O que precisas saber sobre o novo Centro de Zero Latency VR

 

Contactámos recentemente o Centro de Zero Latency VR, cuja abertura ocorreu no dia 18 de Dezembro, no Dolce Vita Tejo, de forma a ficarmos a saber como tudo vai funcionar. Responderam-nos com toda a disponibilidade – a qual aproveitamos para agradecer – e também ficámos a perceber que ambição e entusiasmo não faltam, provavelmente o efeito de se sentirem num projecto pioneiro, especialmente na Europa, já que é apenas o único Centro existente no velho continente.

No entanto, não pretendem ficar por aqui, porque há o objectivo de abrirem mais centros, e inovarem cada vez mais, também com a intenção de inaugurarem Centros noutras partes do país.

Os primeiros indícios não podiam ser melhores, e “as sessões têm estado fully blocked, superando as expectativas de todos”. Afirmam que o sistema oferecido pela Zero latency VR é uma boa solução para contornar a limitação da mobilidade e do espaço físico na realidade virtual, já que têm “uma área para jogar de 225m², com uma liberdade total, e sem fios ou cabos”. E a importância que tem para o contexto dos videojogos em Portugal, “está a ser comprovada com o sucesso na abertura”, reforçando que pretendem abrir em mais cidades europeias brevemente.

As reservas poderão ser feitas directamente no site, no entanto também ser adquiridas na loja, conforme houver disponibilidade para marcações; e estará aberto todos os dias: de segunda a quinta-feira, das 14h às 22h; sexta-feira das 14h às 23h; sábado das 11h às 23h; e domingo das 11h às 22h.

Podem jogar entre 1 e 6 jogadores, o preço é de 24.95€ por pessoa e sessão, e de momento apenas está disponível o modo Zombie Survival, contudo, serão introduzidos mais jogos em breve.

Author Nuno Mendes
Published
Categories Notícias
Views 449