Um dos personagens mais estimados do universo Nintendo é Yoshi, o pequeno e engraçado dinossauro, que apareceu pela primeira vez em Super Mario Bros 3, mas foi apenas jogável em Super Mario World, na Super Nintendo Entertainment System (SNES). Mais tarde, em 1995, Yoshi teve o seu primeiro jogo como protagonista, no famoso Super Mario World 2: Yoshi’s Island também para a SNES, sendo que a partir dai Yoshi teve alguns jogos em que era a personagem central, nunca deixando de aparecer em outros jogos como, Super Mario Kart, Super Mario 64, Super Smash Bros, entre outros.

Em Poochy & Yoshi’s Woolly World o nosso dinossauro favorito é novamente o herói, desta vez totalmente em lã e com um dos seus melhores amigos – Poochy, um cãozinho bastante tonto mas sempre pronto a ajudar. Poochy foi outro dos personagens que ao longo de vários anos foi entrando em alguns jogos em que Yoshi foi protagonista, sempre como um personagem secundário, mas sem faltar o bom humor.

Poochy & Yoshi’s Wooly World saiu pela primeira vez para a Wii U em 2015, com o nome de Yoshi’s Woolly World. No entanto Poochy não era um personagem tão importante como nesta versão da Nintendo 3DS que vamos analisar.

A história do jogo é bastante simples e na mesma onda dos vários Super Marios que foram saindo ao longo dos anos. Tem lugar em Craft Island, uma linda e maravilhosa ilha onde tudo é feito de lã, incluindo os próprios personagens. Certo dia, Kamek (um personagem bastante conhecido dos fãs de Super Mario) decide atacar os Yoshis que vivem nesta ilha, decidindo transformá-los a todos em novelos de lã. Felizmente o seu plano não resulta na totalidade, uma vez que alguns conseguem esconder-se e escapar à sua magia. É nessa altura que a nossa aventura começa e lá vamos nós recuperar os vários novelos de lã e trazer os nossos companheiros de volta.

Como é fácil deduzir, Poochy & Yoshi’s Woolly World é um jogo de plataformas em 2D com alguns quebra-cabeças à mistura. É composto por 8 mundos, cada um com 8 níveis, em que 2 deles são os castelos com os respectivos Bosses. Algo surpreendente é que todos os níveis são diferentes, cada um apresentando sempre algo novo, como novos cenários, novos inimigos, novas experiências e até novos puzzles que temos de resolver para tentar chegar a determinado item ou passar determinada fase do nível.

Confesso desde já que fiquei muito surpreendido pela positiva, esperava como sempre um bom trabalho por parte da Nintendo e da Good-Feel, mas nunca esperei que o jogo tivesse tanto para nos oferecer. E eu que nem sou fã de jogos de plataformas (jogos de saltinhos), fiquei bastante “viciado”, dado que toda a sua mecânica faz-nos desfrutar do jogo na sua plenitude, muitas vezes apenas por sentir a necessidade de conseguirmos coleccionar todos os itens e desvendar todos os segredos de cada nível.

Continuando nos níveis do jogo, existem 4 objectivos em cada um. Um depende apenas de acabar o nível com a nossa vida completa e os outros três, que estão espalhados algures pelo nível, consistem em apanhar cinco novelos de lã, cinco girassóis e 20 diamantes que se encontram “escondidos” no meio dos outros diamantes ao longo dos níveis. Nenhum destes objectivos são obrigatórios, mas se quiserem desbloquear alguns dos itens do jogo, então terão de os conseguir completar. Por exemplo, no caso dos novelos de lã, sempre que todos de um determinado nível sejam apanhados, no fim, um novo Yoshi é criado e podem usá-lo quando quiserem, já o caso dos girassóis, se conseguirem apanhar os 40 dos 8 níveis de cada mundo, então terão a oportunidade de entrar num nível especial desse mundo.

Os Yoshi que vamos desbloqueando são para todos os gostos, temos alguns que parecem de crochet, de várias cores e outros que parecem aqueles casacos que as nossas avós nos faziam quando éramos bem pequenos. A verdade é que imaginação foi coisa que não faltou. E já que ganhámos o Europeu de Futebol, posso dizer até que existe um que parece ser o equipamento da Selecção Portuguesa. Como disse, é para todos os gostos.

