Diz a gíria que não devemos voltar onde já fomos felizes, que isso nos pode trazer dissabores. Ora numa era de remakes e remasters são os próprios produtores que nos levam por esse caminho. E Mario Kart 8 Deluxe podia ser mais um exemplo desses, mas mais uma vez a Nintendo, e graças à sua nova consola a Switch, não nos leva apenas a um lugar feliz, faz com que todos os lugares sejam felizes.

Mario Kart 8 podia ser apenas mais um remake ou remaster, mas a Nintendo não quis forçar os fãs a isso, tendo optado por melhorar o já de si muito bom titulo de 2014. Mario Kart 8 Deluxe chega assim a nós revisto, e aumentado.

Neste titulo encontramos todas as opções que já tínhamos disponíveis anteriormente, sendo que às já conhecidas velocidades (ou dificuldades) 50cc, 100cc, 150cc, e o modo espelho de 150cc, temos agora também o modo 200cc, que conta com karts super rápidos, ao ponto de uma carapaça vermelha parecer lenta face ao carro que conduzimos. Este será o modo que os mais vigorosos jogadores irão querer competir, e mesmo os que sejam mais casuais irão divertir-se neste modo de velocidade frenética graças a uma das novidades do jogo que veio para ajudar todos os jogadores. Essa novidade é o sistema de auto condução que irá certamente ajudar quem tem mais dificuldades, e também os pais que jogam com os filhos, pois os mais pequenos terão menos dificuldade de conduzir os pequenos karts quando estiverem a jogar em ecrã dividido. Outra novidade sobre a condução é auto-aceleração mas que não se sente tanto ao jogar como a ajuda na condução que de facto se faz notar. Esta nova classe é a novidade principal no modo de corridas, e que será talvez o mais usado em festas e em multiplayer.

Uma das novidades é também o facto de agora podermos ter no nosso Kart dois Power Ups, o que quando bem gerido pode ser a diferença entre vitória e derrota, infelizmente esta gestão prende-se mais com usar ou guardar os items pois não é possível alternar entre eles.

Mas felizmente não é o único modo, a Nintendo aprendeu com o Mario Kart 8 original que não deveria ter negligenciado o modo Batalha, uma vez que foi um dos pontos mais criticados no jogo lançado na Wii U, e como tal aprendeu com os erros e lança agora nesta versão Deluxe um modo completamente redesenhado com 5 modos de combate diferentes e com 8 arenas, e não pistas ao contrario do que acontecia no original, onde podemos competir com os nossos amigos ou online. Podemos então competir no clássico modo Batalha de Balões, tal como em Batalha de Moedas, Caça ao Sol, Batalha de Bob-bombas ou o meu preferido Policias e Ladrões. Todos estes modos podem ser jogados a dois com uma única Switch pois cada Joy con pode ser usado como um comando individual.

Este é o grande foco deste jogo, é de facto a diversão que pode fornecer a quem quiser jogar com amigos, onde e quando quiserem. E se acham que por ser pequeno o ecrã da consola perdem algum tipo de qualidade, fiquem descansado, apesar de se notar uma quebra nos fps, a mesma não estraga em nada a diversão até 4 jogadores na pequena consola, e ela dá mais do que conta do recado.

Com 42 personagens incluindo 5 novas, onde podemos encontrar os Inkling, as estrelas de Splatoon, e com 32 viaturas (que irão desbloqueando) onde estão 3 novas viaturas, uma é saída quase diretamente de Splatoon também, um numero de peças para equipar os nossos Karts, garantem que cada um poderá ter um conjunto de preferencia.

Eu pessoalmente adoro o novo Salpiquatro, e o seu rasto de tinta a cada arranque perfeito.

A competição encontra o seu expoente divertido com a família e amigos em qualquer lugar, mas atinge o seu expoente máximo a jogar online contra outros jogadores! Aqui existem também algumas melhorias, incluindo o facto de agora ser possível mudar de carro ou personagem no Lobby, não sendo necessário abandonar a sessão e voltar a entrar para efectuar a troca. Infelizmente ainda existem algumas falhas com o multiplayer online da Nintendo, o facto de ainda não termos um voice chat a serio, ou uma forma mais simples de encontrar os nossos amigos online. São pequenas falhas mas que existem e que podem ainda vir a ser corrigidas.

Graficamente o jogo já era do mais bonito que se podia ver na Wii U, agora podemos levar este mundo mágico de velocidade e cor para qualquer lado de forma numa resolução de 720p, ou caso queiramos ficar em casa teremos uma resolução a 1080p, com 60fps quando em singleplayer. As animações continuam a ser do mais incrível principalmente quando vemos as repetições em câmara lenta, e conseguimos ficar maravilhados de cada vez com os pormenores todos dos elementos presentes no ecrã.

Uma nota muito importante, o jogo encontra-se (tal como o original) totalmente em Português o que é mais uma boa aposta por parte da Nintendo para levar o jogo a um publico ainda maior, e a ainda mais pessoas.

Posso-vos dizer que Mario Kart é um titulo obrigatório para jogar com os outros dada a diversão em conjunto que trás, mas sendo na Switch é ainda um título obrigatório jogar em qualquer lugar.

Se Breath of the Wild levava a diversão de um jogo para qualquer lugar, Mario Kart 8 Deluxe leva a diversão mais do que a qualquer lugar, leva certamente a qualquer pessoa.

About The Author

Feito em laboratorio, e nascido em Lisboa, desde cedo começou a esmagar botões em consolas e arcadas, fã de retro-gaming, anda sempre a procura do mais antigo modelo de consolas. Não percebe de futebol, mas vibra com sensible soccer. Alivia o stress em jogos online onde espalha o caos. Kifflom!

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.