O verdadeiro Manager Português!

É com bastante agrado que escrevo a análise de Elifoot 98 (16), uma vez que me lembra os tempos de infância. Quando tinha os meus 12/13 anos, Elifoot 2 foi o meu companheiro durante inúmeras tardes, com disputas entre amigos e mesmo picardias de quem conseguia o melhor palmarés. Nessa altura ainda era um jogo do velhinho MS DOS, mas a verdade é que foi um dos jogos que me iniciou na vertente Manager.

Elifoot é bem conhecido pela sua simplicidade, e digo isto de forma positiva, porque permite conhecer o jogo na sua totalidade e jogar nos tempos livres, sem que tenhamos de nos preocupar com mais nada.

Elifoot 98 (16) tem imensas opções, no início podemos escolher a liga onde queremos começar e o número de equipas por divisão, sendo que a opção que mais gosto é a de 8 equipas por divisão, oferecendo a possibilidade de fazer uma época em cerca de 1h, ou talvez menos até. Além de que, como existe a opção de jogar até 8 jogadores em simultâneo é possível ter uma liga inteira de desafios contra os nossos amigos, provocando a subida de divisão de uns e a descida de outros.

As possibilidades de escolha em Elifoot são bastante extensas, e agrupadas essencialmente em quatro separadores (Jogar, Época, Finanças e Elifoot).

elifoot01Em Jogar temos a opção de escolher uma táctica e escolher os jogadores que queremos levar para o jogo.
Na opção de Épocas, podemos ver a classificação da divisão onde estamos, e igualmente o Sorteio da Taça, que nos mostra as equipas que ainda estão em prova e contra quem jogaremos. Em Histórico do Treinador iremos ver as nossas conquistas, vazio no início, claro, mas que mudará resultado das nossas proezas, obviamente. Há também um Calendário em que conferimos os jogos já efectuados e aqueles ainda por jogar. Temos também uma zona onde podemos consultar os Melhores Marcadores, assim como as Transferências já concretizadas, e por último os Títulos, onde é possível ver os treinadores que foram ganhando as competições mais importantes.

 

Já na opção Finanças é onde fazemos as alterações na nossa equipa, comprando jogadores, reforçar o plantel, ou simplesmente melhorar a forma dos que já possuímos, de modo a rentabilizar o nosso investimento. A opção Banco permite verificar as despesas e receitas ao longo de todas as jornadas, e temos também a possibilidade de gerir o número de lugares do nosso estádio, especialmente útil quando subimos de divisão ou temos algum jogo contra um adversário de uma divisão superior, de modo a acompanhar a expectativa de lotação, tudo detalhado para consulta, assim como a receita de bilheteira, o número de espectadores que tivemos ao longo dos jogos e o preço cobrado por bilhete. Temos também a zona de Balanço, que como o nome indica apresenta-nos os dados financeiros do clube, sem esquecer a informação dos Prémios que receber caso conquistemos alguma competição. Por fim, temos igualmente a opção de Vender Jogadores, que é onde iremos quando quisermos vender algum.elifoot02

Tanto na compra como na venda de jogadores os valores estão definidos pelo jogo, não dando para fazer qualquer alteração, e se por um lado se compreende que sirva para controlar as finanças de forma a não existirem abusos quando estão vários jogadores a jogar em simultâneo, por outro, é pena que não tenhamos essa liberdade.
Por último, a opção Elifoot é onde se pode adicionar ou remover um treinador, salvar o jogo, alterar o idioma, sair, etc.

O jogo possui quatro divisões e na verdade a maneira que mais nos faz desfrutar de Elifoot é começando pela última divisão, subindo depois progressivamente na carreira, tanto levando o nosso clube à glória, como sendo convidado para treinar clubes de maior dimensão e de escalões acima. Algo que parece faltar no momento de escolha da equipa é a informação da divisão em que esta se encontra, uma vez que não aparece indicado em qualquer sitio.

Temos ainda a Taça e caso estejamos na primeira divisão, conseguindo o acesso a um lugar europeu ganhamos a oportunidade de competir numa taça Internacional. A taça é a competição das surpresas, e não é raro se conseguir eliminar equipas mais fortes, ou mesmo de tropeçarmos contra as de escalões inferiores, pudemos testemunhar isso mesmo. Na Taça Internacional tivemos a sorte de ganhar todas as edições onde participámos, no entanto jogámos sempre de forma bastante conservadora, que possivelmente teve alguma influência.
É possível fazer substituições a qualquer altura, basta para isso seleccionar a nossa equipa e automaticamente teremos acesso ao menu correspondente, contudo, se por exemplo estivermos a jogar num 4-4-2 e substituirmos um defesa por um atacante, a formação transformar-se-á prontamente num 3-4-3, o que torna todo o processo simples e intuitivo.

O motor de jogo está bem construído, trazendo-nos por vezes algumas surpresas, sendo que algumas são agradáveis e outras nem tanto, mas como se costuma dizer, são onze contra onze e a bola é redonda. Nota-se perfeitamente que quando se joga em casa há uma certa vantagem, ganhando margem para jogar com tácticas mais ofensivas, já fora de casa torna-se obviamente mais difícil e temos mesmo de nos acostumar a visitar o estádio do adversário em 4-4-2 ou 4-5-1. A táctica do adversário também tem clara importância, mas pela nossa experiência, quando jogamos fora do nosso campo o melhor será mesmo apresentarmo-nos de forma mais conservadora.

Em termos gerais Elifoot é divertido e ajuda imenso a passar o tempo, tanto em casa no nosso computador, como em qualquer outro lado através do smartphone. Foi para nós uma agradável surpresa ter a possibilidade de nos voltarmos a divertir com um jogo que prima pela usa simplicidade, e não nos podemos esquecer, claro: é um clássico orgulhosamente português.

SimENaoElifoot

Published
Categories Análises
Views 84
Ir para a barra de ferramentas