Wildstar – Review

O primeiro projecto da empresa Carbine, Wildstar é um jogo Sci-Fi de exploração MMORPG que nos dá a conhecer algo entre Ratchet and Clank e World of Warcraft, ainda roçando no Borderlands. Os jogadores vão poder contar com humor algo bizarro,classes e raças variadas, acção diversificada  e PvP baseado em facções enquanto descobrem o planeta alienigena Nexus.

 

Joguei durante 4 semanas e tenho a sensação que muito ficou por explorar em Nexus, mas sinto o potencial. Está focado para que os jogadores de MMOs se sintam em casa e reconheci o gosto por jogar que experienciei nos primórdios de World of Warcraft. Achei mesmo que é algo complicado para novos jogadores se consigam habituar ao sistema de tracking das quests, mas deixando esse obstáculo para trás, tudo fica mais fácil e agradável.

Pros:

  • Ambiente sci-fi/fantasia/western brilhante
  • Técnicas de combate bem concebidas
  • Boa variedade de raças e classes
  • Elementos de jogos de plataformas
  • PVP baseado em facções
  • História bastante cómica e humor de tirar o chapéu

Cons:

  • Sistema algo complexos no início de jogo que dificulta novos jogadores
  • Design das quests podia ter sido algo melhorado
  • O ping/lag influencia bastante o sistema de combate

Se gostas de MMOs, certamente gostarás de Wildstar.

 

Autor João Gil
Publicado
Categorias Análises
Visualizações 7
Ir para a barra de ferramentas