Simplesmente magnífico!

2016-02-22Quando Unravel apareceu pela primeira vez na E3 surpreendeu-nos com a sua qualidade, tanto visualmente como em relação ao conceito em si. A verdade é que a sua versão final não nos desiludiu em nada, e quanto mais exploramos o jogo mais maravilhados vamos ficando.
Unravel é um jogo de plataformas com diversos quebra-cabeças, o nosso personagem é Yarny, um boneco de lã que se vai desenrolando conforme vamos avançando na nossa jornada, e como a quantidade de lã não é infinita, quando se gasta, não nos deixa progredir mais. Assim sendo, à medida que progredimos no jogo, encontramos pequenos novelos de lã que além de moldarem Yarny novamente, também servem como checkpoints.
Visualmente é indescritível, com paisagens impressionantes inspiradas na natureza do norte da Suécia, apresenta-nos pormenores deliciosos, mostrando-nos que na natureza até a coisa mais vulgar consegue ter uma beleza incrível. Ao longo das paisagens vamos encontrando certas pistas sobre a história, sendo que a narrativa de Unravel é contada essencialmente em fotografias, às quais temos acesso ao completarmos cada um dos capítulos.
A Coldwood Interactive criou provavelmente um dos jogos do ano, não é propriamente longo, visto que chegamos ao fim dos seus onze capítulos em aproximadamente quatro horas, no entanto tem tanta riqueza e uma mensagem tão profunda que certamente quem o jogar não ficará indiferente.
Published
Categories Artigos no METRO
Views 48
Ir para a barra de ferramentas