Basebol… uma modalidade que não diz muito ao comum dos europeus, onde me posso incluir nesse grupo. Antes de começar a análise propriamente dita, este desporto tipicamente Norte Americano pode ser quase comparado como o futebol na Europa.

O primeiro jogo serie MLB The Show remonta ao ano 2006 em que saiu para a antiga Playstation 2 e para a Playstation Portable. O atleta que deu a cara à capa deste jogo foi David Ortiz. Desde então todos os anos tem vindo a sair novos jogos da franquia e o MLB The Show 17, é o terceiro jogo que sai para a Playstation 4 e é exclusivo para esta. Este ano temos Ken Griffey Jr. na capa da edição Europeia do mais recente jogo de basebol.

Agora sim vamos ao que interessa, como referi à pouco, sabia muito pouco sobre este desporto e  suplicava, antes de começar a jogar, em encontrar um bom Tutorial. Posso dizer que vais encontrar um tutorial impecável, bastante simples que te vai ensinar tanto as regras do jogo tanto como as teclas para aplicá-las. Este é o primeiro, dos vários pontos positivos do jogo.

Após este momento de aprendizagem nas várias posições em campo, vais ter a tua oportunidade de ver se aprendeste bem as lições, nos vários tipos de jogo. Vais encontrar três modos principais de jogo que são:

  • Play Now;
  • Road to The Show;
  • Diamond Dynasty:

Nestes tópicos podemos encontrar novidades bastante interessantes. No modo Play Now que é o modo mais rápido para poderes jogar e é neste menu que vais encontrar o Retro Mode. Aqui vais jogar MLB The Show 17 num interface bastante retro mas com uma particularidade que eu achei muita piada, que foi o aspecto dos jogadores, campo e estádio ficaram com a qualidade gráfica do modo normal. Esta combinação de grafismos com uma jogabilidade bastante mais simplificada, tornam esta modalidade de jogo muito atractiva.

No Road to The Show podes ser um jogador de Basebol, criado por ti ou um já existente. Vais progredindo na carreira, consoante o teu desempenho durante os jogos, e não só. Este “não só” é a novidade deste modo, durante a evolução da história vais ser confrontado com decisões que vão influenciar directamente o teu sucesso e percurso. Também podes comprar equipamento para o teu personagem, como luvas, tacos, protecções para o peito, capacetes e todo resto do material que um profissional da modalidade precisa ter. Para além dos formatos e cores serem diferentes, as habilidades também mudam, por exemplo há equipamentos que melhoram as suas características como correr, a resistência, a força entre outras. Podes compra-los com a moeda virtual do jogo que ganhas ao longo do jogo e fazendo missões.

Por último mas não menos importante até porque este modo é uma novidade por si mesmo tens o Diamond Dynasty. A sua essência traduz-se em criares uma equipa com vários jogadores, com cartas. Essas cartas podem ser compradas ou ganhas também em missões. Os teus jogadores vão melhorando ou piorando consoante o desempenho em campo. Em Diamond Dynasty tens um “sub-tipo” de jogo que se chama “conquest” que consiste numa experiência estratégica em tens conquistar fãs no continente norte americano com os resultados da tua equipa.

MLB The Show 17 conta com uns gráficos de excelência,  tudo muito detalhado, os movimentos dos jogadores, os espectadores, as estruturas dos estádios, as paisagens envolventes do campo. A equipa da Sony Interactive Entertainment estão de muitos parabéns porque no que toca a gráficos estão impecáveis.

Igualmente impecável é a jogabilidade, apesar de ser um verdadeiro “patego” no que toca a basebol, nota-se que MLB The Show 17 está preparado para estar o mais parecido com a realidade, conseguimos controlar quase tudo alguns exemplos o tipo de lançamento da bola se é curva, com efeito, a força que é lançada, a localização desta o tipo de tacada que queres dar na bola. A jogabilidade deste jogo prende-te ao comando dando vontade de jogar mais.

Mas nem tudo são boas noticias, apesar de o jogo estar muito bem concebido na generalidade, encontrei um ponto que nao gostei muito. Esse ponto negativo é um simples facto de não ter Portugal com nacionalidade do nosso jogador criado e ter países que também não têm a cultura do Basebol, como a Indónésia, por exemplo.

Resumidamente este jogo está feito de uma forma bastante realista e semelhante ao mundo real. Outro ponto importante de frizar, é que toda gente pode jogar MLB The Show 17, quer uma pessoa que conhece as regras quer uma que não sabe quase nada. Nisto, o jogo prima pela aprendizagem, porque após alguns jogos feitos vais perceber como são as regras do basebol.