Developer: Nintendo
Plataforma: Nintendo Switch
Data de Lançamento: 29 de abril de 2022

Análise da componente online (Actualização)

A Nintendo finalmente lançou o sucessor de um dos seus jogos de maior sucesso, o Nintendo Switch Sports, que veio colmatar a lacuna do tão idolatrado Nintendo Wii Sports. Este sucessor chega com 6 jogos, um melhor grafismo, mais preciso, modalidades online e a mesma diversão do anterior.

Embora já tivesse testado o jogo anteriormente, como referi na sua antevisão, agora com a sua versão final foi possível testar intensivamente todos os jogos, e acreditem que foram muitas as horas de jogo, quer em single-player, como a jogar cooperativamente e competitivamente. É difícil não ficarmos convencidos ao jogar Nintendo Switch Sports, e embora tudo seja muito arcade e simples, a verdade é que tudo combina na perfeição para oferecer um jogo extremamente competente. E acima de tudo, consegue deixar-nos bem dispostos a cada partida que fazemos.

Como já referi, existem 6 jogos à nossa disposição: Voleibol, Badminton, Bowling, Futebol, Chambara e Ténis; cada um deles com as suas especificidades, que embora simples, obrigam o jogador a conhecê-las para conseguir dominar cada um dos jogos. Antes de falarmos sobre cada um deles, referir que o jogo apresenta 3 modos: o jogo mundial, onde podemos jogar contra vários jogadores espalhados pelo mundo; o jogo local, onde se encontra o modo single-player ou multiplayer local; e por fim, o jogo com amigos, que é o modo online onde podem desafiar os vossos amigos.

Antes de iniciar qualquer um dos jogos, temos a oportunidade de criar o nosso personagem, e aqui salta à vista não existir a opção de escolher o sexo. Será o jogador ao personalizar o personagem que lhe dá um aspecto mais masculino ou feminino. Temos então a possibilidade de alterar o rosto e o penteado, escolhendo a cara, cor de pele, cor dos olhos, o penteado, a cor de cabelo, o aspecto das sobrancelhas e ainda a barba, sem esquecer as maçãs do rosto entre outras coisas.

Depois temos então a roupa e acessórios, sendo possível escolher entre o casaco e calções, ou calças e casaco, assim como algumas variações de cores em ambos. Existem ainda separadores que provavelmente terão chapéus, óculos e máscaras. Outras das opções é escolher o Corpo, onde até podem escolher o vosso personagem Mii. O jogo tem ainda a possibilidade de alterar o equipamento das várias modalidades, como as raquetes, as bolas, as espadas, etc.

Quanto ao jogo, é passado em Spocco Square, uma espécie de mini-cidade olímpica com estes 6 desportos, mas que no Outono deste ano receberá um sétimo jogo, o Golfe. No canto superior esquerdo desta pequena cidade desportiva temos o Voleibol, que permite ser jogado entre 1 a 4 jogadores, onde o CPU irá comandar os elementos não humanos. No caso de estarem a jogar 2 jogadores, conseguem jogá-lo em cooperação na mesma equipa, ou em competição com 1 elemento em cada uma das equipas. O jogo processa-se de uma maneira simples, a primeira equipa a marcar 5 pontos, vence o jogo, no caso da diferença ser apenas de 1 ponto, ganha a equipa que conseguir ter primeiro uma diferença de 2 pontos.

Os jogos são sempre de 2 vs 2, onde a sequência é sempre a mesma, uma equipa serve, a equipa do lado contrário recebe com uma manchete, e o segundo elemento dessa equipa faz um passe alto, para o companheiro saltar e rematar. Já do lado oposto, podemos ter um elemento a tentar bloquear o remate, mas caso o remate passe, então o segundo elemento tentará receber esse remate com uma manchete e daí segue-se a sequência que expliquei anteriormente. Este “loop” apenas é finalizado quando se marca ponto ou se manda a bola para fora, dando o ponto à equipa adversária.

