Dirt 4 a levantar pó!

Lançámo-nos à estrada com Dirt 4 que eleva sempre a fasquia dos jogos de rally para as consolas e PC. O jogo começa da melhor forma tanto para os jogadores mais experientes como os menos talentosos com uma academia para compreender e dominar as principais técnicas e comandos do jogo. Podendo escolher entre um controlo mais árcade ou mais de simulador, a academia é fundamental para que a nossa destreza resulte em ganhar preciosos segundos aos nossos adversários.

Apesar de ser extensivo, a preparação na academia foi feita de forma a que o tempo passe sem ser chato, mas muito informativo e interessante, uma abordagem bastante mais profissional que me agradou particularmente.

Depois disso começamos a entrar nas competições, um pouco ao estilo de Gran Turismo, vamos adquirindo licenças para competir nas mais variadas provas, para cativar o interesse das marcas em nos contratar para futuras corridas e a representação das suas marcas.

Em Dirt 4 todo o tempo é precioso, desde o controlo das curvas em velocidade máxima, como o arranque de cada prova que pode ser desde automático a manual, controlando o arranque pressionando o travão de mão e o acelerador. Enquanto o manual poderá dar alguns segundos de vantagem o inverso pode acontecer e se falharmos o arranque e no fundo arrancarmos antes da indicação, recebemos uma penalização por isso mesmo.

O jogo é feito destes pormenores “profissionais”, mas no entanto são sempre opcionais, para que os jogadores mais arcade se sintam à vontade.

A jogabilidade de Dirt 4 também é muito satisfatória, e quer seja no modo arcade ou de simulação. No modo arcade o carro bamboleia menos, “cola” um pouco mais ao chão e não perde o controlo com facilidade como aconteceria, se calhar, na vida real, mas não deixa de dar a sensação de velocidade e da destreza necessária para que consigamos um bom tempo. Na simulação as coisas são um pouco mais complicadas, é preciso dominar os carros e ter uma atenção redobrada, pois facilmente podemos colocar a roda numa curva interior e perdermos o controlo do carro por completo.

Algo que me agradou é que seja qual for o modo em que joguem, o carro sofre danos, o carro pode furar um pneu, pode sobreaquecer e temos que tomar uma decisão executiva, ou paramos o carro e o arranjamos na hora, perdendo vários segundos, ou conduzimos até ao final da etapa nessa condição tentando que o carro sobreviva e não parta o resto até ao fim.

No modo principal, o de carreira, que já fui explicando um pouco ao longo desta análise, vamos tentar subir na vida ao longo das várias etapas e percursos que vamos desbloqueando, perante as licenças que vamos adquirindo  e os contratos que vamos conseguindo, experimentado novos carros, novas formas de tracção dos mesmos e apurando a nossa capacidade de pilotos de rally.

Para além do modo de carreira, onde vão ter de gerir a vossa carreira em variados aspectos como os patrocinadores, mas também quem vos representa e etc, vão ter à vossa disposição os modos Pro Tour e Community Events, são basicamente competições diárias, semanais, e mensais onde a ideia é cumprir objectivos para ganharem créditos ou desafiar outros jogadores online. Para alargar um pouco mais a longevidade têm ainda a hipótese de gerar pistas de forma aleatória, selecionando alguns pontos como país ou o clima por exemplo.

A nível gráfico Dirt 4 parece mais uma vez ter dado um pulo significativo, mas sempre sustentável, como tem sido ao longo dos tempos. Os ambientes estão bem construídos, fielmente recriados os pontos de arranque e de chegada, os seus intervenientes, dando uma sensação mais aproximada à realidade. Todos os pormenores relacionados ao carro, isto é, se um carro é de tração frontal o pó da estrada sairá com maior intensidade das rodas da frente, as marcas dos pneus no traçado, os efeitos de chuva, de neve, ou mesmo das etapas à noite com os seus efeitos de iluminação, estão muito bem conseguidos, e dão-nos cada vez mais a sensação que estamos dentro do cockpit de um carro de rally.

Dirt 4 dá assim tudo o que precisamos, ou melhor dizendo tudo aquilo que qualquer jogador precisa, e com esse cuidado a Codemasters vai ganhar muitos fãs, e vão conquistar muito público com o jogo polido e trabalhado como se encontra.

Published
Views 118

Comments (1)

  • sergio
    Junho 22, 2017 at 7:50 am
    lá vamos ter que tirar o pó da PS4 :)

Comments are closed.

Ir para a barra de ferramentas