Um pequena obra de arte!

“Queria fazer algo mais pessoal, algo com mais impacto. O jogo não teria de mudar o mundo, nem sequer tentar fazê-lo. Mas devia ser genuíno e ter um significado profundo. Tinha de ter coração.” – disse Martin Sahlin, Director Creativo de Coldwood.

Coldwood Interactive muito obrigado e acima de tudo muitos parabéns!

Unravel: Official Story Trailer

Eu sei que é estranho começar uma análise assim, mas a verdade é que depois de chegar ao fim de Unravel não existe palavras para descrever o trabalho desenvolvido pela equipa da Coldwood Interactive. Quando vi o jogo pela primeira vez na E3 fiquei surpreendido com a sua qualidade, tanto visualmente como em relação ao conceito em si, no entanto, infelizmente muitas vezes o que nos mostram não é o produto final, e a desilusão é grande. Em Unravel é precisamente o contrario, e quanto mais exploramos o jogo mais maravilhados vamos ficando.

Unravel é um jogo de quebra-cabeças ou de puzzles, como preferirem, e enquanto viajamos pelos 11 níveis disponíveis vamos encontrando desafios cada vez mais complicados de ultrapassar. O personagem do jogo chama-se Yarny, um boneco de lã que se vai desenrolando conforme vamos descobrindo a nossa jornada. Quando Yarny se apercebe que está a ficar vai sem lã, não nos deixa progredir mais, significando que o fio de lã ou está preso pelo caminho ou então não é aquele o caminho certo. Contudo, à medida que avançamos, encontramos pequenos novelos de lã, que além de moldarem Yarny novamente, também servem como checkpoints.

Visualmente é indescritível. Paisagens impressionantes, inspiradas na natureza do norte da Suécia, com pormenores deliciosos que nos fazem ver o mundo do ponto de vista do nosso personagem, mostrando-nos dessa forma que na natureza até a coisa mais vulgar consegue ter uma beleza incrível. Ao longo das paisagens vamos encontrando por vezes certas pistas sobre a história, uma vez que a história de Unravel é contada essencialmente em fotografias, às quais temos acesso ao completar cada um dos capítulos.

Unravel: Solving Puzzles with Yarn

Os quebra-cabeças do jogo vão aumentando o nível de dificuldade cada vez que ultrapassamos os vários capítulos, e se os primeiros capítulos são bastante simples, os seguintes já obrigam a pensar razoavelmente e a procurar a melhor solução para ultrapassar os obstáculos. Como disse anteriormente, é muito importante encontrarmos os caminhos mais curtos devido à quantidade de lã que temos, não que existam muitos caminhos para avançar, mas por vezes basta dar um nó a uma árvore pela ordem errada e já não teremos fio suficiente para chegar a um pequeno novelo (checkpoint). Para além de tudo isso, Yarny consegue prender o fio a vários locais, saltando de um lado para outro, pode também descer de árvores em rappel, prender o fio em dois pontos em forma de elástico, para com isso dar saltos mais altos e por fim, prender o fim a dois pontos para deslocar objectos de um lado para outro. Os objectos são outro aspecto essencial, os quais podemos empurrar e segurar, tanto que sem eles fica impossível ultrapassar certas zonas do jogo. Acontece mesmo por vezes ter de se voltar atrás para usar por exemplo uma lata velha perdida, ou mesmo aquela pinha que vimos numa árvore, e que na altura nem considerámos que nos podiam ser úteis.

A banda sonora do jogo é outro ponto importante, sempre com músicas bastante calmas que nos relaxam no momento de descobrir a resolução dos várias puzzles que o jogo nos impõe. E a verdade é que embora Unravel seja um jogo de pensar e descobrir soluções para continuar a caminho do nosso personagem, nunca nos sentimos frustrados ou irritados com a sua dificuldade, pois tanto o ambiente como a música envolvente ajudam nesse sentido.

Unravel: Music as the Voice of the Game

Surpreendentemente não encontrámos um único bug ou problema, algo raro em jogos deste género e especialmente na indústria dos videojogos. Nota-se claramente que foi testado e polido até à exaustão. Acredito mesmo que todos os envolvidos, fizeram o seu trabalho com enorme dedicação e até com um carinho especial, só assim se explica como conseguiram um trabalho tão perfeito.

É sem dúvida nenhuma um dos jogos do ano de 2016, não é propriamente um jogo muito longo, visto que chegamos ao fim em aproximadamente quatro horas, no entanto tem tanta qualidade e uma mensagem tão profunda que certamente quem o jogar não ficará indiferente.

SimENaoUnravel

Published
Categories Análises
Views 282