Como é fácil perceber, as regras são básicas, mas o divertimento está mesmo na manipulação dos joy-cons para conseguirmos fazer as 5 técnicas que o jogo nos oferece. No caso da manchete e do passe os movimentos são exactamente os que usamos a jogar voleibol, ou seja, a servir fazemos o movimento com o braço para cima, para a bola levantar, e para baixo para bater na bola, que será exactamente o mesmo movimento de saltar e rematar. Já para bloquear apenas é necessário levantar o braço, fazendo o nosso personagem saltar com os braços esticados.

Para o jogarem apenas necessitam de 1 joy-con, e antes de iniciar a partida devem indicar em que braço o estão a usar. No caso de estarem a jogar com vários jogadores, o ecrã irá dividir-se conforme o número de jogadores que está a jogar, isto é, no caso de serem 2 jogadores divide-se na vertical, no caso de serem 3 ou 4 jogadores então ficará dividido na vertical e na horizontal, aparecendo assim 4 rectângulos no ecrã.

Devo dizer que embora seja aquele jogo que tem mais técnicas para aprender, é um dos mais divertidos. Não é necessário grande esforço da vossa parte, conseguem fazer tudo com o movimento dos braços, apenas é necessário ter em atenção ao espaço à vossa volta, para não chocarem com nada. Os movimentos dos remates são bastante precisos, já que conseguem rematar mais para a direita, para a esquerda ou para o centro.

O próximo desporto que encontramos em Spocco Square é o Badminton, e devo confessar que pela sua simplicidade foi aquele que fez mais sucesso cá em casa. É um jogo que pode ser jogado até 2 jogadores, e neste caso, por ser 1 vs 1, será um jogo sempre competitivo. Quando jogado localmente com outro jogador, o ecrã ficará dividido na vertical. As regras são bastante simples, um elemento serve, e o outro terá de receber/rematar a pena para o campo adversário, assim sucessivamente até um deles marcar ponto, ou mandar para fora – algo que é bastante raro de acontecer.

A maneira mais fácil de ganhar o ponto é conseguir fazer um smash – que é quando rematamos de cima para baixo – sendo mais difícil ao nosso adversário responder ao remate. Será necessário apenas 1 joy-con para o jogar, e de escolher o braço que usamos antes de iniciar a partida. Como é fácil de perceber, apenas temos 2 técnicas para aprender: servir e receber/rematar. Para servir basta levantar o braço, e a pena é atirada para o campo do adversário; já para receber/rematar temos algumas possibilidades, sendo que a mais simples é simplesmente fazer o movimento do braço como se estivéssemos com uma raquete de badminton; no caso de quererem fazer um smash, aí têm de fazer o mesmo movimento, mas também acertar na pena na altura ideal. Existe ainda o amorti, que é feito ao carregar no ZR ou ZL – consoante o joy-con que estiverem a utilizar – e fazem o movimento de bater na pena. Depois, devido aos sensores de movimento, podem também mandar a pena mais para a direita, esquerda ou centro – tudo depende da táctica que quiserem usar contra o vosso adversário.

Pela simplicidade de movimentos e das regras, é um daqueles jogos altamente divertidos para todos, quer para os mais pequeninos como para os adultos. Tal como acontecia no voleibol, o primeiro elemento a marcar 5 pontos vence a partida, no caso de a diferença ser apenas de 1 ponto, ganha aquele que conseguir ter 2 pontos de diferença.

O terceiro desporto de Spocco Square é o Bowling. Podem encontrá-lo no canto superior direito e fará as delícias dos amantes da modalidade. Embora seja um dos mais fáceis de jogar no que se refere ao objectivo – mandar abaixo todos os pinos – requer uma boa técnica, e isso obrigará o jogador a dominar os movimentos que terá de fazer, quer pelos efeitos, quer pela velocidade, e até os ângulos que podemos usar para mandar a bola.

