Plataforma: Nintendo Switch
Data de Lançamento: 26 de Outubro de 2021

Foi a 19 de Setembro de 2018 que a Nintendo lançou o seu serviço de subscrição, o Nintendo Switch Online, que chegava à Nintendo Switch, e com isso adicionado 5 componentes à consola, eram elas: o Jogo Online, o Nintendo Entertainment System, o Serviço Cloud, a Aplicação para Smartphone e as ofertas exclusivas. Mais tarde, em 2019, foi adicionada gratuitamente a possibilidade de também jogarmos jogos da Super Nintendo Entertainment System, mais conhecida em Portugal por Super Nintendo.

Agora, no final de Outubro, chegou o Expansion Pack, uma expansão do serviço de subscrição que terá o custo de 39,99€ por 12 meses, isto é, uma adição de 20€ ao serviço, que sem esta expansão tem o preço de 19,99€ pelos mesmos 12 meses. Já no caso da adesão familiar estamos a falar de 69,99€ pelos mesmos 12 meses, em vez dos 34,99€, uma diferença de 35€ em relação à opção sem a expansão. É raro ou mesmo inédito eu começar uma análise seja ela de um jogo, de um serviço ou de periférico a pronunciar-me sobre o seu preço, mas eu diria que neste caso é aquilo que salta mais à vista, ou seja, a expansão é mais cara que o próprio serviço em si. Para avançarmos com este assunto, vamos verificar o que o serviço tem para oferecer, para percebermos se o valor está de acordo com a oferta.

No dia de hoje, esta adição ao serviço da Nintendo apresenta 3 componentes: alguns jogos da Nintendo 64, alguns jogos da Sega Mega Drive ou Genesis (como era conhecida no continente Americano) e o novo DLC de Animal Crossing, Happy Home Paradise. Devo confessar que foi uma surpresa ver este pacote ser apresentado na Nintendo Direct, até porque acredito que muitos jogadores (assim como eu), estivessem à espera que um dia alguns dos jogos da Nintendo 64 chegassem ao serviço da Nintendo Switch Online – não como um pacote de expansão, mas sim como uma adição gratuita.

No caso dos jogos da Nintendo 64, os títulos que chegam por agora a este serviço são: Super Mario 64, The Legend of Zelda: Ocarina of Time, Mario Kart 64, Lylat Wars, Sin and Punishment, Dr. Mario 64, Mario Tennis 64, Operation: WinBack e Yoshi’s Story; além da Nintendo já ter informado uma lista de jogos que chegam brevemente ao serviço como: Banjo-Kazooie, Pokémon Snap, The Legend of Zelda: Majora’s Mask, Kirby 64: The Crystal Shards, Mario Golf, Paper Mario e F-Zero X. Com Paper Mario a chegar já amanhã, dia 10 de dezembro.

É impossível não olhar para a lista de jogos e ficar totalmente nostálgico, até porque quem jogou algumas dessas pérolas certamente não vai perder a oportunidade de dar uma espreitadela em todas elas, ou naquelas que é mais fã; ou até fazer alguns jogos online com os amigos em alguns estes títulos que tanto marcaram o mundo dos videojogos – e não só os fãs da Nintendo. É impossível não olhar para Super Mario 64 e não nos lembrarmos de como foi algo totalmente novo na sua época, e que marcou o que viriam a ser os jogos de plataformas 3D, sendo que ainda hoje muitos dos jogos seguem a mesma premissa; ou olhar para The Legend of Zelda: Ocarina of Time e não nos lembrarmos da primeira vez que tivemos a oportunidade de jogar um jogo totalmente em 3D com Link.

Paga-nos o café hoje!

Além disso, por termos as opções como criar pontos de suspensão e continuar mais tarde nesses locais, é a maneira perfeita para muitos jogadores conseguirem finalmente finalizar alguns destes jogos e chegar ao fim pela primeira vez.

Já no caso dos jogos da Sega Mega Drive, a lista também está bem composta, com grandes títulos que fizeram da consola da Sega uma das grandes rivais da Nintendo na época de 90, e são eles: Sonic the Hedgehog 2, Streets of Rage 2, Ecco the Dolphin, Castlevania: Bloodlines, Contra: Hard Corps, Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine, Golden Axe, Gunstar Heroes, MUSHA, Phantasy Star IV, Ristar, Shining Force, Shinobi III: Return of the Ninja Master e Strider.

No caso dos jogos da Sega, a lista de jogos até é maior que a da Nintendo 64, ainda assim, é uma escolha um pouco estranha, já que por 29,99€ os grandes saudosistas da Sega Mega Drive conseguem adquirir grande parte destes jogos e muitos outros comprando o SEGA Mega Drive Classics, disponível na Nintendo eShop, e que vem com 50 clássicos da consola.

Por fim, e apenas tendo sido anunciado mais tarde como fazendo parte deste pacote, a expansão de Animal Crossing, Happy Home Paradise, é provavelmente o que deixará os jogadores mais agradados. Não me entendam mal, todos estes jogos que falei anteriormente tem muita história, e uma qualidade que ainda hoje podiam fazer inveja a muitos jogos, mas são simplesmente emulações a correr na Nintendo Switch.

Quando a Happy Home Paradise, podem ler a análise para ficar a perceber o que este DLC oferece, mas na minha opinião é a grande salvadora desta primeira expansão do Nintendo Switch Online. Primeiro porque desta maneira fica mais barato do que comprar a expansão, e porque com 365 dias, provavelmente terão tempo mais do que suficiente para retirar tudo o que pretendem da expansão de Animal Crossing, sem assim a terem de adquirir.

Infelizmente, Nintendo Switch Online + Expansion Pack tem um preço exagerado para aquilo que oferece aos jogadores, e a não ser que sejam jogadores de Animal Crossing, fica difícil perceber a razão de adquirir este Expansion Pack. Provavelmente, tem grande margem de progressão para melhorar, e além dos jogos da Nintendo 64, possivelmente vamos ver chegar também alguns jogos do Gameboy ou mesmo da Nintendo GameCube para os jogadores olharem para ele de outra forma; e uma adição interessante também seria algumas expansões de alguns dos jogos da Nintendo, e não só de Animal Crossing. As possibilidades de melhoramento são enormes, falta apenas a Nintendo ir por esse caminho. Todavia, por agora, é um serviço que fica bastante aquém face ao preço exigido.