Developer: TAITO / ININ
Plataforma: PlayStation 4 e Nintendo Switch
Data de Lançamento: 11 de Dezembro de 2020

Lançado originalmente em 1978, Space Invaders foi um dos primeiros videojogos de sucesso. A premissa era que os jogadores controlavam um canhão de laser que usariam para tentar abater todas as naves alienígenas antes que elas chegassem à parte inferior da tela.

Como sou de 1984 eu não tive uma ligação primordial com o jogo, só anos depois é que viria a pegar no Space Invaders para conhecer esse mítico jogo de culto das máquinas arcade em que só via os graúdos jogar.

O jogo tem muitos fãs, o que levou a uma série de jogos e spinoff’s ao longo dos anos, por isso mesmo hoje chegamos a Space Invaders Forever, que é uma coleção para PlayStation 4 e Nintendo Switch de três jogos da série anterior.

O primeiro jogo incluído no Space Invaders Forever é o Space Invaders Extreme. Este jogo foi lançado originalmente em 2008 no 30º aniversário do Space Invaders. A versão incluída no Forever é a versão melhorada do jogo lançada em 2018. Space Invaders Extreme é basicamente uma interpretação moderna do jogo original.

Tal e qual como no jogo original, controlamos um canhão laser que usamos para atacar as naves alienígenas que por sua vez estão a tentar atacar a nossa Terra. O ponto em que esta versão do jogo difere do original é que adiciona algumas variações modernas à fórmula. O jogo utiliza os mesmos tipos de inimigos, mas movem-se em padrões diferentes e vêm em combinações diferentes. O jogo também apresenta vários combos que podemos desbloquear para receber atualizações de armas que nos vão permitir dar mais dano. Como é habitual também Space Invaders Extreme é dividido em vários níveis, cada um a terminar com uma luta contra um Boss.

Space Invaders Extreme é basicamente o que esperamos de alguém que tenta modernizar o jogo original. A jogabilidade básica é exatamente a mesma. Os developers basicamente utilizaram novas técnicas e melhores tecnologias para ajustar o jogo original.  Acho que o maior ponto forte do jogo é que ele faz um bom trabalho em manter o ritmo.  Cada nível consiste em alguns mini estágios que podemos concluir muito rapidamente e isso permite que o jogo continue a atirar mais naves e que os níveis passem muito rapidamente.

Passemos para Space Invaders Gigamax 4SE, o primeiro jogo da saga que traz um twist, isto é, que implementa a mecânica cooperativa. Um a quatro jogadores vão poder jogar juntos para derrotar todos os inimigos. Cada jogador controla o seu próprio canhão. A tela foi expandida para compensar, então os jogadores têm que derrotar consideravelmente mais aliens em cada ronda. Quando dois ou mais jogadores colocam seus canhões próximos um do outro e disparam ao mesmo tempo, vão disparar um projétil mais poderoso que causará mais dano. O jogo apresenta vários estágios que incluem algumas batalhas contra Bosses em que, neste caso, temos que derrotar o Boss antes que o tempo acabe.

A jogabilidade está mais próxima do jogo original, mas incorpora alguns dos elementos modernos de Space Invaders Extreme, faz todo o sentido tornar este tipo de jogo cooperativo onde precisamos de trabalhar bem juntos, até porque mesmo os melhores jogadores de Space Invaders dificilmente serão capazes de lidar com todos os inimigos sozinhos a tempo.

O principal problema que tive com este jogo é que simplesmente não é particularmente longo. A menos que desbloquemos mais estágios com base no nosso desempenho,  facilmente podemos vencer todos os estágios em cerca de 15 minutos. Este modo tem apenas cerca de 10 fases, que inclui três lutas contra chefes.

Chegamos ao último, Arkanoid vs Space Invaders. Dos três jogos, este é o que mais difere do jogo original, e o que mais gostei por ser super fã de Arkanoid. Este jogo é uma versão de um aplicativo de smartphone de 2016. Para quem não se recorda, o Arkanoid foi um jogo de arcade lançado oito anos depois de Space Invaders. A premissa básica do jogo era usar uma espécie de tijolo flutuante para rebater uma bola e quebrar os tijolos na tela. Arkanoid vs Space Invaders combina essa jogabilidade com os inimigos de Space Invaders. Em vez de tentar evitar os seus disparos, aqui tentamos os devolver para destruir os alienígenas. O objetivo de cada nível é destruir todos os inimigos antes que o tempo acabe.

Paga-nos o café hoje!

À primeira vista, a premissa por detrás do Arkanoid vs Space Invaders não faz sentido. Os dois jogos de arcade originais tinham muito pouco em comum, já que a jogabilidade de ambos os jogos é bastante diferente. Na verdade, as únicas semelhanças entre os dois jogos eram que ambos eram jogos de arcade feitos pelos mesmos desenvolvedores. Apesar da combinação não fazer muito sentido no início, em ação ela funciona muito melhor do que eu esperava. Na verdade, eu diria que este jogo é o que mais gostei no Space Invaders Forever.

Dos dois jogos, eu diria que favorece consideravelmente o Arkanoid. A jogabilidade principal é exatamente igual à do Arkanoid original. Arkanoid vs Space Invaders leva dois elementos principais de Space Invaders. Primeiro, alguns dos inimigos se movem, o que os torna um pouco mais difíceis de acertar, mas a maior mudança é que em vez de tentar evitar que a bola bata na parte inferior da tela, basicamente temos que acertar todos os disparos que nos atiram. Não somos punidos por nenhum tiro que errarmos, mas precisamos de refletir o máximo de tiros que pudermos para melhorar as hipóteses de acertarmos em tudo antes de ficarmos sem tempo.

Como este jogo era originalmente para smartphone’s, utiliza o touchpad em vez dos analógicos. E por isso demora um bocado a habituarmos a nossa mente a esta ideia, mas depois dessa dificuldade inicial, até funciona bastante bem. Para a maioria dos níveis, temos cerca de 30 segundos para nos livrarmos de todos os inimigos. O jogo é fluído e rápido, e como a jogabilidade é bastante satisfatória, o jogo passa-se num instante.

Se não gostam de Space Invaders dificilmente vão gostar deste jogo, porque no fundo é isso que vão jogar de diferentes formas. Se gostam, então vão gostar de reviver não só o clássico mas como as variantes do jogo seja pela componente cooperativa, seja pela versão Arkanoid do jogo, e acaba por ser um bom jogo para passar o tempo sem pensar demasiado.