O jogo é jogado entre 1 a 4 jogadores localmente, e até 16 jogadores online. Existem 10 rondas, e cada ronda tem 2 jogadas (excepto a terceira que tem 3 jogadas). A maneira de jogar é fácil, e mais uma vez apenas necessitam de 1 joy-con e seguram-no como se da bola se tratasse. Apenas têm de ter em atenção que necessitam de agarrar no ZR ou ZL para indicar que estão a agarrar a bola, depois é fazer o movimento habitual de lançar a bola de bowling. Caso mandem a bola a rodar para a direita ou para a esquerda – isso é feito movimentando o joy-con para a direita ou esquerda – então esta fará efeito para um desses lados. É ainda possível alterar o local de lançamento do jogador, assim como dar-lhe um ângulo quando atira a bola.

Confesso que não sendo um desporto que me chame muito a atenção, quando é jogado com vários jogadores torna-se altamente competitivo e divertido, tendo sempre aquela tendência de festejar a cada Strike conseguindo.

Além do modo tradicional, o bowling apresenta ainda um modo especial, em que as pistas passam a ter obstáculos, existindo 3 tipos de dificuldade: Principiante, Intermédio e Avançado. Por o modo tradicional ficar bastante fácil depois de dominar as técnicas, principalmente a fazer Spare (mandar abaixo todos os pinos nas 2 jogadas de cada ronda), confesso que adorei o modo especial, já que as pistas passam a ter obstáculos, desde rampas e descidas, assim como objectos que vão rodando ou oscilando na vertical e horizontal, entre outras coisas. Aspectos que tornam este modo mais desafiante, obrigando-nos a usar todas as técnicas aprendidas para conseguir obter as melhores pontuações.

O desporto rei também se encontra no Nintendo Switch Sports, e Spocco Square reserva-lhe o seu espaço no canto inferior esquerdo. O Futebol pode ser jogado até 2 jogadores localmente e 8 jogadores online, chegando com 4 modos de jogo: o 1 vs 1, o 4 vs 4, Treino e Duelo. Se nos jogos anteriores apenas era necessário 1 joy-con, aqui vão precisar do par completo – um para a mão direita e outro para a mão esquerda. A razão para serem necessários dois joy-cons tem a ver com o movimento da personagem dentro de campo, já que esta será movimentada com o analógico esquerdo e a câmara de jogo com o analógico direito.

Já no que toca aos controlos de movimento, ao movimentarem tanto o joy-con da mão esquerda, como o dão mão direita, a personagem fará um remate, no entanto, se movimentarem para a esquerda, o remate sairá para a esquerda. Por outro lado, caso movimentem para a direita este sairá para a direita e no caso de movimentarem apenas para a frente o remate sairá para a frente. Obviamente que isto apenas acontece se tiverem centrados com a bola. Já no caso de movimentarem os joy-cons em simultâneo, então o personagem mandar-se-á de cabeça à bola, no chamado mergulho à peixinho.

Além dos controlos de movimento e dos analógicos, temos ainda a possibilidade de saltar carregando no botão B e a possibilidade de correr no ZL. Convém não abusar da corrida, já que a personagem tem uma barra de stamina. No caso de estarem a jogar o 4 vs 4, ainda têm mais dois botões, ou seja, o botão A para pedir a bola aos vossos companheiros, e o ZR para indicar que estão a fazer um passe para um companheiro.

Sendo este um jogo que requer muito mais botões além dos controlos de movimento, a Nintendo conseguiu tornar o jogo bastante divertido dando-lhe um cheirinho de Rocket League, colocando a bola bem maior que os personagens, tornando tudo mais caótico. Todavia, ao mesmo tempo, oferece enorme risadas enquanto tentamos marcar um golo ou defender a nossa baliza de um remate adversário, ou por vezes de um companheiro mais desajeitado na hora de tentar tirar a bola da nossa zona defensiva. Tanto o modo 1 vs 1, como o modo 4 vs 4, têm um tempo limite, e quando este se esgota a equipa vencedora será aquela que estiver em vantagem no marcador, no caso de empate, teremos um prolongamento e vence quem marcar primeiro – o chamado golo de ouro.

