A gestão sobre duas rodas

A vuelta, o giro e o tour, para quem gosta, já são programas habituais das tardes de verão. Ora, que melhor altura então para lançar mais uma edição anual do Pro Cycling Manager?

Desenvolvido pela Cyanide Studio, Pro Cycling Manager 2017, como o próprio nome sugere, é um jogo de gestão de ciclismo. PCM 2017, tal como os seus antecessores desde 2005, tenta retratar toda a organização necessária nos bastidores das equipas de cliclismo. É contudo um título que dificilmente irá atrair quem não for amante da modalidade, uma vez que não dará tréguas a quem não tiver um entendimento aceitável de como funciona este desporto.

Não existem novidades significativas para a anterior versão, em boa verdade, é como que uma actualização. No entanto, para quem jogou o anterior, facilmente notará que a navegação nos menus se encontra ligeiramente mais simples. Ainda assim continua distante da perfeição, a começar pelos tutoriais que pouco mais fazem do que enaltecer o botão a clicar a seguir; longe das explicações exigíveis para jogos com esta complexidade.

Pro Cycling Manager 2017 e em particular o Modo Carreira, no começo, dedicam grande parte da sua atenção à componente logística. Teremos a responsabilidade de tratar de todos os assuntos sensíveis e importantes antes de nos inclinarmos sobre as competições. A escolha dos melhores atletas para determinado contexto é fundamental, assim como coordenar os calendários das provas de preparação e ainda negociar todos os contratos relacionados. É um produto desenhado para quem gosta do detalhe e para quem não tem problemas de levar o seu tempo a ponderar todas as decisões e observar os resultados das mesmas. E atenção! Convém pensar a médio e a longo prazo. Porque por aqui é claro, o sucesso só chega com um bom planeamento.

As corridas em 3D foram naturalmente melhoradas, visualmente e especialmente a nível da inteligência artificial – o grande e desesperante problema das versões no passado.

O ambiente em volta transporta-nos facilmente para dentro da prova, com os pormenores necessários para oferecerem algum realismo ao processo, envolvendo-nos facilmente. Para um jogo de gestão, há que dizer que a qualidade gráfica está acima da média e há vários locais icónicos que serão familiares para quem geralmente acompanha as voltas. E com a integração no Steam Worshop, podem até tornar tudo muito mais verdadeiro, correndo com todas as camisolas e nomes autênticos.

Todos os dados vitais sobre os nossos atletas estão presentes, para que possamos optar consoante o momento da prova. É vital saber gerir o cansaço do atleta; olhar o pelotão e sentir que é o momento de atacar; de simplesmente acompanhar e aguentar; a melhor forma de subir a montanha. Tudo previamente calculado e preparado com o devido treino durante a semana, com um vasto conjunto de opções ao nosso dispor, de modo a não deixarmos nada ao acaso. E embora os menus sejam confusos e pouca assistência exista, não é nada que não se ultrapasse eventualmente.

Pro Cycling Manager 2017 não é fácil. É até frustrante para quem não tem a paciência indispensável para investigar as opções disponíveis e testar os resultados. Porém, para os apaixonados pelo ciclismo que estejam dispostos a perder o tempo necessário para aprenderem sobre o jogo, encontrarão aqui um dos raros títulos dedicados ao desporto das bicicletas. No fundo, ficarão até mais conhecedores das exigências da modalidade. Para o público em questão, PCM 2017 é vivamente aconselhado.

Author Nuno Mendes
Published
Categories Análises Pc e Mac
Views 138
Ir para a barra de ferramentas