Em comunicado a EA Sports demonstrou a sua visão para o futuro da série. Recordando a importância da franquia que nas primeiras duas semanas de lançamento atingiu marcas históricas em termos de vendas, com cerca de 9 milhões de jogadores por todo o mundo, e com mais 7 milhões e meio de equipas criadas no FIFA Ultimate Team, é normal que a EA Sports pense como vai abordar o futuro.

Cam Webber, o General Manager da EA Sports Group disse mesmo em comunicado que ao longos dos anos a autenticidade tem sido essencial para dar a melhor experiência aos jogadores. ” Com mais de 300 parceiros licenciados individuais que nos dão acesso a mais de 17.000 atletas em mais de 700 equipas, em 100 estádios e mais de 30 ligas em todo o mundo.  Investimos continuamente nas parcerias e licenças que são mais significativas para os jogadores, e por isso, o nosso jogo é o único lugar onde podes jogar de forma autêntica na icónica UEFA Champions League, UEFA Europa League, CONMEBOL Libertadores, Premier League, Bundesliga e LaLiga Santander, entre muitos outros. A amplitude das nossas parcerias e do nosso ecossistema de conteúdos licenciados permitir-nos-á continuar a trazer uma autenticidade inigualável nos nossos jogos de futebol da EA SPORTS, agora e durante muitos anos.”

Fica claro neste depoimento que Cam Webber e a EA Sports, quer continuar a investir neste capítulo, mas também revelou que no presente momento estão a planear renomear o FIFA, “estamos também a explorar a ideia de renomear os nossos jogos globais de futebol EA SPORTS.  Isto significa que estamos a rever o nosso acordo de direitos de nomeação com a FIFA, que está separado de todas as nossas outras parcerias e licenças oficiais em todo o mundo do futebol.”

E parece que isso já está a acontecer, basta verificar que no passado dia 1 de outubro, foi registado o nome EA Sports FC no Instituto de Propriedade intelectual britânico e no Instituto de Propriedade intelectual da União Europeia na categoria de “software de jogo de computador,” o que pode querer dizer que esse poderá ser o nome da série anteriormente conhecida como FIFA. O nome não é propriamente original basta recordar que foi assim que foi apresentado no FIFA 12, como uma app que fazia a ligação com o jogo e com FUT.

Faltará, é claro, a confirmação oficial por parte da EA Sports, mas os indícios parecem fortes em torno da mudança do nome. Será que isso vai significar alguma mudança no jogo em si? Será que fará parte de uma nova estratégia da EA Sports para tornar a série também ela gratuita, à semelhança do eFootball? Teremos que esperar para ver.

Deixa um comentário