Já no modo treino, somos colocados sozinhos num campo e podemos andar a treinar à nossa vontade. Por fim, o modo Duelo, e aqui além de um joy-com será necessário a correia para a perna. Teremos um jogador a centrar e nós teremos de fazer pontapés à meia-volta para marcar golos, o essencial aqui é chutarem a bola no momento certo para esta sair direccionada para a baliza. Nem sempre é fácil, mas com o treino chegam lá. Embora este ainda seja o único modo para usarmos as pernas para rematar, a Nintendo já informou que no Verão sairá uma actualização que incluirá esta opção nos outros modos.

O futebol, por ser um desporto com imensa influência nas pessoas, acredito que será um daqueles que chamará mais a atenção entre os jogadores, até porque existe sempre a componente de sorte devido ao tamanho da bola, tornando os resultados bastante imprevisíveis.

O Chambara é o próximo desporto, e muito provavelmente aquele que menos nos chama a atenção na vida real, mas que em Spocco Square acredito que proporcionará sessões bastante divertidas. O Chambara pode ser jogado com 1 ou 2 joy-cons consoante queiram usar 1 ou 2 espadas. O jogo consiste em acertar no adversário o número de vezes suficiente para este sair da área de jogo e cair numa piscina, sendo que ganha quem conseguir enviar o outro à piscina duas vezes.

Os golpes que existem são horizontais, verticais e diagonais, e para isso bastante atacar com movimentos nessas direcções. Defender é igual. Basta carregar no botão ZR ou ZL e posicionar o joy-con numa dessas direcções, tendo em atenção que para defenderem têm sempre de formar uma cruz entre as espadas, isto é, se o adversário atacar na vertical, nós temos de estar a defender na horizontal.

Quanto aos modos de jogo, existem 3, um com apenas uma espada, outro da espada de energia, e por fim, um de espadas gémeas. Todos eles seguem as regras que mencionei anteriormente, a diferença está mesmo nas espadas, ou estilo da espada. O modo normal é atacar e defender como na esgrima, já no modo da espada de energia oferece-se uma espécie de bónus ao jogador que conseguir fazer duas defesas, ou seja, a espada com duas defesas fica carregada de energia, sendo assim possível fazer um ataque mais forte, carregando no botão R. Por fim, as espadas gémeas, onde usamos duas espadas para atacar e apenas uma para defender. Neste modo é possível fazer um ataque giratório, e para isso basta esperarem que uma barra que aparece no vosso ecrã esteja cheia, para depois desferir um ataque com os dois joy-cons em simultâneo. É um ataque bastante poderoso que empurra o adversário quase para fora do ringue.

O Chambara é bastante divertido, principalmente quando começam a apanhar o jeito de defender e estar sempre com a espada cruzada em relação ao adversário. Requer perícia e rapidez, embora rapidez a mais torne o jogo um pouco confuso, deixando quase de existir qualquer “táctica” de jogo. Ao mesmo tempo é um daqueles jogos que permite sentir como o sensor de movimento dos joy-cons incrível, já que os nossos movimentos são replicados na perfeição.

Por último o Ténis – um dos meus favoritos – e este encontram-no no canto inferior direito de Spocco Square. Pode ser jogado entre 1 a 4 jogadores, e as regras são as conhecidas do ténis, porém, apenas existe a possibilidade de jogar em pares, isto é, 2 vs 2. No caso de estarem a jogar sozinhos serão vocês que comandam os 2 personagens que estão no vosso campo, e sempre que fazem um movimento, esse movimento replica-se pelos dois personagens. Não posso deixar referir que ao inicio é um pouco estranho, já que vão usar a maior parte do tempo o personagem que está na linha de fundo.

