Full S.T.E.A.M. Ahead!

Quando experimentámos o jogo na sede da Nintendo Portugal ficámos desde logo com a impressão que seria um dos jogos mais interessantes a nível de conceito e mecânicas.

Para vos situar, pensem numa espécie de xadrez onde podem andar com a vossa(s) personagens um x número de vezes, sendo que podem disparar sobre os vossos inimigos, ou preparar a jogada seguinte. Parece simples, e de facto é, mas o gozo também é instantâneo.

1

No início comandamos a nossa personagem Henry Fleming, um jovem soldado americano que usa a sua Eagle Rifle como arma de eleição. É ele que vamos comandar durante todo o jogo, mas mais companheiros teremos para nos ajudar com diversas especialidades. O mais curioso é todos eles serem recriações de heróis que fazem parte de alguma maneira da história norte-americana. Temos Henry Fleming como já perceberam, inspirado na personagem principal do romance, “The Red Badge of Courage”, John Henry, do conto popular “A lenda de John Henry”,Tiger Lily inspirada por uma personagem de “Peter Pan”, Lion, é claro do mítico “O Feiticeiro de Oz” e ainda Tom Sawyer, já perceberam certo?!

Para salvar a invasão de alienígenas vamos então ter que passar do ponto A ao ponto B, abatendo os nossos inimigos, protegendo os nossos companheiros e ganhando moedas e equipamento para os objectivos secundários. Tudo isto num ambiente steampunk no século XIX e comandados por Abraham Lincoln. Enquanto que Henry Fleming tem apenas ataques a curto alcance, John Henry tem ao seus dispor uma arma que permite o ataque a longo alcance, fazendo com que tenhamos que pensar a curto e longo prazo as nossas jogadas. Mas nem só de ataque directos vivemos neste jogo, Tiger Lily será a personagem que nos dará suporte, com a sua técnica de cura, Lion com uma enorme quantidade de HP, dando a possibilidade de dar muitos mais “passos”, e Tom Sawyer, o batedor que é capaz de implantar minas explosivas.

Jogadas essas que também são determinadas pelo movimento e ataque dos nossos inimigos no seu próprio turno. A movimentação das nossas personagens será determinante visto que podemos nos esconder para no ataque seguinte arrumemos os nossos inimigos, como planear o contra-ataque.

3DS_CodeNameSTEAM_01_mediaplayer_large

A nível de jogabilidade usaremos o analógico para a movimentação, o c-stick no caso da New Nintendo 3DS para movimentar a câmara, sendo que podem utilizar a pen no segundo ecrã para a mesma função, o left trigger dispara as armas sempre que tivermos “steam” disponível, os direccionais trocam as personagens e basicamente é isso. É mesmo simples, mas também já sabemos como a Nintendo tem este tipo de jogos simples mas que nos satisfazem facilmente e grademente.

Graficamente, o Codename S.T.E.A.M. também tem uma abordagem diferente e altamente satisfatória, especialmente para os fãs de comics. É que toda a história é apresentada em formato banda desenhada, com os seus quadradinhos a desenrolar a narrativa e a dar indicações de tudo o que precisamos fazer nos variados mapas. Temos então os tradições balões de falas, as personagens com um desenho muito “Cartoon Network”, e com ambiente altamente colorido e apetecível. O 3D da New Nintendo 3DS aprofunda a experiência e mais uma vez demonstra a capacidade de resposta perante a nossa movimentação, assim como a fluidez que o novo processador consegue dar a este jogo. É verdade que não existe um grau de movimentação elevado ou dados para gerir, mas nem as texturas levantam defeitos.

3DS_CodeNameSTEAM_02

Para além do Modo Campanha, existe ainda o Modo Versus, modo este que pode ser jogado apenas localmente ou online, onde teremos que escolher a nossa equipa, podendo utilizar os amiibo’s de Fire Emblem ( Marth, Ike, Lucina ou Robin) para construirmos a nossa equipa perfeita. A partir dessa escolha e respectivo arsenal partimos para o duelo, com a mesma lógica, chegar ao nosso objectivo e derrotar o nosso inimigo. Um modo que pode ser extremamente divertido e desafiante, tal como se fosse uma partida de xadrez. Dentro deste modo existem vários tipos de batalha, o tradicional Death Match,  em que o último sobrevivente se sagra vencedor, o Medal Battle, onde vence a equipa que reunir o maior número de medalhas e o A.B.E Battle, onde cada jogador assume o comando de um robô gigante inspirado por Abraham Lincoln.

1421714287-insta0

Codename S.T.E.A.M, encheu-nos as medidas, a abordagem jogo de xadrez, o visual “comics” misturado com um ambiente steampunk, as personagens baseadas em obras literárias e um modo desafiante na partilha com outros jogadores, faz com que este jogo da Intelligent Systems demonstre que nem sem todos os jogos de acção têm que ser um “shooter”.

steam-recomenda

Published
Categories Análises
Views 55
Ir para a barra de ferramentas