O negócio por de trás da diversão

O mundo dos vídeo-jogos hoje em dia não é nada mais que um negócio tal como tudo que está na moda torna-se um negócio em que o comprador/utilizador sai sempre com uns “trocos” a menos na carteira.

Actualmente arranjam sempre maneira de fazer com que se gaste dinheiro por tudo e por nada, vou dar um exemplo do DLCs, este é o exemplo que mais me deixa irritado. A partir de um jogo conseguem explorá-lo de tal maneira que vendem coisas muitas vezes ao preço da chuva só para o jogador comprar e terem mais uma fonte de lucro. Eu comparo a venda de DLCs com os pacotes de pastilhas elásticas nas caixas dos super-mercados, muitas vezes não precisamos, mas como é algo barato, lá pomos no tapete. Com isto lá conseguimos gastar mais um dinheirinho.

Já se foi o tempo que, quando comprávamos algo, isso era a versão final e tínhamos direito a tudo. Até mesmo no Hardware é a mesma coisa…. Vejamos, em algo que é mais caro e que não é para quem quer, mas sim para quem pode, volantes para consolas/PC. Existem marcas destes periféricos que para alem do motor de volante e pedais esse mesmo pode trocar o volante propriamente dito, existem volantes para todos os gostos e caixa de mudanças, e aqui os preços não são muito amigos. Mas os fãs compram porque poderá trazer mais divertimento.

Por um lado, acho engraçado haver esta diversidade de conteúdos e de hardware, mas independentemente disso, seremos vítimas de exploração de sermos fãs de vídeo-jogos e por este mundo estar cada vez mais na moda?

Published
Views 109

Leave a Reply

Ir para a barra de ferramentas