Aqui voltam a precisar apenas de um joy-con, e os movimentos são os habituais do ténis, como mandar a bola mais para a direita, mais para a esquerda, levantar a bola (o chamado lob) e servir. Qualquer um destes movimentos é extremamente intuitivo, já que se faz exactamente como num jogo de ténis, logo, é com o calor do jogo que vão fazendo o que acham mais pratico e logico para ganharem.

Obviamente que, conforme vão jogando, vão aprimorando a vossa maneira de jogar, já que é um daqueles desportos que acertar no momento correcto na bola faz a diferença, caso contrário esta irá muitas vezes para fora, dando assim os pontos ao adversário. Por outro lado, por ser tão arcade, é um daqueles jogos que não apetece largar, já que tudo acontece de forma simples, intuitiva e divertida.

Qualquer um dos 6 jogos apresenta três níveis de dificuldade, o Normal, o Forte e o Muito-Forte. Vão verificar que não serão necessários muitos jogos para subirem a dificuldade, já que a normal começará a ser demasiado simples assim que dominarem os movimentos dos vários jogos. Já o Muito-Forte sem nunca parecer impossível de vencer, a verdade é que faz lembrar aqueles jogadores cínicos que parece sempre que os vamos vencer, mas no fim sacam sempre de algo que deixam as nossas esperanças por terra. Ainda assim, depois de algum tempo, será nesta dificuldade que provavelmente vão jogar a maioria dos jogos.

Algo também importante de referir é que o modo multiplayer local apenas funciona no modo Dock. Por isso, caso queiram levar a Nintendo Switch para jogar com os amigos, terão também de levar a Dock e ter uma televisão disponível.

Algo que agradará a vários jogadores, principalmente os mais pequenos, é de o jogo estar totalmente em português. Não só menus, tutoriais e opções, mas também as vozes que ouvimos durante o jogo.

Já que falamos dos mais pequenos, é fácil imaginar a excitação de qualquer criança quando lhe passamos um joy-con para jogar qualquer um destes jogos. Mais interessante ainda, é perceber como depois de um ou dois jogos eles já dominam facilmente todas as técnicas. Ver crianças que nunca jogaram Ténis, Badminton ou Voleibol a conseguirem jogar contra um adulto de igual para igual mostra bem como o jogo é simples, divertido e acima de tudo intuitivo. Algo que é extramente importante quando se trata de um jogo familiar, em que a maioria das técnicas se faz a partir de movimento dos joy-cons.

O Nintendo Switch Sports é sem dúvida um daqueles jogos que ficará para sempre na memória dos jogadores, tal como aconteceu com o Nintendo Wii Sports, agora oferece melhor precisão, novos desafios e muito divertimento à mistura. Era sem dúvida um dos títulos que faltava chegar à Nintendo Switch, deixando já o desejo que além do Golf novos jogos sejam adicionados.

Actualização com Componente Online

Com o lançamento do jogo no dia 29 de Abril, já tive a oportunidade de testar as componentes online do jogo. Devo confessar que fiquei surpreendido pela positiva, se localmente tudo funciona bem, a parte online deixava-me um pouco apreensivo, já que o lag e outro tipo de problemas poderiam estragar a experiência aos jogadores.

A verdade é que o jogo mundial é o seu ponto forte, e se no Nintendo Wii Sports a parte de jogar com familiares ou amigos era a mais divertida, depois de testar este modo, certamente que esta componente online será o que fará mais sucesso no Nintendo Switch Sports.

Neste modo continuamos a ter os 6 desportos, mas maioritariamente jogamos contra outros jogadores. Somos avisados que por vezes podemos jogar contra bots, isto é, contra a inteligência artificial, mas a verdade é que nunca me aconteceu. Isso nota-se facilmente já que a interacção com os outros jogadores e os respectivos emotes acontece regularmente entre jogos.

Outro ponto muito bem pensado neste modo de jogos é a possibilidade de podermos escolher até 3 desportos para fazer matchmaking, ou seja, desta maneira o primeiro jogo a ficar disponível é aquele em que entramos. E devo confessar que as esperas foram sempre muito curtas, com 10 segundos no máximo até encontrarmos um jogo. O que mostra que o sucesso do jogo tem sido considerável.

