The Last of Us – Review

No Salão de Jogos analisamos o jogo The Last Of Us para a PlayStation®3, jogo da equipa Naughty Dog os mesmos criadores da Série Uncharted.

Tivemos a oportunidade de embarcar na aventura de sobrivência de Joel e Ellie, dois sobreviventes de um mundo apocalíptico infestado por uma variação humana do fungo Cordycep, fungo que existe mesmo no nosso mundo, conhecido por atacar vários insectos especialmente os mais numerosos para que não haja uma espécie dominante.

Pois bem, a dupla vai ter que percorrer a cidade com vários objectivos em mente, um dos quais encontrar uma cura para tal infestação, mas para isso vão ter que passar por diversos contratempos. Desde eliminar humanos já contaminados, esgueirarem-se por labirintos de ferro e betão com o ar infectado, áreas submersas pela destruição das zonas de quarentena…etc.

O que é preciso é sobreviver e esse é o aspecto fundamental deste jogo. Desde a construção de kits de sobrevivência ou armas improvisadas, ou percorrer corredores cheios de clickers sem fazer qualquer barulho, o sentimento que em qualquer momento podemos morrer está em cada esquina e isso faz-nos mergulhar na estória mas também no ambiente.

Ambiente esse que é soberbamente recriado também através das composições de Gustavo Santaolalla , o mesmo que criou a banda sonora para Brookeback Mountain ou Babel.

Quanto aos comandos para quem jogou a série Uncharted vai achar muito semelhante e intuitivo, com alguns pormenores deliciosos, como o ter que chocalhar o comando quando estamos a ficar sem bateria na lanterna que trazemos connosco. Destaque ainda para o modo Listen onde Joel concentrando-se conseguir ouvir com atenção os movimentos em seu redor para dar conta do posicionamento dos seus inimigos.

 Para finalizar temos que destacar a excelente dobragem feita por português onde finalmente podemos ouvir asneiras e interações mais realísticas apesar de menos pudicas, para além de uma excelente sincronização com as personagens.

 Em soma cerca de 20 horas de jogo no modo single player que vão passar num instante mas onde as emoções vao estar à flor da pele, recomendado a todos os fans de survival games.

 

Published
Categories Análises
Views 63

Comments (1)

Comments are closed.

Ir para a barra de ferramentas