Developer: Temple Gates Games
Plataforma: Nintendo Switch
Data de Lançamento: 14 de abril de 2021

Existem géneros de jogos que por vezes pensamos que são incompatíveis de serem adicionados num único jogo, mas a verdade é que quando a sua criação é bem feita, tornam-se jogos simplesmente divertidos e diferentes do que podemos encontrar no mercado. Foi exactamente isso que aconteceu com Cannon Brawl, um jogo que consegue fazer uma mistura de Worms (que é um jogo de estratégia por turnos), com um jogo que necessitamos de recursos para conseguirmos melhorar e aumentar o nosso arsenal, mas ao mesmo tempo, um jogo de estratégia em tempo real.

Cannon Brawl é exactamente isso, um jogo que consegue oferecer-nos uma mistura extremamente explosiva, quer na reinvenção de um género, quer na jogabilidade verdadeiramente simples e divertida. Devo confessar que há muito tempo que não pegava num jogo que conseguisse trazer complexidade no aspecto de estratégia, mas que ao mesmo tempo fosse tão simples de ser jogado.

Este incrível jogo, com um preço bastante apetecível, já havia sido lançado para PC, Xbox One e PlayStation 4, e chega agora a vez da Nintendo Switch receber a sua versão. E devo desde já dizer que o port está excelente! Primeiro, é um jogo que encaixa na perfeição na consola da Nintendo, depois, o jogo corre com uma óptima fluidez, e além disso, tem diversos modos de jogo, que agradaram certamente à maioria dos jogadores.

Quanto a modos de jogo, temos a Adventure (que é o modo história); depois temos Battle VS IA que, tal como o nome indica, é onde podemos fazer batalhas contra a IA; temos também o Local Multiplayer, onde podemos passar um comando a um amigo ou familiar e fazer uma batalha contra ele; o Online Multiplayer, em que temos a possibilidade de fazer batalhas contra amigos online, batalhas para melhorar o nosso ranking, e batalhas sem ranking; e por fim, temos ainda a Wireless Multiplayer, onde podem jogar contra outros jogadores que tenham uma Nintendo Switch perto de vocês.

Passando então para o Adventure, a história é bastante simples, e deve ser jogada por todos os jogadores, já que é aqui que vão aprender como tudo se processa, isto é, é aqui que tem o tutorial, mas ao mesmo tempo é aqui que vão desbloquear muito do armamento que vão poder usar depois em partidas online. No reino do Rei Jealous reinava a paz, até que o seu irmão decidiu entrar em guerra para conquistar o trono que achava que deveria ser seu, o Rei Jealous que não se dava muito bem com guerras, começou a perder o seu reino e decidiu pedir ajuda à sua filha, uma Princesa aviadora que não tinha problemas em ir para a frente de batalha de modo a derrotar o seu tio.

Além dos diversos níveis que podemos jogar no modo campanha, existem ainda os puzzles ou quebra-cabeças que vamos desbloqueando conforme avançamos na campanha, estes são divertidos mas por vezes bastante complicados, para terem uma ideia do que podem encontrar podem-vos por exemplo para apenas com 2 tiros terem de destruir o castelo adversário.

Paga-nos o café hoje!

Ao longo do vosso percurso vão desbloqueando novas estruturas e até novos personagens para poderem jogar com eles. Ao todo, temos então 14 estruturas para desbloquear e 5 personagens (a contar com a Princesa). Cada personagem tem o seu bónus e depende muito do gosto de cada jogador e da estratégia adoptada para escolher qual será o melhor para si, sendo que no meu caso, posso dizer que fiz todo o modo história com a Princesa, já que achei que era o bónus que se adequa melhor à minha maneira de jogar.

Quanto às estruturas, temos de diversos tipos: de ataque, de defesa, de colectar recursos e até de acelerar o tempo necessário para usarmos outras estruturas. Nas de ataque temos. por exemplo, a possibilidade de enviar bolas de canhão, mísseis, perfuradoras e até tiros para congelar as estruturas inimigas durante algum tempo, além de outras mais devastadoras, mas que também vou deixar para vocês descobrirem. Já na defesa, vamos encontrar escudos e até maneiras de reparar as nossas estruturas que tenham sofrido dano. Para ganharmos recursos temos então as minas que podem ser para colectar ouro, ou diamantes.

Estas últimas são essenciais para termos sucesso no jogo, já que tudo o que quisermos construir tem um custo, logo, é sempre necessário termos dinheiro para podermos ter sucesso no jogo. Além de termos de ultrapassar os diversos níveis do modo história, existem também missões para ganharmos XP, e estas são de diversos tipos, como destruir 30 edifícios inimigos, jogar 3 vezes com um determinado personagem, entre outras coisas. Essa XP serve para desbloquearmos novas estruturas assim como personagens, com XP podem desbloquear 5 novos personagens e 4 novas estruturas. Depois de tudo desbloqueado teremos então 10 personagens jogáveis e 18 estruturas, onde 15 delas são de ataque e defesa.

A jogabilidade, como já referi, é muito boa, e o jogador irá comandar um dirigível a partir do seu analógico esquerdo, e o botão A servirá para o botão de acção, ou seja, disparar, colocar as estruturas e também para as comprar na base (isto é, o castelo). Além disso, temos ainda diversos upgrades que podemos fazer, sejam eles de defesa, como de ataque, causando assim mais dano a cada disparo, ou obtendo um maior escudo de defesa. Para colocarmos uma estrutura no terreno será necessário que a área onde a formos colocar seja nossa. Dito isto, não é possível colocar estruturas em terreno inimigo, tal como o inimigo não poderá colocar no nosso, mas obviamente que podemos conquistar terreno, e para isso basta colocar balões ou aceleradores no ar e vamos ganhar o terreno à volta dessa estrutura.

Para ganhar terreno ao inimigo, teremos de destruir os seus balões ou estruturas e colocar os nossos balões ou aceleradores nesses locais, e a partir daí podemos começar a construir nesses locais. Além disso, por ser em tempo real, o jogo requer que o jogador pense bem no que quer fazer e que actue rapidamente, pois se demorar muito tempo a começar a entrar em acção poderá ser tarde demais para obter a vitória. São todas estas ideias interligadas que tornam este jogo tão divertido e ao mesmo tempo desafiante.

Os mapas estão bem pensados e permitem ter várias abordagens. Muitas vezes, uma partida que possa parecer perdida consegue ser recuperada ao verificarem uma pequena falha do adversário, já que para ganharem o jogo apenas têm de destruir o castelo adversário, logo, muitas vezes ter o melhor armamento não significa uma vitória, mas sim conseguir atacar certeiramente no castelo adversário até este cair.

Graficamente o jogo está bem conseguido, com uma abordagem animada, cheia de cor, e com algumas animações interessantes. A nível sonoro está satisfatório, embora as músicas pudessem ser mais interessantes e trazer maior acção ao jogo.

Cannon Brawl é um jogo realmente divertido. Oferece algo diferente do que estamos habituados, e prende o jogador durante algum tempo ao ecrã. Depois de terminar a campanha, seguramente o modo online irá prender-vos por diversas horas, a batalhar contra outros jogadores. É uma óptima entrada na Nintendo Switch.

REVIEW GERAL
Geral
Artigo anteriorSaGa Frontier Remastered recebe novo trailer
Próximo artigoAnálise: Outriders
Desde o tempo do seu Spectrum+2 128k que adora informática. Programador de profissão nunca deixou de lado os jogos, louco por RPGs e jogos de futebol. Adora filmes de acção e de ficção científica, mas depois de ver o Matrix nunca mais foi o mesmo.