O único desporto no qual tive maiores razões de queixa – e não foi a esperar por encontrar um jogo, mas sim a jogar – foi no futebol, onde temos 8 jogadores em campo, cada um a comandar um personagem. Acontece que, em certos jogos, sentimos algum lag, e isso faz com que vejamos a bola aos solavancos, ou, acertarmos na bola, mas na verdade ela já lá não estar. Felizmente, isso apenas me aconteceu 2 ou 3 vezes. E fiz dezenas de jogos.

Paga-nos o café hoje!

A cada jogo que fazem e finalizam vão receber pontos, pontos esses que vão acumulado até obterem 100 pontos. Cada jogo dá 30 pontos (percam ou ganhem), mais os bónus de ganhar, de serem o melhor jogador em campo, de um jogo durar bastante tempo, entre outras coisas, nesses casos podem ir até aos 44 pontos. Quando chegam aos 100 pontos, entram numa espécie de sorteio, e aqui podem ganhar itens para personalizar o vosso personagem, emotes, ou algumas alcunhas para colocarem no vosso nome. Algo interessante é que todas as semanas irão aparecer novos itens, emotes e alcunhas. Por isso, caso queiram ter o maior número possível, terão de se ir dedicando ao jogo todas as semanas.

Depois de um certo número de jogos e de algumas vitórias de um determinado desporto serão colocados no modo liga Pro, isto é, uma espécie de liga com rankings onde jogamos com jogadores do nosso nível. E conforme as vitórias ou as derrotas que vamos tendo, vamos subindo ou descendo nesse mesmo raking – aparecerá uma barra a indicar se estão quase a subir ou descer de ranking a cada jogo. Esta ideia foi muito bem conseguida, já que assim não frusta em demasia o jogador, já que jogando com jogadores do mesmo nível, além de ter jogos mais renhidos, não acontece apanharmos sempre com jogadores que jogam muito acima, ou muito abaixo das nossas capacidades.

Caso não queiram jogar os desportos com a liga Pro ligada, podem sempre ir as opções desligadas, e o vosso ranking manter-se-á na posição que ficou antes de desligarem a liga Pro. O ranking mais baixo é o E, de depois existem diversas posições para subirem, E+, D-, D, D+, e por ai adiante até ao topo que é A, isto é, terão de subir 12 posições para chegarem ao ranking máximo.

Outro ponto importante e divertido é que podem jogar o jogo mundial a dois jogadores, tornando assim o jogo ainda mais divertido, podem por exemplo fazer uma dupla no Voleibol ou no Ténis no online, ou mesmo irem para o Futebol e terem um companheiro de equipa a jogar localmente convosco.

Quando ao jogo com amigos, além de funcionar bem, é bastante intuitivo. Caso queiram juntar-se a um amigo, então basta irem à opção “Juntar-se à sala”, e aqui irá aparecer a lista dos vossos amigos e aqueles que têm uma sala activa criada. No caso de serem vocês a criar uma sala, vão a “Criar uma nova sala”, e depois apenas têm de escolher a lotação da sala (vai de 2 a 8 jogadores contando com vocês), e se querem colocar um PIN, ou se vão usar o Chat de Voz da aplicação móvel do Nintendo Switch Online.

Devo confessar que, se já tinha ficado convencido com o Nintendo Switch Sports e ainda nem tinha testado a componente online, agora consigo perceber a razão de esta ser uma das maiores apostas da Nintendo para este ano. A componente jogo mundial torna o Nintendo Switch Sports um “jogo enorme”, já que temos sempre alguém para jogar connosco. Algo que também foi verdadeiramente impressionante foi ver o fairplay dos jogadores a aplaudir jogadas dos oponentes quando estas são bem conseguidas, algo que raramente se vê noutros jogos de desporto. Nintendo Switch Sports é verdadeiramente um dos grandes jogos deste ano.