O lado bom do Brasil

Este é o típico jogo para partir botões ou mesmo a consola. Voltamos aos bons velhos tempos de bater nos botões até mais não para conseguir ser o mais rápido nos 100m ou no lançamento do peso.

Fora toda a problemática que acontece no Brasil, este jogo aproveita os Jogos Olímpicos que acontecem na terra do samba, para juntar duas equipas em confronto directo. Temos assim a equipa do Sonic, composta por Tails, Amy, Knuckles, Dr. Eggman, Shadow, Silver Blaze, Metal Sonic, Vector, Espio, Cream, Omega, Eggman Nega, Sticks, Jet,Wave, Zazz, Zavok e Rouge.

E a equipa do Mario composta por Luigi, Peach, Daisy, Birdo, Donkey Kong, Bowser, Bowser Jr., Waluigi, Wario, Yoshi, Ludwig, Dry Bones, Diddy Kong, Dry Bowser , Rosalina, Nabbit, Wendy, Larry e Roy.

É claro que podemos desbloquear mais umas quantas personagens ao completarmos alguns desafios e também a utilizar a amiibo do Sonic e do Mario transformando-se em Super Sonic e Mario Gold respectivamente.

O jogo é bastante simples, como se quer, e as actividades “quick run” são óptimas para aquelas pequenas deslocações de Metro. A variedade de mini-jogos passa por desportos como os 100 metros, os 110 barreiras, o ténis de mesa, o lançamento do dardo, BMX, salto em comprimento, Golf, o arco, o futebol ou o boxe, só para nomear alguns, sendo que no modo de treino terão ainda acesso a muitos mais como é o caso  triplo salto, badmington, remo, pólo aquático, andebol, basquetebol ou a natação sincronizada, entre muitos , mas muitos outros. Variedade e diversidade são coisas que não faltam de maneira nenhuma neste jogo.

Mas o jogo também tem uma espécie de Modo história, chama-se The Road to Rio, onde faremos parte de uma das equipas, participando em vários eventos durante os 7 dias de preliminares e depois as finais do evento principal. Pelo meio podemos explorar as várias áreas do mapa onde temos os ginásios, vários NPC’s, outras para desbloquear, báus do tesouro etc. Teremos a nossa academia para treinarmos para os eventos principais. Treinar, ganhar alimentos para fortalecermos o nosso Mii ou ganhar estrelas para comprarmos roupas novas, são outras das coisas que poderemos fazer neste modo.

A jogabilidade como dizia, passa por carregarmos nos botões a velocidades estonteantes, mas requer também timing como acontece nos 110 metros barreiras. No entanto enganem-se se pensam que todos os desportos são assim, atenção vamos utilizar a nossa caneta para o lançamento do dardo, ou para as competições de natação, os triggers e sensor de movimento para os desafios de arco, entre outros.
Graficamente não é a coisa mais polida que vimos na consola portátil da Nintendo mas não deixa a desejar, o que destacamos sim é a capacidade de entreter de uma forma fácil, simples, rápida e sempre divertida. E sendo os Jogos Olímpicos cada vez mais a união de todos os desportos existentes, fora os de Inverno, para o qual existe um jogo no mesmo segmento, Mario & Sonic at the Rio 2016 Olympic Games reúne uma enorme quantidade de mini-jogos que podemos dizer pode sacear qualquer mini desportista mais ávido por se tornar o mais medalhado, o melhor dos melhores.

recomenda_olimpic

Published
Categories Análises
Views 67
Ir para a barra de ferramentas