Análises Pc e Mac

Análises - PC e Mac

Análise: Shio (Switch)

Quem não fica fascinado quando vê cenários e pinturas da china antiga? É impossível não ficarmos deslumbrados com aquelas paisagens que transmitem calma e serenidade como poucas conseguem transmitir. Talvez por isso, as primeiras imagens de Shio chamaram a minha atenção. Shio foi desenvolvido pela Coconut Island Games e traz-nos um jogo extremamente desafiante de plataformas em […]

Read More

Análise: Sonic Mania Plus

Sonic Mania foi lançado em Agosto do o ano passado pela Sega e facilmente conquistou todos os seus fãs de longa data. Os fervorosos jogadores da Mega Drive entraram completamente em delírio, principalmente por continuar com a fórmula dos três primeiros jogos. O grafismo continuava praticamente idêntico aos jogos originais, a jogabilidade tornou-se ainda mais […]

Read More

Análise: Graveyard Keeper

Graveyard Keeper é daqueles jogos que consegue mostrar o porquê de o sector indie dos videojogos ser tão especial. Como é uma área da indústria que não está tão dependente do lucro como empresas com maior reputação no mercado, há outra liberdade para criar produtos que, para além de originais, abrem portas a novas ideias. […]

Read More

Análise: Road to Ballhalla (Switch)

A Nintendo Switch tem sido um enorme sucesso entre os jogadores, e além disso, os jogos desenvolvidos pela Nintendo e por algumas companhias de renome têm mostrado toda a sua potencialidade. Mas não são só os jogos de renome que encontraram a sua consola ideal, diria mesmo que os jogos indies encontraram aqui, tal como […]

Read More

Análise: Hello Neighbor (Switch)

Vizinhos: aquelas criaturas que habitam perto de nós. E se umas vezes conhecemos muito bem, já noutras, são meros estranhos que preferimos não nos cruzarmos com eles, além dos mais sinistros que não sabemos sequer o que pensar deles. Hello Neighbor é um jogo que nos fala de um vizinho, estranho e misteriosos, que tem uma […]

Read More

Análise: Guts and Glory

Quando os developers da HakJak Productions decidiram criar Guts and Glory provavelmente estariam sob o efeito de alguma substância alucinogéna. Digo isto porque só alguém completamente louco se lembraria de algo tão surreal, mas ao mesmo tempo tão divertido e frustrante. Na verdade, não me lembro de num jogo me rir tanto de morrer e voltar a […]

Read More