Developer: Rekka Games
Plataforma: PC, Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One
Data de Lançamento: 15 de novembro de 2022

Os rogue-lite estão cada vez mais na moda, oferecendo ao jogador diversão, exploração e na maioria das vezes desafios bastante interessantes. Bravery & Greed não é diferente, o jogo da Rekka Games publicado pela Team17 oferece aos jogadores um jogo extremamente divertido, com muitos desafios e dungeons para explorar sem parar.

Além de ser um rogue-lite, o jogo oferece diversas mecânicas que fazem sucesso entre os jogadores, já que tem diversos elementos hack ‘n’ slash, de metroidvania e ainda pode ser jogado por até 4 jogadores em simultâneo, que na verdade é a maneira mais divertida de o jogar, e até de tornar tudo um pouco mais fácil.

A história, embora muito simples, explica como os 4 heróis deste jogo começam a sua aventura. E foi tudo por ganância, isto é, um anão contou-lhes uma história que, por trás de uma cascata, existia uma caverna com um portal anão, e este, para ser aberto, necessitava de 4 runas – a da vida, da caos, da ordem, e da escuridão – e depois de as ter, iria conseguir abrir o portal e ficar rico, já que era o local onde os anões guardavam todo o ouro que tinham.

Esta é a premissa para o ladrão, guerreiro, mago e a amazona partirem à aventura, em busca das 4 runas, mas também de muito ouro que vão encontrar pelo caminho, até porque a sua verdadeira missão é ficarem ricos, já que a ganância será o ponto forte deste jogo.

Publicidade - Continue a ler a seguir

Embora seja um jogo com um estilo totalmente arcade, com muita acção e velocidade, a dificuldade também vai acompanhar-vos, já que vão encontrar imensos inimigos enquanto exploram as dungeons, mas a verdadeira dificuldade está nos bosses de cada uma delas. Alguns chegam mesmo a levar-nos ao desespero, já que são exageradamente complicados de ultrapassar.

Paga-nos o café hoje!

O jogo é extremamente viciante, e os fãs deste estilo vão adorá-lo. Por outro lado, alguns jogadores vão torcer o nariz ao saberem que sempre que morrem, essa morte é definitiva, isto é, obtêm todo o ouro que apanharam, assim como alguns melhoramentos, mas terão de começar tudo de novo. É aquela abordagem bem conhecida que muitos dos jogos começaram a ter, de cada vez que jogam é uma nova run, mas que por um lado vai tornando-se cada vez mais fácil, já que a cada run que fazem, conseguem sempre obter um ou mais melhoramentos para quando iniciarem a próxima run.

Os melhoramentos não acontecem apenas cada vez que morrem, como é habitual neste tipo de jogos, e durante as explorações vão obter diversos melhoramentos, quer de equipamentos, como também de itens que melhoram o vosso dano, a vossa defesa, entre outras coisas. Tudo isso pode ser adquirido a partir de baús que encontram, de santuários em que podem rezar e escolher alguns bónus, mas também em alguns vendedores que vão aparecendo. O jogo está cheio de surpresas, e de escolhas, já que muitas vezes terão de escolher entre o item que já têm equipado, e um novo que encontrarem.

Para terem uma ideia do tipo de melhorias que estamos a falar, confesso que o jogo me lembrou imenso Hades nesse aspecto de escolhas e melhoramentos que encontramos por cada run, e também porque a cada morte estes desaparecem. Além disso, é também preciso ter alguma sorte, visto que por vezes apanhamos exactamente aqueles melhoramentos que tanto adoramos, e outras vezes o azar é um pouco maior, cujos melhoramentos ou não são grande coisa, ou até podem matar-vos por estarem envenenados.

A exploração é excelente, o pequeno toque de metroidvania oferece-nos sempre muitos locais para andar, quer seja para subir, descer, ir para a direita, ir para a esquerda, encontrar locais que não podemos avançar, outros que temos de descobrir como avançar, já que existe um pequeno e simples quebra-cabeças para resolver. Confesso que o jogo é um poço de surpresas, e isso torna-o extremamente divertido.

Como acontece com a maioria dos rogue-lite, a cada run, as dungeons alteram-se, isto é, nunca vão encontrar uma igual à outra, e os próprios inimigos mudam de local, ou seja, numa run podem encontrar um tipo de inimigos logo no inicio da run, e na run seguinte os inimigos já são outros. Achei esses pormenores todos deliciosos, já que até nisso é preciso sorte de no início os inimigos serem fáceis de derrotar.

Os 4 heróis que falei anteriormente são todos eles bastante diferentes na jogabilidade, e isso faz com que cada abordagem seja diferente conforme aquele que escolhemos. Não se trata de um jogo com apenas um ou dois golpes, e embora apenas tenhamos 2 botões de atacar, a verdade é que existe bastante variedade de ataques, e isso é tudo explicado no excelente tutorial do jogo.

E digo excelente, já que de uma maneira simples, consegue explicar todas as combinações que podemos fazer, de maneira a aprender tudo o que podemos fazer com determinado personagem, antes de começar a nossa aventura.

Além do modo aventura, que é como se fosse o modo campanha, existem também os modos de PvP e PvE e o modo de sobrevivência. Em qualquer um dos modos, as mecânicas, e a jogabilidade é praticamente a mesma, a diferença está apenas nos objectivos a cumprir em cada um deles.

Quanto à parte gráfica, estamos a falar de um jogo em pixel-art, mas com detalhes muito bons, assim como efeitos gráficos excelentes, e uma boa variedade de cenários. Poderia oferecer um pouco mais de profundidade, mas nada disso estraga a sua jogabilidade, é um jogo que leva-nos aos clássicos side-scrolling em 2D que tanto divertiam os jogadores nos anos 90.

No aspecto sonoro, o jogo é muito competente. As músicas enquadram-se muito bem no tipo de jogo, lembrando-nos filmes dos anos 90 como Conan o Bárbaro, onde os menus oferecem uma música empolgante, mas na exploração das dungeons, uma música de maior drama. Já os efeitos sonoros têm diversos pormenores muito bons, quer nas batalhas com os inimigos, como nas aberturas dos baús, ou mesmo a partir itens que encontramos pelo caminho.

Bravery & Greed é um excelente rogue-lite, que não deixará os fãs deste género indiferentes. Quer jogado em single-player como com outros jogadores, consegue oferecer horas e horas de diversão, com uma jogabilidade excelente, mas que poderá irritar os jogadores menos habituados a este género, devido a alguns desafios terem uma dificuldade acima da média.

Deixa um comentário