Developer: OutOfTheBit
Plataforma: Nintendo Switch, PC
Data de Lançamento: 20 setembro de 2021

Não é difícil perceberem que aqui no Salão de Jogos que todos somos fãs de futebol, e ninguém fica indiferente sempre que chega um novo jogo referente ao género. Além disso, muitos de nós tivemos a oportunidade de começar por jogos que hoje são considerados clássicos, mas que ficaram para sempre na memória de quem os jogou. E esqueçam lá os Fifas e os Pro Evolution Soccers, estou mesmo de clássicos como Sensible Soccer.

Super Arcade Football é claramente inspirado neste jogo em termos de gameplay, é impossível fugir a esse pormenor. A OutOfTheBit teve uma forte inspiração em Sensible Soccer, mas ao mesmo tempo fez umas alterações ao seu jogo, não ficando este uma cópia chapada do jogo da Sensible Software. É um jogo que apresenta o modo Story, que embora bastante simples, e sem grande enredo, sempre faz o jogador ir progredindo e vendo a sua equipa ir evoluindo. Depois, apresenta um modo Quick Match, onde podemos jogar facilmente contra outros jogadores ou contra a inteligência artificial (IA). Também tem a possibilidade de jogar ou criar torneios a partir do modo Tournaments, e por fim o Online, onde podemos jogar contra outros jogadores espalhados pelo mundo.

O Story leva-nos para Inglaterra, mais propriamente a 11 de junho de 1996, onde Martin ao passar no estádio do seu clube favorito – o Balarm F.C. – depara-se com uma informação numa das portas a informar que o clube vai encerrar devido a problemas financeiros, isto é, está falido. Nessa altura, decide abrir a porta e verificar o que se está a passar, e ao chegar ao relvado encontra o antigo manager do clube, o Old Joe. Este explica-lhe toda a situação, que agora o que interessa no futebol é o negócio, e não a paixão ou o amor pelo jogo. E que o clube rival  – Snakesfield – irá comprar o estádio do Balarm F.C. e criar um centro de treinos para os seus jogadores, já que é um clube com bastante dinheiro.

Com Martin completamente indignado, Old Joe faz-lhe uma proposta: vender-lhe o clube por 1£. Martin aceita e é aí que começamos a nossa aventura neste clube, como managers do mesmo. A partir daí vamos tendo diversas ligas para disputar, começamos na Amateur League, depois Semi-Pro League, Professional League e por fim World Club Tournament. Embora existam diversas ligas e várias equipas, o jogo é bastante simples, não apresentando diferenças entre jogadores no aspecto dos seus atributos. Nas equipas adversárias, a diferença está no seu equipamento e na sua formação táctica.

Passando para o Quick Match, como já referi aqui, podemos jogar localmente até 4 jogadores, ou contra a IA. O jogo apresenta uma enormidade de equipas com as quais podemos jogar, e além das selecções masculinas e femininas e clubes masculinos e femininos, tem ainda os clubes do modo Story. Obviamente que nenhum deles está licenciado, mas consegue-se perceber facilmente a que clubes o jogo está a tentar referir-se.

Paga-nos o café hoje!

No modo Tournaments temos diversos torneios à nossa disposição, sejam eles ligas, torneios a eliminar, ou uma mistura dos dois, como acontece no Euro, no Mundial ou mesmo na Liga dos Campeões ou Liga Europa. Além disso, ainda existe a possibilidade de criarem vocês o vosso próprio torneio, com as regras que querem, e como acharem mais engraçado.

Por fim, o Online, e neste modo vocês podem fazer uma procura rápida para jogarem com quem estiver à disposição. Têm ainda a possibilidade de criar salas de jogo, onde vos é apresentado um código da vossa sala que podem partilhar com um amigo para jogarem com ele, e a terceira opção é entrar na sala de alguém, caso tenham o código para entrar nessa sala.

Seja em que modo joguem, o que não muda é a jogabilidade do mesmo, e apesar de ser nostálgico para os jogadores mais antigos, a verdade é que é um jogo bastante simples e fácil. Para isso, muito ajuda os jogadores nunca perderem a bola sozinhos, já que para isso acontecer é preciso os jogadores da equipa adversária fazerem um carrinho para tentarem interceptar a bola. Os guarda-redes conseguem ser bastante estranhos, conseguindo defender remates incríveis, e por vezes quase se desviam da bola para esta entrar na baliza.

Tal como acontecia com o Sensible Soccer, apenas utiliza uma tecla, que serve para passar, como para rematar quando esta é pressionada durante mais tempo (aparecendo uma barra no ecrã que indica a força do remate), e podem igualmente colocar efeitos na bola para a tentarem desviar do guarda-redes. Em termos de arbitragem, parece quase um sistema random. Por vezes só acertamos no adversário e nem falta é, noutras acertamos claramente na bola e o árbitro marca falta.

O jogo tem bastante potencial, mas precisa de melhorar em algumas coisas, desde logo uma diferenciação entre jogadores, de maneira a existirem uns melhores que outros; e até o domínio da bola precisa de ser diferenciador, senão até o guarda-redes parece o Cristiano Ronaldo ou o Messi. A adição de um modo carreira seria muito interessante, com opções de vender e comprar jogadores e um modo de editar as equipas, porque existe sempre quem goste de criar equipas ou mesmo colocar os nomes correctos nas equipas que existem no jogo.

Graficamente é um jogo simples, virado para o pixel-art, mas que representa o melhor que existia nos jogos de futebol nos anos 90. É de uma nostalgia incrível e mesmo estando em 2021 não achei problema nenhum em jogar um jogo com este grafismo.

Super Arcade Football é um jogo divertido que nos relembra o grande clássico dos anos 90. Tem muito potencial, mas precisa de alguns melhoramentos para atingir outro patamar. Esperemos que a OutOfTheBit continue a apostar no jogo, e que faça algumas adições de maneira a criar finalmente um jogo que há tantos anos é desejado por muitos jogadores.