A franquia Splatoon já se tornou uma das mais mediáticas da Nintendo. Depois do enorme sucesso em 2015 na Wii U e de no ano passado ter chegado à Nintendo Switch, onde o seu êxito foi ainda maior com Splatoon 2, chegou a vez deste jogo receber o seu primeiro DLC pago: Octo Expansion.

Na verdade é um DLC que foge bastante ao que estamos acostumados, uma vez que é totalmente virado para o single player. O que significa também que não é aconselhado a quem pretende jogar exclusivamente online, sendo que o seu foco é num conjunto grande de desafios, onde têm de mostrar a vossa destreza, pontaria, e até um jeitinho para o estilo das plataformas.

Obviamente que chegando a esta parte, os jogadores que pretendam adquirir este conteúdo extra serão aqueles que também jogaram o modo campanha de Splatoon 2, o que faz todo o sentido, já que Octo Expansion é uma espécie de continuação do modo campanha. Convém ressalvar que não é necessário ter jogado ou terminado o modo campanha. O novo DLC leva-nos até ao subterrâneo, mais propriamente no metro (ou subway como preferirem), onde a nossa personagem é encontrada inconsciente e com amnésia. Como devem ter adivinhado, um dos objectivos será recuperarmos a nossa memoria através de descobertas ao longo dos 80 níveis disponíveis.

 

 

Existem diversas linhas de metro, cada uma com a sua cor como é habitual, e nós vamos percorrendo as estações. Cada estação é uma nova missão, e ao contrário do que acontece normalmente, aqui pagamos para sair na estação, o que obriga a que cada vez que vocês fazem uma das missões, terão de pagar para tal, e até para repeti-la. E sim preparem-se para repetir a missão várias vezes, porque será bastante complicado acabar a maioria delas logo à primeira. Muitas delas levam-nos a um processo de aprendizagem e até de perceber o que temos de fazer para as completar. As primeiras missões até são simples, mas na maioria são estranhas e confusas no início, até percebermos exactamente como ultrapassar determinado obstáculos. Como é fácil perceber pela descrição, muitos níveis são uma espécie de quebra-cabeças.

É nestes locais que podemos encontrar as nossas memórias e outros objectos importantes que vão ser relevantes no jogo, e existem também diversos Bosses, alguns deles verdadeiramente desafiantes. Os próprios cenários onde tudo se passa são bastante diferentes do que estamos habituados, obrigando-nos a fazer movimentos e tarefas que nunca vocês imaginaram que poderiam fazer num jogo como Splatoon 2. Claro que tudo o que se torna demasiado difícil também se pode tornar frustrante, e por muito que sejamos fãs do jogo, existem níveis que podem levar à frustração. No entanto, nada que a dedicação e a insistência não consigam ultrapassar.

 

 

Graficamente está bastante interessante, e continua com as cores vivas que conhecemos, apesar de diversos cenários tentarem enquadrar-se em algo mais sombrio, ficando algo distante do que estamos habituados a ver nos cenários de Splatoon 2, abrindo o jogo para novos caminhos e claramente para novidades completamente “estranhas” como os produtores do jogo já nos habituaram.

Para os verdadeiros fãs, é uma expansão obrigatória, cheia de desafios, diversos quebra-cabeças, superações e até uma maneira de mostrarem as vossas habilidades. O modo single player fica bastante mais completo e com mais 80 níveis incríveis e diferentes uns dos outros. Outro ponto que favorece bastante Octo Expansion é o seu preço (19,99€), que consegue ser bastante acessível e ao mesmo tempo trazer bastante conteúdo e horas de jogo. Quanto aos jogadores casuais, provavelmente será uma expansão que passará um pouco ao lado, visto que muitos dos níveis aqui apresentados são virados para jogadores com habilidade acima da média.

4.0

Sim

  • Uma excelente adição ao modo Single Player
  • 80 níveis totalmente novos e completamente diferentes
  • Quebra-cabeças de desafios incríveis!

Não

  • Para o jogador mais comum tem níveis de extrema dificuldade
Published
Categories Análises Nintendo
Views 128