Developer: Nintendo
Plataformas: Nintendo Switch
Data de Lançamento: 26 de Junlo de 2019

Embora a franquia Fire Emblem seja gigante, a verdade é que a Nintendo tem conseguido superar-se trazendo cada vez mais qualidade e novidades a estes jogos. Fire Emblem: Three Houses é sinonimo disso mesmo, para além de ser o melhor jogo de sempre da franquia, consegue oferecer tudo aquilo que um jogador pode querer, uma excelente historia (neste caso até mais que uma) e batalhas brilhantes.

Tal como tinha descrito na antevisão o jogo passa-se em Fódlan, um continente que depois de uma enorme guerra vive em paz, encontra-se divido em três, isto é, nele fazem parte o Império de Adrest, o Reino de Fearghus e a Aliança de Leicester. Exactamente no centro do continente está situado o mosteiro de Garreg Mach, onde se encontra a Igreja de Seiros, o seu exército e ainda Officers Academy. Esta academia é constituída por três grupos, cada uma com estudantes de cada parte do continente. Existe a Black Eagles House que pertence aos principais estudantes do Império de Adrest, a Blue Lions House que pertence aos estudantes do Reino de Fearghus e por fim a Golden Deer House que pertence à Aliança de Leicester.

Cada uma dessas casas tem um líder, que será parte importante na historia. Vão conhecer Edelgard, Dimitri e Claude que comandam cada um destes grupos pela ordem que vos descrevi anteriormente. Nós seremos o professor de um desses grupos, a escolha será vossa, mas antes terão a possibilidade de conhecer os três grupos. Vão conseguir saber um pouco da sua personalidade, habilidades, características, além de que cada grupo supostamente é virado para um tipo especifico de guerreiros (embora vocês possam alterar isso). Convido-vos a ver os vídeos abaixo para terem um melhor conhecimento sobre a Officers Academy e cada um dos seus grupos:

Além dos estudantes existem personagens de extrema importância no mosteiro, Jeralt (o nosso pai) que nos acompanhará e voltará a ser um dos generais dos Knights of Seiros (o exercito da Igreja de Seiros), Rhea – a sacerdotisa do mosteiro – que comanda o mosteiro, e o exercito, tentando manter a ordem em todo o continente de Fódlan. Depois ao longo da historia vão aparecendo outros personagens que são bastante importantes, e até se podem juntar ao vosso grupo caso vocês desejem.

Dentro do mosteiro terão diversas coisas para fazer, podem explorar a igreja, a academia, falar com os personagens que vão encontrando, pescar, plantar, colocar os vossos estudantes em torneios, fazer diversos pedidos e favores, comprar e vender itens, e até reparar as vossas armas (sim agora as armas tem desgaste pelo seu uso).

O jogo é composto por duas partes bem distintas em termos de historia, a primeira parte será muito focada nos estudantes e em tudo o que tem a ver com o mosteiro. Vão fazer missões, conhecer os personagens (acreditem que vão ficar encantados com as personalidades de cada um), perceber como funcionam todas as opções que tem ao vosso dispor e começarem a aperceber-se de toda da trama do jogo. O inicio será virado para eventos básicos do mosteiro, com missões onde tem de apanhar ladrões e bandidos, ou comemorações importantes do mosteiro. Será mais para a frente que irá aparecer um dos “vilões” que nos fará lutarmos diversas batalhas. E será até devido a todos esses confrontos, que vocês vão perceber como são especiais, digo isto porque será numa dessas batalha que os vossos verdadeiros poderes ou a vossa crest irá se mostrar.

Sem revelar detalhes para não vos estragar a experiência – visto que este jogo vale muito pela sua historia e toda a sua trama – não posso deixar de falar de Sothis, esta é uma alma “muito especial” que vive dentro de vocês, é devido a ela que vocês tem aquela crest, será a vossa parceira até grande parte da Parte I, e durante esse tempo vão conhece-la bastante bem. Embora apenas mais para o fim do jogo tenham a certeza de quem ela realmente é.

Todos estes acontecimentos vão criar dúvidas, divisão e intrigas, e será isto que levará a um acontecimento “trágico”, e é depois disto que começará a segunda parte de Fire Emblem: Three Houses.

A segunda parte será passada 5 anos depois da primeira e o cenário é uma guerra enorme em todo o continente. Acreditem que terão escolhas bastante importantes para fazer, e estas alteram a progressão do jogo. Conforme as vossas escolhas terão um final diferente, conhecem algumas informações e não saberão de outras, e até terão uma visão diferente das personagens do jogo. E isso implicará também as cutscenes que terão acesso.

Obviamente que isso não será um problema, já que acredito que tentaram finalizar o jogo com os três grupos e das diversas maneiras que podemos. Eu posso dizer-vos que escolhi ser professor da Black Eagles House e na minha escolha decidi não seguir o caminho da sua líder. Logo, o meu final foi totalmente diferente caso a tivesse seguido, e acredito que acontecerá o mesmo com os outros grupos.   

Devido a esta guerra vocês terão batalhas contra alguns dos vossos alunos, e outras terão aliados como por exemplo alunos dos outros grupos. O nosso objectivo é que será sempre o mesmo, acabar com a guerra no continente de Fódlan e voltar a ter paz. Acreditem que vai custar-vos terem de derrotar e até matar personagens que vos eram queridos no inicio do jogo. Quanto à historia vamos ficar por aqui para não estragar surpresas. Algo que é notório é que a historia do jogo está muito boa, com diferentes finais, com intrigas e que facilmente nos deixa interessados em saber o que se vai passar a seguir.

