Nintendo Switch chegou ao mercado no dia 3 de Março e com ela chegaram vários títulos bastante interessantes. Alguns deles já analisados aqui no Salão de Jogos, como é o caso de Othello Super Bomberman R. Peço então que retirem um Joy-Con da vossa Nintendo Switch, coloquem-no na horizontal e pensem um pouco no que esse acessório vos faz lembrar. Exactamente! Os controlos de uma máquina de jogos que eram facilmente encontrados tanto em cafés como nos vários Salões de Jogos (passe a redundância) espalhados pelo nosso país, entre os anos 80 e fim dos anos 90.

Como se devem lembrar, essas máquinas tinham uma forte componente multijogador, para isso bastava colocar mais uma moeda na sua ranhura e o segundo jogador podia entrar em qualquer momento, fosse para jogar em modo cooperativo ou em modo competitivo. Existiam jogos para todos os gostos e cada um nos divertia à sua maneira. A Nintendo Switch em parte consegue lembrar-nos essas velhinhas máquinas, sendo que basta passarem o segundo Joy-Con para as mãos de alguém e estão prontos para jogar em modo cooperativo ou em modo competitivo. Além disso, por ser uma consola doméstica e portátil, é facilmente transportada para qualquer lado, o que permite que essa componente ainda se torne mais forte.

Como se devem lembrar nesses tempos antigos, muitos dos jogos de maior sucesso, tinham o selo de qualidade da Neo Geo. Ao pensarmos nesse nome, é fácil nos lembrarmos de títulos como Metal Slug, King of Fighters, entre muitos outros que deixaram a sua marca na história dos videojogos. Jogos que tiveram enorme sucesso e que ainda hoje qualquer jogador que tenha uma oportunidade os jogará, nem que seja para matar saudades daqueles tempos. Felizmente isso cada vez se torna mais fácil e é possível desde dia 3 de Março jogar cinco desses jogos na Nintendo Switch.

Aca NeoGeo Metal Slug 3, Aca NeoGeo The King Of Fighters’ 98, Aca NeoGeo Waku Waku 7, Aca NeoGeo World Heroes Perfect e Aca NeoGeo World Shock Troopers foram lançados para a nova consola da Nintendo pelas mãos da Hamster Corporation Games. Não me vou focar nos jogos, uma vez que podem vê-los no gameplay e são jogos conhecidos do publico em geral, mas irei focar-me no sistema que permite que estes corram. Se preferirem podemos chamá-lo de emulador. Todos os jogos são réplicas perfeitas dos jogos arcade que jogávamos, com o grafismo da época, tudo muito retro e com uma proporção 4:3 onde ficamos com duas barras laterais pretas, já que a consola tem um ecrã widescreen.

As opções são imensas, a primeira delas é o Create Interrupt Save Data, e como o nome indica, serve para fazermos um save do jogo a qualquer momento. Existem também os Display Settings que vos permite alterar diversas coisas, desde alterar a posição do ecrã, aumentar o tamanho do ecrã, aplicar um filtro, colocar o jogo em wide screen, entre muitas outras opções. Temos o Game Settings que permite alterar a dificuldade do jogo, alterar a língua do jogo no caso deste permitir, retirar a mostragem de sangue, etc. Depois temos também o Button Settings onde podem alterar a configuração dos botões e por fim o Online Ranking, onde podem ver os rankings dos outros jogadores e o vosso para saberem em que posição se encontram.

Os controlos são explicados sempre que entramos em cada um dos jogos, embora tanto o analógico como os botões L e R tenham sempre as mesmas funções-padrão. O analógico como é óbvio serve para movimentarmos os nossos personagens, já o botão L serve para adicionarmos créditos e o botão R é o botão de Start. Como é fácil verificar, tudo está como nas máquinas arcade, até ao ponto de sermos obrigados a colocar créditos para jogar, a diferença é que agora não gastam moedas reais – um botão faz esse serviço por vocês. Significa por isso, que têm vidas infinitas e que finalmente vão conseguir chegar ao fim destes jogos, sem que para isso tenham de esvaziar a carteira.

Além de todas estas opções existem ainda quatro modos, o da versão original Japonesa, da versão Inglesa; há também o modo Caravan, em que temos um período de 5 minutos para jogar e fazer a pontuação mais alta que conseguirmos e ao fim desses 5 minutos o jogo acaba e a nossa pontuação vai para o Ranking Online (se permitirmos); e por último, existe o modo Hi Score Mode, em que jogamos o jogo a nosso bel-prazer até chegarmos ao seu fim ou ao dos nossos créditos, quando isso acontecer a nossa pontuação irá para o Ranking Online (mais uma vez, se permitirmos).

Nesta última semana foi lançado mais um jogo, mas que não tivemos oportunidade de o experimentar, foi Aca NeoGeo NAM-1975, e sabe-se que os vários jogos da Neo Geo continuaram a ser lançados neste formato. Os jogadores agradecem.

Hamster Corporation Games apresenta-nos os jogos separadamente na Nintendo eShop, mas bem que podiam fazer parte de um bundle com diversos jogos, visto que é um emulador que nos permite correr os jogos dos diversos modos que apresentei acima. Seja como for, é uma mais-valia para os jogadores, uma vez que conseguem reviver muito dos jogos da sua infância a um preço razoável e com a componente cooperativa e competitiva que sempre nos atraiu a jogar com amigos os diversos jogos da Neo Geo.

Concluindo, os jogos Aca NeoGeo são uma mais-valia para a Nintendo Switch, devido à sua portabilidade, é a plataforma quase perfeita para se divertirem-se em família e com os vossos amigos. São jogos sempre super divertidos e que nos permitem momentos engraçados e um reviver dos velhos tempos.

About The Author

Rui Gonçalves

Desde o tempo do seu Spectrum+2 128k que adora informática. Programador de profissão nunca deixou de lado os jogos, louco por RPGs e jogos de futebol. Adora filmes de acção e de ficção científica, mas depois de ver o Matrix nunca mais foi o mesmo.

Related Posts