Hoje à noite mando eu!

48Until Dawn é o novo jogo exclusivo para a PS4 que nos obriga a fechar as luzes e as janelas. Se bem que chamar-lhe de jogo não parece correcto nem justo. Until Dawn é mais um filme interactivo que outra coisa qualquer. Desde um elenco hollywoodesco  (Hayden Panettiere, Rami Malek) a dar a cara e voz, até grandes directores de fotografia. O nosso papel é decidir as principais acções das personagens e de vez em quando ter a certeza que essas acções são executadas com sucesso, através de timers para pressionar os botões certos nos momentos de acção. Agora, como fazer um jogo que nos agarre com a jogabilidade mais básica possível e repetitiva possível? Com a história. Volto a reforçar, isto é um filme e pela primeira vez vamos poder decidir o que fazem os personagens em vez de ficarmos a gritar para o ecrã: “Burro, porque é que foste entrar aí? Está lá o gajo de certeza…”. Um dos aspectos principais é o sistema de Efeito Borboleta, em que uma pequena acção pode levar a um grande acontecimento. Sempre que tomamos uma destas decisões somos avisados e é feito um auto-save que nos impede de voltar a trás. Se mataste alguém, continua. Essa é outra beleza do jogo, podemos perfeitamente completar as 9 horas de jogo sem matar ninguém ou até matar toda a gente. Vai ser sempre diferente. Eu pelo menos quero acabar o jogo com tudo morto. E sim, mete medo e quero ver como acaba.
Autor: Francisco Ferreira
Published
Categories Artigos no METRO
Views 252