Space Jam sem basketball

Sempre que se fala em Looney Tunes esperamos uma boa dose de loucura, humor e divertimento.Em Looney Tunes – Desportos Galácticos não fugimos a essa regra e vamos facilmente e sem grandes floridos disputar alguns jogos de forma descontraída e bem disposta.

Não existe um modo história, existe um conjunto de 6 desportos com Marte e arredores como pano de fundo.A nossa progressão é gradual, isto é, os 6 desportos não estão disponíveis desde início, é preciso desbloqueá-los ao longo que vamos completando os objectivos propostos.Ao princípio temos dois desportos disponíveis, o Anel Planetário, uma espécie de 200 metros barreiras ao bom estilo de um Temple Run, e um jogo de golfe, chamado Buraco Solitário.Como devem ter percebido são jogos extremamente simples, ideais para descontrair e passar o tempo, apesar de os loadings serem um pouco lentos.

LooneyTunes2

Passando os objectivos deste inserido nos Jogos Eclipe, passamos para as competições K-9, aqui temos acesso a mais alguns jogos, como é o caso de Pesos Mosca, onde assumimos o papel de um boxer em visão de primeira pessoa e apenas nos temos que desviar e socar, (talvez o jogo mais decepcionante), e Mira Principiante onde também aqui estaremos no modo de primeira pessoa mas teremos que usar um arco e flecha para acertar nos alvos sem que temos que usar o giroscópio da PS Vita para olharmos para os alvos. Este último foi para mim o que mais me cativou devido à utilização das potencialidades da consola portátil da Sony.

LooneyTunes

A nível de variedade podemos contar ainda com a Piscina Louca onde teremos que recolher as bolas da nossa cor dentro de uma piscina mais rápido que os outros e trazer para a nossa mini baliza e por fim o Tiro aos Ovnis onde claramente vamos estar dentro de uma nave espacial a disparar contra ovnis, numa espécie de Star Fox em ambiente Looney Tunes.

Quanto ao resto são pequenas variantes dos mesmo mini-jogos já aqui referidos, o que faz com que duas ou três horas depois se perca um pouco o intuito de estar agarrado à consola. No entanto para pequenas viagens de metro ou de autocarro o jogo funciona muito bem, fora a questão dos loadings, e já é a segunda vez que os refiro.

Em termos gráficos, o jogo cumpre o seu intuito de dar vida às personagens Looney Tunes, em formato 3D respeitando aquilo que conhecemos dos desenhos animados e fiel às suas principais características retratadas no seu perfil. Por isso mesmo será importante desbloquear algumas delas para desportos específicos, motivando assim o jogador a despender mais algum tempo com a consola na mão. Ao todo temos 6 personagens: Bugs Bunny, Duffy Duck, Coyote, Porky, Yosemite Sam e Taz, sendo o nosso amigo marciano, Marvin, o anfitrião dos jogos. O problema é que se temos uma componente visual atractiva e colorida não temos uma única voz a acompanhar-nos durante todo o jogo.

Para além destas competições, temos um conjunto de missões do Marvin para concretizar depois de ganharmos todas as competições e temos ainda o clássico Jogo Rápido e o Modo Multijogador, onde através do Ad Hoc da consola podemos jogar contra os nossos amigos nas variadas competições.

Looney Tunes – Jogos Galácticos é para um público jovem que vê aqui uma oportunidade de jogar com as suas personagens favoritas, num ambiente descontraído e descomplexado, um jogo relativamente básico que fará o furor dos pais e mães que querem distrair a sua criança naqueles jantares e almoços secantes, ou nas viagens mais longas.

recomenda-looney

Published
Categories Análises
Views 31
Ir para a barra de ferramentas