Invizimals: A Aliança – PS Vita – Review

“Vamos apanhá-los a todos” foi uma frase que sempre ouvimos associada à Nintendo e ao seu Pókemon, um dos franchises mais bem sucedidos transpostos da televisão para os jogos ou vice-versa para muito dos gamers. E digo gamers no geral porque o Pókemon continua a fazer as delícias de miúdos e graúdos, conheço muita gente que ainda se encontra para jogar Pókemon no velhinho Game Boy Color, seja na faculdade ou no café.

Invizimals está a tentar ganhar o mesmo espaço com um produto semelhante em alguns aspectos e muito diferente noutros. Se o conceito inicial é o mesmo, isto é, capturar criaturas para combater em torneios, indo ganhando experiência e novas características para os nossos Invizimals, por outro lado a estética e jogabilidade diferem com a potencialidade e utilização da realidade aumentada.

Em Invizimals: A Aliança da PS Vita vão utilizar a câmera, os ecrãns tácteis frontal e traseiro para capturar as vossas criaturas e de várias maneira diferentes. Podem através da realidade aumentada, procurar pela vossa criatura através do cenário existente, se estiverem em casa por exemplo, poderá ser pedido para procurarem por uma cor específica pois a criatura tem tendência a camuflar-se nela, e aí um sofá vermelho poderá ser o seu esconderijo. Podem também ter que jogar mini jogos como uma espécie de “Macaquinho do Chinês” onde têm que caputar items sem que a criatura vos veja, ou até mesmo teráo que emitir um som (captado pelo micro da PS Vita), para chamar e encontrar a tal criatura.

Estes são apenas alguns dos exemplos que vão poder encontrar, mas a realidade aumentada serve ainda para as construções que vão ter que executar. Por exemplo vão construir um Portal para ir à procura de Invizimals, um espaço para a realização de Torneios, uma espécie de Mercado, etc; consoante o jogo se vai desenvolvendo e vão precisando. Nessa construção vão ter que usar a câmera e a realidade aumentada assim como os ecrãns tácteis mais uma vez.

A interacção e utilização das componentes únicas da PS Vita continua com os combates, o terreno de jogo pode ser criado através da realidade aumentada, criando assim uma espécie de tabuleiro onde se desenrolam os duelos de Invizimals. Aqui utilizam os comandos de acções básicos em todos os jogos de combate.

Cada Invizimal apanhado vai fazendo parte da nossa colecção, cada um dele com funções e accções específicas, e com cada combate vamos ganhando experiência que depois se vai traduzir em ataques especiais para cada Inivizimal. No sistema de combate temos 4 habilidades que podemos utilizar, com gastos de energia diferentes, mas ao contrário de Pokémon não atacamos por turnos, mas sim em tempo real, dando mais dinamismo e vivacidade a cada combate.

Não nos podemos nunca esquecer que Invizimals: A Aliança foi criado para os mais novos e como tal apesar das cinemáticas parecem um pouco “forçadas” a ideia parace-nos foi um pouco misturar o fenómenos “Power Rangers” com Pokémon, utilizando personagens reais misturadas com os Invizimals e o ambiente de desenhos animados. Algo que funciona de maneira diferente no jogo para a PS3, Invizimals: O Reino Perdido de que daremos conta ainda esta semana.

Este Inivizimals: A Aliança, para a PS Vita será um dos motivos para as crianças e os mais novos se deliciarem através da consola portátil da Sony, numa tentativa de se inserir num mercado dominado pela Nintendo e pelo Pókemon, veremos quem é que consegue “apanhar” mais Gamers.

 

Publicado
Categorias Análises
Visualizações 5

Comments (1)

Comments are closed.

Ir para a barra de ferramentas