O futuro dos jogos ainda passa pelo bolso

Fez na segunda-feira exactamente uma semana, e a convite da Nintendo podemos presenciar que ao contrário do que muitos ainda tendem a afirmar, a família 3DS não está para desaparecer, longe disso.

A Nintendo começou logo por surpreender ao mostrar de surpresa uma nova consola para completar o seu leque de Hardware na familia, apresentando a nova New Nintendo 2DS XL. Muitos poderão perguntar se vale a pena esta nova encarnação da consola. A verdade é que eu por exemplo, caso não tivesse a minha NN3DSXL que veio substituir a minha 3DS original, deixaria o 3D para trás e apostaria nesta nova versão.
 
A NN2DSXL em termos de hardware face a NN3DSXL, apenas perde isso mesmo, o 3D, mantendo o seus loadings mais rápidos e as suas melhorias técnicas que permitem a jogos como Xenoblade Chronicles, correrem em exclusivo nestes modelos New. Mas se o seu interior é quase igual, o mesmo não se pode dizer do seu exterior, que apesar de ser um modelo de entrada nos surpreende pelos acabamentos presentes nestes modelos. Logo ao abrir a consola conseguimos ver que o ecrã tem um aspecto mais límpido, sendo agora toda uma frontal de vidro ao contrario da NN3DSXL que tem uma moldura de plástico onde estão inclusive inseridas as colunas, este ar mais clean do ecrã superior quase que faz lembrar a frente curva de alguns modelos de iphone e ipod touch sendo um ecrã onde quando desligado quase não se vê a separação da zona do ecrã da zona da moldura. A juntar a isto a sua espessura muito fina temos um produto que consegues ser esteticamente muito apelativo a jogadores mais velhos, o que afasta a ideia que a 2DS é um produto mais para os miúdos.
 
Face à NN3DSXL as colunas estão agora recolocadas noutra posição encontrando-se agora na base da consola, num sitio onde à primeira vista achei que fosse tapar as mesmas com as palmas das mãos numa sessão de jogo, mas tal pelo menos neste primeiro contacto não aconteceu.
A consola está assim mais “magrinha” e mais “clean” tendo assim um ar mais “adulto“, e não tão cluncky como a NN3DSXL, que a meu ver tem um ar mais plástico que esta nova consola.
 
Mas nem só de Hardware vive o mercado portátil, e a par desta nova consola experimentei também alguns dos exclusivos para a  portátil da Nintendo dos próximos tempos.
 
 
Hey! PIKMIN
É um spin off dos jogos originais, onde comandamos Olimar e os seus Pikmins por pequenos mundos de puzzle e aventura indo do ponto A ao ponto B, salvando o numero máximo de Pikmins possível pelo caminho. O jogo faz utilização dos dois ecrãs das consolas usando um como continuação do outro. Ainda sobre o ecrã de baixo é onde conseguiremos comandar quase todas as acções do nosso Olimar.
 [slideshow_deploy id=’35955′]
A verdade é que não fazendo o tutorial, e partindo logo para o jogo em si, tornou-se algo confuso à primeiramão” estes comandos. Os tradicionais botões A B X Y são relegados para segundo plano, e acções como ligar o foguete ou usar um apito, são todos feitos através de toque do stylus no segundo ecrã. O jogo obriga-os em parte a estar com a mão esquerda a comandar as direcções no analógico, e com a direita a comandar as acções disponíveis no ecrã. Esta é uma forma de certa forma diferente de jogar, mas que usa as capacidades da consola em pleno, mas que pode afastar alguns jogadores.
Ever Oasis

 
Um novo RPG de acção que chega às consolas portáteis da Nintendo onde temos como objectivo construir um Oásis no deserto. Para isso teremos de nos juntar a tribos que vamos encontrando e explorar em conjunto o deserto e os seus segredos. O jogo tem algumas mecânicas que fazem lembrar algumas áreas de Zelda, e juntando à alteração entre personagens para ultrapassar obstáculos, promete fazer as delicias dos jogadores que fizeram tudo em Breath of the Wild.
Dr Kawashima’s Devilish Brain Training
O Puzzle/Brain game por excelência está de volta com mais e mais difíceis desafios.Sendo o mais honesto possível, este não foi o jogo com o qual perdi mais tempo, mas posso garantir-vos que se são fãs desta serie de jogos, e se acham que Kawashima não tem já desafios aliciantes para vocês desenganem-se.
Miitopia
Vamos acertar já aqui uma coisa. Sou um adepto confesso do Mii Street Plaza, adoro usar o Street Pass e encontrar Mii’s de todo o mundo pelas Ruas , confesso que tenho já muitos puzzles completos, e estou constantemente a tentar chegar mais longe no castelo de aventura (os jogos mais recentes não os tenho ainda, não vou opinar sobre eles).
E perguntam vocês ok, muito giro, mas e o que tem isso a ver com Miitopia? TUDO! (ou nada mas são pontos de vista)
Miitopia segue as aventuras dos teus Mii através de um mundo de magia e cavaleiros, ao longo de algumas áreas e em busca de tesouros. O jogo funciona como um RPG normal, mas com a “leveza” das personagens queridas da Nintendo. O jogo apesar de ter um humor típico que já estamos habituados de jogos como Tomodachi Life, tem uma mecânica muito interessante de RPG, sendo simples, desafiante e viciante de jogar. Em breve poderão jogar uma versão demo deste jogo, que certamente não vos desiludirá e poderá demonstrar que de facto e apesar de ser com personagens Mii, a Nintendo construiu um grande jogo.
Published
Categories Antevisões Nintendo
Views 123
Ir para a barra de ferramentas