Não existem limites!

TrackMania é um daqueles nomes bem conhecidos de qualquer jogador de PC, nascendo em 2003 e sempre com grande sucesso entre a comunidade.

Desde então foram lançados vários jogos pertencentes à mesma franquia: TrackMania Power Up! (2004), TrackMania Speed Up! (2005), TrackMania Sunrise (2005), TrackMania Sunrise Extreme(2005), TrackMania Original (2006), TrackMania Nations ESWC (2006), TrackMania United (2007), TrackMania Nations Forever (2008), TrackMania United Forever (2008), TrackMania 2 Canyon (2011), TrackMania 2 Valley (2013) e TrackMania 2 Stadium (2013).

Infelizmente, uma vez que à excepção da Nintendo, não havia qualquer título para consolas, a Nadeo decidiu, em parceria com a Ubisoft, criar versões também para Xbox One e PlayStation 4. E eis que nasceu o TrackMania Turbo.

A quantidade de carros é reduzida e existem apenas quatro carros no total: um Nascar, dois Buggies e uma espécie de Formula 1. A variedade só encontra lugar na personalização dos carros, que passa por diferentes cores, números, imagens, etc. Há ainda o pormenor de nunca podermos escolher os carros, visto que cada pista já tem um veículo pré-definido e é impossível ser alterado.

TrackMania Turbo investe forte nas pistas, com 200 no total, que se transmitem em inúmeras horas de jogo, tanto para as completarmos, como para batermos os nossos próprios recordes.  Se o percurso de uma pista não demora mais de 1 minuto, também é importante referir que umas obrigam a tal habilidade que terão de ser repetidas por diversas vezes. O objectivo em qualquer Modo de Jogo é conseguir o melhor tempo possível, e o sistema de medalhas em Single Player, fará com que se queira bater todos os recordes, sendo que há uma de bronze, uma de prata e outra de ouro, com a finalidade de premiar cada performance. A boa notícia é que competimos sempre contra um carro que dá imagem ao tempo que iremos precisar bater, o que nos dá uma boa noção de como melhorar a nossa capacidade de condução.

No caso de se aborrecerem das 200 pistas, há ainda um Editor, que oferece a possibilidade de criarem as próprias pistas. A interpretação do Editor apresenta alguma dificuldade inicial, particularmente para quem nunca teve contacto com algo do género, sendo composto tanto por ferramentas básicas, como por outras bastante avançadas e a falta de informação é evidente. No entanto, com o tempo chega-se lá, e para os mais impacientes há a opção de criação de pistas de forma aleatória, e o próprio editor encarrega-se de criar uma totalmente nova.

Para quem quiser aventurar-se no Modo Multiplayer (que recomendamos), há salas de até 100 pessoas, e como todos os jogadores estão representados em forma de sombra não existem colisões entre carros, contudo, quando as pistas estão cheias nota-se que o jogo perde fluidez por dificuldade em renderizar tantos objectos, o que torna a condução complicada, especialmente quando atingem velocidades de 500 km/h e vos aparece uma curva à frente. Neste modo vence quem fizer o melhor tempo, e podemos repetir a pista as vezes que quisermos até se esgotar o tempo e passarmos à seguinte.

O ponto negativo é que como os três primeiros classificados ganham sempre pontos, se optarmos por ir para uma sala vazia ou que contenha apenas um jogador, ganharemos obrigatoriamente pontos mesmo que o tempo seja péssimo.

O modo multiplayer local merece igualmente um destaque bastante particular, onde podem jogar até 4 jogadores na mesma televisão/monitor, uma excelente alternativa para competirmos com amigos e tornar tudo ainda mais interessante. Não esquecendo o Double Driver, um Modo muito especial em que dois jogadores conduzem o mesmo carro, e acreditem, as gargalhadas e os disparates vão ser uma constante.

A jogabilidade é simples e fácil, com  comandos apenas para virar, acelerar, travar e reiniciar a pista. A maioria das curvas são feitas em drift, o que ajuda a manter a velocidade, no entanto, é importante haver habilidade para as curvas mais apertadas, caso contrário o despiste é certo. O timing e a precisão também é algo que terão de aprender a dominar, uma vez que há saltos onde terão de aterrar em zonas com pouco espaço, e basta a direcção falhar e podem imaginar o resto.

A banda sonora cai que nem uma luva neste jogo, motivando o  jogador a querer andar sempre prego a fundo e a tentar insistentemente melhores tempos.

Graficamente o jogo está muito interessante, com as sombras e a iluminação bem definidas, os cenários bem desenhados e adequados às pistas, com uns exagerados reflexos e efeitos de luz, o habitual neste género.

Podemos concluir dizendo que é um jogo divertido e viciante, principalmente para quem gosta de jogos de carros num estilo mais arcade e com muita adrenalina à mistura.

SimENaoTrackManiaTurbo

 

Published
Categories Análises
Views 247