The Order: 1886 – LGW Preview

Já no stand da PlayStation estivemos a testar The Order: 1886. Pessoalmente é um jogo pelo qual eu nutro uma grande expectativa, e não é pelo aspecto que tem, mas sim pela história, que se for efectivamente tão bem trabalhada como parece, poderá ser um fenómeno, tal e qual, como tem sido a série de televisão Penny Dreadfull nos Estados Unidos.

Mas passemos ao que interessa, a demo disponível no Lisboa Games Week é exactamente a mesma que todos nós já conhecemos de outras feiras, encarnamos a personagem principal Sir Galahad com a sua Thermite Gun a metralhadora que dispara uma mistura de alumínio com óxido de ferro que provoca uma nuvem de ferro derretido na qual disparamos uma espécie de granada e tudo à sua volta se incendeia. Mas podem ver o vídeo da demonstração na E3 para perceberem melhor.

Visualmente tanto as personagens, como os cenários, como os efeitos de luz e materiais, estão incríveis, mesmo a 30FPS, podemos mesmo dizer que talvez seja do melhor que se viu na PS4. Nos controlos as coisas já não foram tão fluídas, sentimos os comandos algo presos, não sabemos se falta de hábito ou não, mas a demo também não permite tirar grandes conclusões disso. Tal como não deixa também perceber sobre a sua inteligência artificial, vimos os nossos adversários a não fugirem nem nos confrontarem fisicamente estando a 1 ou 2 metros de distância e a andarem um pouco como baratas tontas, mas mais uma vez, a demo é tão curta, tão curta que não dá para perceber. Gostaríamos de saber se o mundo será mais aberto do que vimos, basicamente somos indicados para onde ir, sem grande alternativa, também se o nível de exploração é maior, se temos mais armas disponíveis para trocar e tudo mais, mas a demo não nos permitiu ter grandes conclusões a nível das mecânicas, apenas permitiu ver que o jogo está muito polido em termos visuais, as cut scenes misturam-se com o gameplay sem perder qualidade, e graficamente está muito bom, mas não conseguimos saber muito mais do que isso.

Published
Categories Antevisões
Views 97
Ir para a barra de ferramentas