Developer: Coin Crew Games
Plataforma: Xbox Series S|X, Xbox One, PS4, PS5 e PC
Data de Lançamento: 22 de julho de 2022

Apesar dos Escapes Rooms estarem super na moda, a verdade é que não muitos jogos dedicados a esta temática. Os que existem são geralmente web based envolvendo quebra-cabeças simples de palavras e imagens, mas muito pouco dinâmicos e que dão muito trabalho para organizar, se quiserem jogar em equipa com amigos.

Escape Academy vai contra tudo isso. Simplicidade é o seu mote. Desde entrarmos rapidamente na onda dos Escape Rooms com o pequeno tutorial que abre o jogo, seja a jogar em formato cooperativo local ou online apenas com dois passos: convidar e jogar.

Antes de falarmos das mecânicas vamos à história do jogo, porque, apesar de parecer algo acessória, a verdade é que consegue ligar os pontos entre a realidade e os desafios em si.

A premissa é que fomos a uma loja para fazer um Escape Room e depois de vencermos o desafio, percebemos que há algo escondido na loja em si. A verdade é que era um teste para recrutar alunos para a chamada Escape Academy. O conceito é aprender a fazer e, como tal, temos que ganhar os vários desafios para recolher as peças de um puzzle que forma um crachá que nos vai identificar como o melhor escapista de todo o sempre. Vamos, por isso mesmo, ter que provar o nosso valor, mas rapidamente vamo-nos ver metidos numa conspiração que tem alguns contornos surrealistas, mas que não deixam de ser divertidos.

Em termos de jogabilidade, vamos jogar em primeira pessoa, vendo apenas o aspecto da nossa personagem em espelhos ou gravações das câmeras de filmar, sendo que, como o jogo adopta uma arte cartoonesca, tudo é facilmente identificável para não perdermos muito tempo a olhar para os cenários e para a correlação com os objectos. Tudo tem uma boa “leitura” gráfica para que o aspecto seja “acessório” ao jogo, apenas ajudando na sua jogabilidade.

Cada sala tem seu próprio tema e objetivo final, quer seja desarmar uma bomba ou curarmo-nos de um envenenamento, quer seja ajudar numa fuga ou competindo com outros alunos, a ideia é sempre resolver uma variedade de problemas mais pequenos, de forma a completarmos o puzzle final para sair da sala. Estes “pequenos” quebra-cabeças é onde vemos a originalidade dos developers do jogo, como resolver um puzzle de sudoku para obter a ordem correta para obter um objecto na máquina de venda automática, como criar uma antídoto ou até botânica. Existe uma variedade muito grande de quebra-cabeças e nunca senti que estava a ser minimamente repetitivo, envolvendo-me cada vez mais e a querer fazer mais uma e outra sala.

As pistas geralmente vêm através de itens que podemos recolher, e é bastante interessante que o jogo nos permita colocar um “pin” nessa pista para nos acompanhar no ecrã para mais facilmente termos uma leitura perante o quebra-cabeça correspondente.

As pistas geralmente vêm através de itens colecionáveis, e é por isso que é ótimo que a Escape Academy tenha um recurso de pin que permite aos jogadores manter a pista na tela enquanto interagem com o quebra-cabeça correspondente. Embora não seja tão bom que um item fixado às vezes obstrua a visão do jogador. As respostas para quebra-cabeças específicos nem sempre são óbvias, mas o sistema de dicas do jogo é amigável. Dá aos jogadores um impulso suficiente sem, na maioria dos casos, dar a resposta.

Considerando que a podemos completar a história em cerca de 4 a 6 horas, é mais do que possível completar este jogo numa sessão, já que a variedade dos quebra-cabeças e níveis é tão grando que nunca sentimos que nos estamos a repetir. No entanto, isso também significa que este Escape Academy não tem um grande factor replayability, já que depois de acabarmos o jogo ou um nível, não existe uma mudança na proposta, nos códigos, nas palavras-passe ou dos níveis em si. É um jogo de uma vida só, portanto aproveitem para jogar logo com amigos ou com a família.

Deixa um comentário