Pedalar não custa

Chegámos à aquela altura do ano em que a época desportiva em termos de futebol apenas aquece com os programas de mercado de transferências e com a Taça das Confederações que as pessoas não estão a ligar muito. Portanto as atenções viram-se para o ciclismo nesta altura e para o seu expoente máximo que é a Tour de France. Com isso chega a versão deste ano do jogo que mais uma vez roda nas consolas e que tem tido uma margem de progressão muito interessante, especialmente se consideramos a questão da disposição das teclas e do ciclismo ser visto como um desporto algo secante, até nas transmissões televisivas.

O jogo tem vários modos de competição, entre eles o TOUR, PRO TEAM, CHALLENGE e o TREINO. O modo mais completo se assim quiserem lhe chamar é o Tour onde vamos definir qual será o nosso jogador em cada prova e que papel terá, seja chefe de fila ou o homem da fuga, é aqui onde entra a componente da estratégia, com vários comandos que podemos dar à equipa para que nos auxilie ou dificulte a vida aos adversários para que sejamos o primeiro a chegar à meta. Será aqui que também vamos poder customizar a nossa personagem, desta vez com um leque bastante maior a nível de roupas e acessórios disponíveis. A jogabilidade segue a linha do que temos encontrado no franchise, com a necessidade de gerirmos muito bem a energia que dispomos e onde a utilizamos, assim como a estratégia para que possamos fazer essa gestão em boa posição, ou mesmo quando vamos na liderança. É claro que podem consumir as vossas bebidas energéticas, mas os recursos são parcos e não julguem que vai ser assim tão simples.

Toda a física do jogo foi melhorada, desde os ciclistas em si, o ritmo das corridas, mas também os efeitos atmosféricos, para além disso graficamente o jogo também foi melhorado, para dar uma experiência realista, mas nem tudo são rosas, nomeadamente quando chegamos a zonas como os Champs Elysées onde as estruturas e os monumentos ficam bastante aquém.

Uma das preocupações da Cyanide foi dar uma variedade de modos de jogo aos seus fãs, como é por exemplo do Co-Op onde podem competir com a companhia de um amigo, em provas que duram sensivelmente 10 minutos, mas também o Modo Pro Team, onde podem construir a vossa equipa de sonho com vários ciclistas de várias equipas. Para além disso temos ainda o Modo Challenge com descidas alucinantes em que temos de bater os melhores tempos, e ainda o Main Event que nos ajuda a preparar um percurso para estarmos em perfeitas condições de dominar essa prova no Tour.

Mais de 200 corridas (respectivamente, cerca de 500 etapas) em redor do planeta preenchem o cardápio de Tour de France 2017, o suficiente para animar os amantes do ciclismo e para terem uma experiência muito satisfatória sentados no sofá.

Published
Views 93
Ir para a barra de ferramentas