Durante os níveis podemos contar com algumas ajudas. Os Power Badge que consistem em ajudas ou habilidades que o nosso Yoshi pode ter. Até podem escolher essas habilidades antes de iniciar um novo nível ou em qualquer outra altura, bastando para isso carregar no respectivo botão no touch para visualizar a lista de poderes que vocês já desbloquearam. Contudo não se esqueçam, é preciso terem pontos suficientes para os poderem usar. Existem ao todo 14 poderes/ajudas, tais como o nosso yoshi conseguir ver todos os itens escondidos ao longo do nível; passar imediatamente para o nível seguinte sem ser necessário acabá-lo; ou chamar o nosso amigo Poochy para nos ajudar durante a nossa missão. Somente alguns exemplos, os outros ficam para vocês descobrirem.

Não esquecendo os famosos amiibos da Nintendo, que também nos podem dar uma ajuda preciosa caso tenham o amiibo Poochy de Lã. Isto é, podes sempre usá-lo para recrutar a sua ajuda em qualquer altura. É inclusivamente possível controlar dois Yoshis ao mesmo tempo, caso possuam algum amiibo Yoshi.

Existem também missões especiais chamadas Poochy Dash, em que as vamos desbloqueando ao longo do nosso percurso e nessas missões o protagonista é Poochy. São missões onde Poochy corre desalmadamente e nós temos de cumprir três objectivos para as completarmos na perfeição. Excelentes para ganharmos pontos rapidamente e o melhor é que podem repeti-las as vezes que quiserem.

Além dos níveis, também existem outros locais interessantes para visitar no jogo. O Yoshi Hut, onde temos acesso a todos os Yoshis que já desbloqueámos e decidindo depois com qual queremos jogar e é também aí que podem usar os vossos amiibos. Outro dos locais é o  Poochy Hut, onde poderão jogar as missões especiais do Poochy.

Por fim, o Scrapbook Theatre, com três opções: o View Enemies onde consultamos todos os inimigos que encontrámos até ao momento; em Listen to Music onde podemos ouvir as várias músicas que compõem os níveis do jogo; e por último, Yoshi Theatre, no qual temos acesso aos famosos vídeos excepcionais de Poochy & Yoshi’s, sempre bastante divertidos e que nos deixam sempre com boa disposição, como vos mostramos no vídeo abaixo.

Além das ajudas que referi anteriormente, Poochy & Yoshi’s Woolly World conta com dois níveis de dificuldade, o modo Classic para jogadores habituados a jogos de plataformas e o modo Mellow. Neste último contamos (se quisermos) com a ajuda de três pequenos Poochys que nos vão dando dicas ao longo do caminho e ajudando com alguns inimigos. Fazem uso da sua capacidade de amarrarem o inimigo com lã, de forma que a nossa passagem seja facilitada, com um particular – podemos atirá-los para onde nos for conveniente (seja para derrotar inimigos, apanhar itens que não conseguimos apanhar, etc). E outro pormenor importante é que o nosso Yoshi também têm asas, planando o tempo que quisermos, basta para isso ficarmos com o botão de salto premido. No modo classic nada disto acontece, o nosso Yoshi perde as asas e plana apenas por um ou dois segundos. Para piorar, também não temos os três pequenos Poochys para nos ajudarem. Em vez disso, temos umas bolas de lã que nos acompanham, mas que se gastam conforme vão sendo usadas. Porém, ao longo dos níveis existem locais para recarregarmos o nosso stock, no máximo podemos transportar 6 bolas.

Claro que para crianças, o modo Mellow é muito mais engraçado, pois além ser bastante mais fácil, ter a ajuda dos pequenos Poochys irá tornar o jogo naturalmente mais engraçado. Convém referir que a qualquer momento do jogo (mesmo a meio de um nível) é possível alterar a sua dificuldade, por isso não vale a pena desesperar quando não conseguem superar algo, basta mudar o nível de dificuldade por uns momentos e está feito.

Quando à jogabilidade esta é bastante simples, além disso o jogo obedece rapidamente a todos os nossos comandos. A banda sonora enquadra-se perfeitamente ao jogo em questão, tendo imensas musicas para todos os gostos.

A Nintendo trouxe-nos mais uma obra de arte, desta vez em lã. Um jogo que dá para jogadores de qualquer idade e que irá trazer momentos bastante engraçados, todos os vídeos que vamos desbloqueando no Yoshi Theatre são uma mais valia ao jogo. Um jogo essencial para qualquer fã de jogos de plataformas.

About The Author

Rui Gonçalves

Desde o tempo do seu Spectrum+2 128k que adora informática. Programador de profissão nunca deixou de lado os jogos, louco por RPGs e jogos de futebol. Adora filmes de acção e de ficção científica, mas depois de ver o Matrix nunca mais foi o mesmo.

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.