Prison Architect: Nintendo Switch Edition é um jogo bastante sólido, provavelmente um dos melhores jogos de gestão que chegaram até hoje à Nintendo Switch, e embora o contexto não seja provavelmente o mais convencional para mostrarem as vossas skills de gestão, a verdade é que se forem fãs deste tipo de jogos, não se vão arrepender.

4.0

Sim

  • Um tutorial excelente
  • Tem imensas opções, podendo resolver os problemas de diversos modos
  • Um dos melhores jogos de gestão para a Nintendo Switch

Não

  • Se não gostam de jogos de gestão podem ficar bem longe deste
Published
Categories Análises Nintendo
Views 208