Developer: HAL Laboratory
Plataforma: Nintendo Switch
Data de Lançamento: 26 de Abril de 2019

O conceito de lógica e quebra-cabeças é algo que sempre me fascinou e especialmente olhar para algo e imaginar como é que isto foi criado, como é que isto foi conseguido, ou mesmo como é que podemos resolver determinado problema. A verdade é que muitos de nós somos assim e chegar à ideia de como vamos resolver determinados problemas torna-nos humanos, faz-nos conseguir ultrapassar dificuldades e acima de tudo coloca-nos a pensar. É por esse motivo que existem tantos jogos que nos levam à tentativa de superação. Contudo, jogos de lógica existem muitos, e é preciso primeiro encontrar aquele que pertença àquele estilo que mais gostamos.

Foi com alguma surpresa que na Nintendo Direct nos apresentaram Box Boy! + Box Girl!. É verdade que a franquia tinha tido algum sucesso quando foi lançado na Nintendo 3DS, mas não estava a ver o jogo chegar à Nintendo Switch, até porque o que temos assistido são os jogos da Nintendo Wii U a chegarem à consola. Seja como for, foi possível ver pelo gameplay apresentado que estávamos perante mais um excelente jogo de quebra-cabeças.

Quem teve a oportunidade de jogar os jogos anteriores da franquia certamente já sabe o que lhe espera e o tipo de quebra-cabeças que vão encontrar. Para quem nunca teve a oportunidade, podemos dizer que está perante um jogo em que a geometria e a ocupação de espaços é essencial para obterem sucesso. Embora o jogo não tenha uma história concreta, o objectivo é irem andando de mundo em mundo (neste caso portas) e ultrapassando os seus diversos níveis. Quando falei em geometria não foi em vão e tudo aqui tem a ver com ocupação de espaços de modo a que o nosso personagem consiga progredir de nível. Ao longo dos diversos níveis, além de criar outras caixas, vamos aprendendo novas habilidades, como por exemplo: conseguir saltar com elas, ou até usá-las como se fosse um gancho, entre outras.

Os primeiros níveis servem para nos adaptarmos a todas essas habilidades, mas claro que encontrarão alguns níveis que já vos vão meter a matutar como conseguir completá-lo na sua totalidade. A verdade é que para mim serviram de tutorial para poder perceber a maioria das habilidades do jogo. Algo que também é importante é terem a mente aberta a novas ideias; não tentem fixar-se muito numa só possibilidade – às vezes o mais simples faz toda a diferença.

Além do objectivo de cada nível ser obviamente chegar ao fim do mesmo, existem dois objectivos que podem ou não tentar concluir: o primeiro é tentarem finalizar os níveis com o menor número de caixas feitas, e caso consigam, vão obter um prémio de três medalhas; além disso, existem coroas espalhadas pelos níveis, que também as podem apanhar, e se completarem estes dois objectivos o nível ficará concluído na sua totalidade, o que resultará numa estrela preta, caso contrário será apenas uma estrela branca. Algo que ajuda bastante é saberem que depois de aprenderem certas habilidades podem voltar aos níveis anteriores para os repetir usando essas mesmas habilidades. Além disso, podem completar o nível por fases, isto é, podem tentar apenas usar o menor número de caixas numa primeira vez, e posteriormente preocuparem-se apenas em apanhar as coroas. Quando conseguem completar todos os níveis de um mundo, atingindo os seus objectivos na totalidade, então será desbloqueada uma tabela onde vos será especificado o tempo que demoraram a acabar determinado nível desse mundo (quantas caixas usaram, a vossa pontuação e o vosso ranking que pode ir até ao S).

O jogo apresenta duas componentes: a primeira é a solo, onde apenas usam um personagem por nível para o completarem; a segunda é uma inovação na franquia, ou seja, a opção de jogar com dois jogadores, existindo a possibilidade de podermos jogar em modo cooperativo local com um amigo, ou então usarmos dois personagens (um de cada vez), vocês vão escolhendo quando querem alternar entre personagens.

E é neste ponto, onde se faz a separação entre o modo a solo e de dois personagens que a Hal Laboratory fez um trabalho incrível. O conceito do jogo já é extremamente competente e divertido (para quem gosta do género), e sabendo que o modo a solo já apresenta imensos mundos e níveis, quando vamos jogar no modo dois jogadores e descobrimos que ainda temos mais uma enorme quantidade de mundos e níveis totalmente diferentes (embora existam alguns iguais) para explorar ficamos ainda mais contentes. Acreditem que é aqui que vocês ainda se vão divertir mais, porque poder partilhar um jogo destes com alguém é incrível. Posso dar-vos o exemplo de que na minha casa este passou a ser o jogo de eleição para toda a família, todos querem dar sugestões e todos querem jogar inclusivamente os mais pequeninos.

Saltando agora para a Shop, que é o local onde podem gastar os pontos que foram acumulando, aqui terão a opção de adquirir acessórios onde podem personalizar os vossos personagens, e os acessórios que vão adquirir serão todos de maneira aleatória. Existem acessórios para meter na cabeça, como chapéus e bonés, assim como alterar os olhos, alterar a boca, ou até transformar o corpo do nosso personagem, seja com novos corpos, seja a adicionar uma cauda, ou mesmo um laço ou uma espécie de gravata. Mas não é só para isso que serve a shop, já que aqui também podem desbloquear diversos conteúdos, como músicas, pequenas comics, novos níveis e até itens para vos ajudarem nos diversos níveis.

Nesses itens temos a Box Plus, que nos permite usar mais uma caixa: o Speed Plus, que adiciona velocidade ao vosso personagem; o Jump Plus, que aumenta o salto do personagem; e por último o Invincibility, onde o personagem fica imune ao dano. A maneira de usar esses itens é bastante simples, e antes de entrarem num determinado nível apenas têm de activar os itens que querem usar para este ficar activo durante todo o nível.

Box Boy! + Box Girl! é sem dúvida mais uma excelente entrada na Nintendo Switch. É um daqueles jogos que embora simples graficamente e também em termos de músicas, consegue surpreender-nos pela sua componente de lógica. Embora seja um jogo que podem passar horas seguidas a jogar, consegue ao mesmo tempo ser um excelente para usar em pequenos períodos de tempo, sendo que os diversos níveis são extremamente curtos. Caso sejam daqueles jogadores que gostam de desafios e quebra cabeças, então este é claramente um jogo a não perder.