Developer: Smilegate Entertainment
Plataforma: Xbox One
Data de Lançamento: Final de 2020

Embora seja um jogo relativamente popular entre os jogadores mais habituados ao meio competitivo dos FPS’s, Crossfire é praticamente desconhecido na Europa para o jogador mais casual. Todavia, o jogo da Smilegate Entertainment é um autêntico fenómeno em países asiáticos, sendo um dos multiplayer FPS’s mais jogados em todo o mundo, impressionando pelo número de jogadores registados, ultrapassando os 600 milhões.

Não é de estranhar, portanto, que em 2019 tenha passado algo despercebido o anúncio de que a sequela, CrossfireX estava em desenvolvimento e ia chegar à Xbox One. Se pensarmos que jogos como Age of Empires 4, Everwild e Tell Me Why foram anunciados no mesmo evento, o X019, é compreensível que um FPS free-to-play não captasse a mesma atenção, no entanto, olhando para a dimensão que Crossfire tem no oriente, é impossível negar a importância que poderá vir a ter para a consola da Microsoft.

Mas outro aspecto que pode não ser conhecido do público em geral, é que está igualmente a ser desenvolvida uma campanha singleplayer. E mais interessante ainda é que essa responsabilidade foi entregue à equipa de desenvolvimento da Remedy, um estúdio que já nos acostumou a histórias absolutamente fantásticas, não fossem eles os autores de Alan Wake, Quantum Break e Control. Será também um enorme desafio para o estúdio, uma vez que se vão estrear em jogos na primeira pessoa, porém, ninguém dúvida que estarão à altura de entregar uma óptima campanha.

No entanto, não é disso que iremos falar aqui, mas sim da open beta disponibilizada no dia 25 de junho e focada somente no multiplayer.

Chega com um aspecto gráfico renovado, e posto que a prioridade nesta beta seja a performance e ainda possa melhorar visualmente, podemos verificar que mesmo assim é muito promissor. As texturas, os efeitos de luz, as sombras e os reflexos farão provavelmente de CrossfireX o shooter free-to-play mais moderno do mercado, e completamente preparado para a próxima geração.

Para quem está familiarizado com jogos como CS:GO, é o típico FPS competitivo, que tentará atrair os jogadores essencialmente através de um dos modos incluídos nesta beta: o Classic Mode. A sua abordagem é muito tradicional, exigindo bastante da nossa velocidade de reacção e especialmente da nossa tomada de decisão. Neste caso não é possível o sprint, nem Aiming Down Sight (AIM), dividindo-se em dois sub-modos: o Team Match e o Spectre.

Paga-nos o café hoje!

O Team Match é o modo mais popular e convencional em Crossfire. No mapa Blackwidow, duas equipas vão jogar uma partida similar ao conhecido modo Search and Destroy, onde um dos lados tentará plantar uma carga de C4, enquanto o adversário tudo fará para impedi-lo. Acreditamos ser este o modo que mais será jogado, tal como acontece no jogo original lançado em 2007.

O Spectre tem uma abordagem bastante diferente, onde uma das duas equipas terá a habilidade da transparência, e tentará também plantar explosivos, porém, com um pormenor, apenas poderão usar armas de corpo-a-corpo, enquanto o adversário poderá fazer uso das habituais armas de fogo. É um modo extremamente divertido do mapa Laboratory, onde até os jogadores menos hábeis terão o seu espaço, e que traz uma diferente sensação de adrenalina.

Já no Modern Mode é possível o sprint e o AIM, onde podemos jogar o Point Capture no mapa GR Tower, uma vertente do Team Deathmatch em que tentaremos o controlo de territórios por meio do número de kills. Não encontraremos aqui nada de inédito, porém, é óptimo para introduzir novos jogadores ao ambiente, às armas, e à competitividade de CrossfireX.

A jogabilidade é o que podemos esperar num FPS deste género; o ritmo é quase sempre frenético e o mínimo erro normalmente não é perdoado. Tudo é bastante fluído e responsivo e encoraja a melhorarmos a nossa destreza com o comando, já que há sempre a vontade de jogarmos mais uma partida.

É bastante convincente naquilo que se presta a oferecer e será um nome a reter até ao final do ano – período em que será lançado. A campanha é mais outro factor que contará a seu favor e um grande motivo de interesse para quem procura bons modos história em jogos na primeira pessoa.

Uma boa surpresa.