O factor de repetição que podemos sentir em Fire Emblem: Three Houses está neste ponto, não por quereremos saber o que se vai passar a seguir, mas pelo tempo que temos de esperar até as coisas se desenrolarem. O jogo está feito num sistema de meses, isto é, será sempre no final de cada mês que ocorrem as missões principais da historia, até lá chegarem tem outras ocupações, como missões secundárias, ensinar os vossos alunos, andar pelo mosteiro, fazer alguns favores, entre outras coisas. Embora esta parte seja bastante repetitiva (disso não existe como fugir), é também de extrema importância. Será aqui que vão conseguir desenvolver o vosso personagem assim como os estudantes, isto acontece porque existe uma clara distinção entre subir o nível do personagem (que acontece nas batalhas) e o nível das habilidades.

O nível das habilidades é melhorado principalmente na parte do mosteiro, quanto estão a dar aulas. Existem 11 tipos de habilidades, dominar a espada, a lança, machado, arco, voar, andar a cavalo, etc. Cada uma delas terá 12 níveis (E, E+, D, D+, … , A+, S, S+), quando alguma habilidade sobe para o nível seguinte pode acontecer duas coisas, ganharem uma nova skill (pode ser activa ou passiva) ou uma skill existente é melhorada. É importante terem noção que não é possível estarem todas disponíveis, a escolha terá de ser entre 5 delas por personagem.

Outro ponto importante das habilidades tem a ver com o facto de terem de se focar em 2 de cada vez, não pensem que todos os estudantes tem a possibilidade de aprender os 11 tipos que existem, isso está fora de questão. Terão de ser sensatos nas vossas escolhas e principalmente terem atenção desde inicio ao tipo de classe que melhor se enquadra nos vossos alunos, e apartir dai escolher as habilidades que devem aprender para conseguirem subir para uma nova classe. A tudo isso também ajuda a felicidade dos estudantes, e quanto mais lhes ensinamos pior será a sua felicidade, mas existem diversas formas de a melhorar, podem oferecer-lhes presentes, encontrar objectos perdidos e até oferecer as suas refeições preferidas.

Outro dos pontes fortes de Fire Emblem: Three Houses são os combates, que será onde passaram grande parte do tempo. É importante terem em atenção que existem diversas classes, umas de arqueiros, feiticeiros de magia branca e negra, guerreiros de espadas, de lanças, de machados, cavaleiros, entre outras. Cada uma delas tem as suas fraquezas e as suas vantagens, é importante conhecerem-nas bem, para montarem uma boa estratégia no campo de batalha. As batalhas decorrem em diversos cenários, mas todas tem em comum a maneira como os personagens se movem, isto é, tudo decorre numa espécie de tabuleiro, onde os personagens podem percorrer um determinado número de casas (e varia bastante). Caso tenham jogado o último jogo da franquia (Fire Emblem Echoes: Shadows of Valentia), então vão perceber facilmente como tudo funciona. Uma das novas adições pode ser encontrada tanto nos ataques especiais, como nas armas, isto porque cada arma tem o seu desgaste, e para dar um exemplo, caso tenham uma arma com 30 ataques, cada vez que atacam irá descontar 1 ataque (ficando com 29), e se usarem ataques especiais esses valores ainda variam mais, já que cada ataque especial tem um custo entre 3 e 5. Felizmente podem repará-las no mosteiro com dinheiro e materiais.

Será nos combates que os personagens aumentam o seu nível e com isso também muitas das suas características (isso também acontece durante as aulas), mas em combate é o local onde melhor conseguem evoluir. Uma nova funcionalidade que terá a ver com o vosso nível de professor é o suporte de personagens que podemos usar durante o combate, agora além dos personagens que estão em batalha, é possível levar outros como suporte e estes também evoluem. Uma excelente adição ao jogo, visto que é uma boa maneira de conseguir melhorar os personagens de níveis mais baixos.

Graficamente o jogo está muito bom, nada de gráficos realistas, mas um estilo mais cartoon. Bons detalhes e cenários bem trabalhados é o que vão encontrar no jogo, além disso a câmara de jogo permite-vos ter um zoom bastante grande, ao ponto e terem uma visão ao nível do personagem. E claro, a câmara tradicional com vista de cima e total controle sobre ela. As animações de combates também mudam conforme a classe dos personagens e até consoante os diversos ataques e armas. Já as cutscenes estão muito boas, embora em número reduzido, e caso as queiram rever, basta irem aos Extras.

A banda sonora é outro ponto que não posso deixar de falar, além do tema principal que todos já conhecemos, o jogo vêm acompanhado por diversas musicas de altíssima qualidade. Podem ouvi-las também nos Extras conforme elas forem aparecendo no jogo.

Deixo já aqui um aviso, caso queiram ter acesso a todos os Extras, seja cutscenes, musicas, galeria ou conversas, então preparem-se para acabar o jogo diversas vezes com os diversos grupos e com as diversas escolhas que podem fazer. A parte boa disto é que o jogo quando acaba desbloqueia o New Game+, onde podem começa-lo novamente e terão acesso a algumas coisas do save anterior.

Fire Emblem: Three Houses é sem sombra de duvidas o melhor Fire Emblem de sempre, oferece-nos uma historia incrível, muitas batalhas, muito conteúdo, imensas horas de jogo e muitas surpresas. Eu fiquei encantado, para mim este é um dos jogos indispensáveis da Nintendo Switch este ano.

Deixa um comentário

1 COMENTÁRIO