A Codemaster é uma das grandes “culpadas” dos fãs de videojogos de corridas estarem mal habituados. Com o passar dos anos os jogos desenvolvidos pelo estúdio britânico têm evoluído bastante e um dos grandes exemplos são os jogos de Formula 1. Se no ano passado já tivemos a oportunidade de estar perante do melhor jogo desta modalidade, este ano a história é mesma, F1 2017 tinha tudo o que um jogador podia desejar para se sentir um verdadeiro piloto de Formula 1 e em F1 2018 a Codemaster repetiu a proeza, fazendo novamente um verdadeiro jogo destes veículos super velozes.

Contudo, o mais recente videojogo de corridas da Codemaster está muito fiel ao mesmo título da franquia do ano anterior, demasiado diria eu, não existe grandes novidades. Mas se isso pode ser algo que possa ser visto como algo negativo, sou da opinião que esse pseudo problema é uma gota no oceano num jogo que demonstra um exemplo de quase perfeição. Se analisarmos bem, estamos perante um tipo de videojogo que a maneira de jogar já não pode mudar muito, o que muda são as equipas, os carros os pilotos, nada que possa influenciar directamente com a experiência transmitida ao jogador e como no ano anterior tens à escolha os seguintes modos: Career Mode, Grand Prix, Multiplayer, Time Trial, Events e Championships.

F1 2018 | Launch Trailer | PS4

Tal como no precedente, F1 2018 foca-se muito no “Career Mode”. Este modo leva os jogadores a sentirem-se uns verdadeiros pilotos. O primeiro passo nesta aventura é a criação do teu piloto, vais escolher um avatar, um capacete e as respectivas cores, a nacionalidade, o teu número e obviamente teu nome. Após estas escolhas ainda terás mais duas: a equipa que queres representar; e o teu parceiro de equipa. Ainda falando nas equipas que podes escolher, tens 10 no total que são: Scuderia Ferrari, Mercedes AMG Petronas Motorsport, Aston Martin Redbull Team, Renault Sport Formula One Team, Hass F1 Team, Mclaren F1 Team, Sahara Force India Formula One Team, Redbull Toro Rosso Honda, Alfa Romeo Sauber F1 Team e William Racing.

É depois destas decisões que começa a tua jornada como piloto de Formula 1, tal como no jogo anterior. Poderás por à prova os teus dotes de condução neste monolugares, e claro, não basta acelerar, travar e virar para seres vencedor ou garantires boas posições, nesta modalidade tens que ter uma estratégia para que isso possa acontecer, escolher o kit de pneus adequados, a melhor altura para fazer a PIT Stop, assim como estimares bastante bem o teu carro, pois um dano inesperado pode ditar o teu insucesso. Para quem teve a oportunidade de jogar F1 não há grandes novidades de como o modo carreira se prolonga, em cada prova que faças, quer seja nos treinos, nas qualificações ou nas corridas propriamente ditas ganhas pontos que servem para poderes aumentar a qualidade de serviço da tua equipa e isso é fundamental para que saias vitorioso nesta jornada. No decorrer do jogo vais assistir a cutscenes em que alguma vais ter de intervir, pois vais ser entrevistado mas nada disso vai influenciar o rumo da tua carreira, basicamente vai servir para “desenhar” o teu perfil como piloto fora das pistas. Nestas cutscenes existe um pequenino detalhe que poderia estar melhor, a sincronização entre as vozes das pessoas que interagem contigo e o som das mesmas esta desfasado.

F1® 2018 | Gameplay Trailer | PS4

Se no ano passado, fora da pista, as texturas e o trabalho gráfico podia ser melhorado o actual nesse aspecto está simplesmente maravilhoso e nota-se uma grande diferença. Dentro da pista o trabalho gráfico está imaculado até as bancadas e o redor da pista como os elementos paisagísticos estão soberbos. Resumindo um excelente trabalho gráfico.

Passando agora para as novidades, para alem do melhoramento gráfico e do aumento de interacção com a comunicação social fora das corridas algo que vai deliciar principalmente os fãs desta modalidade é ter a maior lista de carros emblemáticos na história da Formula 1 vais ter à tua disposição os seguintes monolugares: Brawn BGP-001 (2009); Williams FW25 (2003); Lotus 72D (1972); Ferrari 312 T2 (1976); Mclaren m23D (1976); Lotus 79 (1978); Ferrari 312 T4 (1979); Mclaren MP4/1B (1982).

Conclusão, F1 2018 é sem sombra de dúvidas um jogo para se adquirir, principalmente se és fã desta modalidade. Mesmo para quem não seja mas que gosta de corridas é um jogo que vai ser adorado pois pões a prova as tuas capacidades como piloto e também vai ensinar muito sobre esta competição. Todas as tuas decisões dentro da pista tornam-se fulcrais para o teu sucesso na progressão na carreira. Como foi referido é um jogo que não traz muita novidades comparando com o joga anterior mas mesmo assim nota-se que a Codemaster conseguiu superar o desafio de melhorar um jogo que estava praticamente perfeito. Claramente um jogo para se adquirir.

4.5

Sim

  • Gráficos excelentes;
  • Modo carreira muito bem desenvolvido;
  • Lista de carros icónicos excelente.

Não

  • Layout dos menus semelhante ao do ano anterior;
  • Desfasamento entre a movimentação da boca e o som das personagens que intervêm.
Published
Views 140