Voltamos a Chicago desta vez na Wii U.

Voltamos a pegar em Watch Dogs, desta vez numa plataforma diferente, fomos ver o que havia de diferente, e se algo tinha sido melhorado nesta nova incursão por esta cidade. Esta é quase um update à análise que já fizemos aqui, e não irei falar da história nem darei grande ênfase aos problemas encontrados, ou as alegrias que o jogo também nos dá. Vou falar do que podemos esperar deste “novo” jogo.

WD-StudioTour_Felony Foot TrafficLight_1080p

A versão Wii U, começa logo por ser algo que já era muito esperado, apesar de ser um jogo o qual já tinha esgotado todo o seu hype, os fãs da consola da Nintendo já não acreditavam que o mesmo chegaria, até que surgiu, e fez-se notar entre os grandes títulos para esta consola. Não há muitos títulos com um verdadeiro open world na Wii U e aí acaba por marcar a sua posição. Com bastante para explorar de Chicago, e para que não se percam, o Gamepad inclui sempre um mapa completo de Chicago com o qual podemos interagir, colocando waypoints ou explorando o mapa de ponta a ponta com o stilus e zoom. Se quiserem podem também passar a acção para o ecrã do gamepad e libertar a TV para os familiares com o toque de um botão. Mas para um jogo que tanto foco dá ao hacking, esperava-se mais utilização para o Gamepad. O mapa já é um acrescento que é mais que bem-vindo para um jogo deste género, mas esperava-se mais do nosso fiel Gamepad.

WEB_WD_Relaunch_Police Takedown

Graficamente o jogo situa-se entre as versões oldgen e as currentgen, mostrando uma cidade bem construída, mas aquém do que a Wii U pode oferecer em todo o seu esplendor, ou assim esperamos (Zelda não desiludirás eu sei).

A história é a mesma e nada a acrescentar, em termos de jogabilidade, a mesma mantém-se, sem alterações, igual as outras versões, o que significa que os problemas em parte continuam também esses sem alteração.

WEB_WD_Relaunch_JumpOnTrain

Quem já jogou as versões anteriores, não encontrará nada de novo aqui nesta versão que o faça jogar de novo. Quem não jogou, ou tem uma Wii U, este acaba por ser um título obrigatório, não só pela satisfação em termos de jogabilidade, mas por ser uma das poucas apostas neste género na consola da Nintendo.

recomenda-watchdogs

Published
Categories Análises
Views 42
Ir para a barra de ferramentas