Developer: HAL Laboratory
Plataforma: Nintendo Switch
Data de Lançamento: 24 de Setembro de 2020

Foi com bastante surpresa que os jogadores da Nintendo Switch viram Kirby Fighters 2 chegar à Nintendo eShop, já que o jogo não teve nenhum anúncio prévio como acontece com grande parte das franquias da Nintendo. A verdade é que mal o jogo chegou, o entusiasmo dos mais novos foi grande, já que Kirby sempre foi uma figura bastante querida entre os fãs da Nintendo, e principalmente entre os mais novos.

A proposta do jogo é das mais atractivas que podemos encontrar, e para quem conhece bem as franquias da Nintendo, facilmente irá fazer aquela comparação com Super Smash Bros.. Obviamente que a comparação pode ser feita, mas sempre levanto tudo para um patamar bastante mais simples e acessível, até porque o público para o qual os dois jogos são concebidos é bastante diferente.

Neste jogo teremos uma enorme diversidade de Kirby’s a combater uns contra os outros, mas também alguns dos personagens bem conhecidos da franquia. No início do jogo a escolha não é muito grande, basicamente quase tudo se encontra bloqueado. Temos então acesso a Kirby Sword, Kirby Bomb, Kirby Staff e Bandana Waddle Dee, e caso tenham os jogos de Super Kirby Clash ou Kirby Star Allies, vão receber 4 skins, duas por cada um dos jogos. Quanto a arenas, também teremos 4 desbloqueadas, e muitas outras para desbloquear.

O Sistema de desbloqueio é feito por um sistema de níveis do jogador, isto é, conforme vamos jogando (seja em que modo for) vamos ganhando Fighters Points, que servem para irmos aumentando o nosso nível, cada vez que subimos de nível algo é desbloqueado, desde Story Items para o Buddy Fighters Tower (o modo história), novas skins, novas músicas, novos companheiros e claro, os diversos Kirbys e arenas.

Vamos então aos modos de jogo de Kirby Fighters 2, ao todo são 5 modos (se não contarmos com o modo de treino), sendo que o primeiro é o Battle Mode, neste modo temos a oportunidade de jogar até 4 jogadores localmente, e tanto podemos jogar por equipas, ou todos contra todos.

Seguidamente temos o Online Mode e como o nome indica será onde podemos fazer batalhas contra jogadores espalhados pelo mundo, existem duas opções fazer batalhas contra amigos no Friend Match e fazer batalhas contra jogadores aleatórios no Random Match.

O Local Play Mode será o local onde podem usufruir do jogo com várias Nintendo Switch, isto é, aqui podem fazer batalhas contra outros jogadores que estejam perto de vocês e que também tenham uma Nintendo Switch, juntamente com o Kirby Fighters 2.

Paga-nos o café hoje!

O modo história é o Buddy Fighters Tower, e está concebido para se jogar em modo cooperativo, seja com um jogador localmente como com a Inteligência Artificial (IA) a fazer-nos companhia. A história é simples como em qualquer jogo de combates, O King Dedede e Meta Knight mais uma vez vão colocar-se no caminho de Kirby, e desta vez aliaram-se formando uma equipa e desafiaram Kirby a subir até à Buddy Fighters Tower onde eles estarão no cume à sua espera. Para isso Kirby e o seu companheiro terão de ultrapassar diversos adversários até chegarem ao topo para enfrentar os malvados King Dedede e Meta Knight. Este modo está dividido por vários capítulos, cada capítulo tem um determinado número de pisos que teremos de ultrapassar, e vai aumentado conforme vamos avançando nesses capítulos.

Por último temos o Single-handed, um modo que teremos de desbloquear, mas que depois de desbloqueado, o objectivo será o de ultrapassarmos vários inimigos no menor tempo possível, até chegarmos ao final stage para enfrentar um Shadow Kirby – uma espécie de boss que é uma imitação do nosso Kirby.

A nível de lutadores, embora sejam Kirby’s atrás de Kirby’s, a verdade é que cada um tem as suas habilidades e os seus poderes, tornando cada um diferente do outro; alguns com armas, outros mais virados para a luta “corpo a corpo”, mas a verdade é que só têm em comum o saltar, voar e sugar adversários, tudo o resto é diferente, oferecendo assim um jogo divertido e que embora seja para toda a família, certamente os mais jovens vão deliciar-se (pelo menos aqui por casa isso aconteceu).

A nível de jogabilidade o jogo está muito bem conseguido, uma jogabilidade simples onde podemos fazer ataques para cima, esquerda, direita e até para baixo (óptimos para quando estamos no ar atacarmos adversários que estão por baixo de nós). Podemos ainda saltar e voar, assim como sugar os adversários, e aqui, ao contrário dos jogos de Kirby onde o fôlego costuma ser bastante grande a alcançar adversários (mesmo que estejam a uma distância grande), aqui terão de estar bem perto deles para isto funcionar. É uma espécie do agarrar dos jogos de luta tradicionais. Além disso, para o jogo ainda ficar mais animado, vão aparecendo itens no cenário, desde comida para nos darem vida, bombas para atirarmos aos adversários, entre outros itens. Existem arenas que também oferecem algumas particularidades que alteram a jogabilidade, como por exemplo ventoinhas que nos empurram, outras com lava que se cairmos nesses locais perdemos bastante vida, entre outras.

Além disso em diversos modos, seja com outros jogadores ou com a IA, mesmo quando ficamos sem vida não significa que perdemos o combate, isto porque enquanto os outros jogadores tiverem vida ficamos transformados em ghost (fantasma), e caso acertemos um golpe num dos adversários voltamos à vida. Isto torna-se bastante interessante, já que é até possível usar este método para conseguirmos reviravoltas impressionantes nos combates.

Se a jogabilidade está óptima, o grafismo vai pelo mesmo caminho, já que não mostra nada de efectivamente novo, mas também nunca desilude. Para quem conhece os jogos de Kirby, sabe bem o que esperar, e é exactamente esse tipo de grafismo que vão encontrar aqui; muita cor, muita luz, muitos efeitos que chamam bastante a atenção. A nível sonoro acontece o mesmo, todos aqueles sons e “gritos” de Kirby estão presentes no jogo, e as músicas são as que encontramos em diversos jogos da franquia.

Kirby Fighters 2 é um jogo que certamente irá agradar a todos os fãs da “bolinha” cor de rosa, oferece diversão, lutas engraçadas cheias de brilho e cor, e bastantes modos de jogo. Os mais pequenos certamente são aqueles que mais ficarão agradados, já que é um óptimo “professor” para mais tarde se aventurarem no Super Smash Bros. Ultimate.