God of War Ragnarok foi esta noite apresentado durante o PlayStation Showcase e está oficialmente confirmado o nome do próximo título de uma das franquias mais bem sucedidas do universo PlayStation.

O trailer mostra a sucessão do jogo de 2018, alguns anos depois. A sobrevivência de Kratos, Atreus e Mimir vai ser colocada à prova com a chegada a Midgard dos ventos gelados de Fimbulwinter, acabando por tornar a sobrevivência de na selva nórdica “ainda mais desafiadora do que antes”, diz Grace Orlady, Gestor da Comunidade da Santa Monica Studios.

Enquanto o último jogo construiu uma enorme quantidade de confiança e compreensão entre pai e filho, ainda há uma grande complexidade nas suas interações – especialmente após a revelação da herança gigante de Atreus e a profecia oculta que apenas Kratos viu.

Atreus está desesperadamente curioso. Como a maioria dos jovens, ele quer entender quem é e quem poderia ser. O mistério do papel de Loki no conflito que se aproxima é algo que Atreus não consegue esquecer. Ele quer manter a sua família segura, mas Atreus também não quer ficar parado e não fazer nada, enquanto o conflito consome os Nove Reinos.

Kratos, tendo o conhecimento dos seus erros do passado, quer poupar Atreus das lições sangrentas que aprendeu durante o conflito com os deuses. Ele quer manter o filho seguro, acima de tudo e o seu confronto com Baldur justificou a crença de que apenas a tragédia virá com os envolvimentos com os Aesir.

Juntos, Kratos e Atreus terão que fazer uma escolha sobre o caminho que irão seguir. O que quer que escolham definirá o destino de todos aqueles que vivem nos Nove Reinos conforme Ragnarök se aproxima.

Agonia e Vingança de Freya e Thor

Os principais inimigos que os jogadores vão enfrentar em God of War: Ragnarök serão Freya e Thor. Por causa das ações de Kratos no final do jogo anterior, a outrora aliada inimiga Freya jurou vingança pela morte do seu filho, Baldur.

Grace Orlady diz no artigo publicado no PlayStation Blog que “queríamos lembrar aos jogadores que Freya não é apenas uma usuária terrivelmente poderosa da magia Vanir, mas também que ela é uma guerreira formidável por si mesma”. Freya está naturalmente enfurecida pela evasão da justiça de Kratos e usará todas as armas à sua disposição contra o assassino do seu filho.

Quem também está a sofrer pela perda dos seus filhos e meio irmão é Thor, que está sedento de sangue e pronto para matar Kratos e Atreu.

Referido depreciativamente por Mimir como o “Maior Bastardo Carniceiro dos Nove Reinos”, Thor ganhou o seu título como um dos deuses Aesir mais poderosos ao exterminar quase todos os Gigantes ao comando de Odin.

Às armas

Já deu para perceber pelo trailer que os combates animados com machados e lanças estão mais uma vez presentes em God Of War. Podemos ver uma invocação nova, a Rúnica para Atreus e, claro, o regresso das armas lendárias de Kratos.

O Gestor da Comunidade da Santa Monica Studios diz que “trabalhamos muito para aprender com God of War (2018) e melhorar o combate para nos sentirmos renovados, mas familiares”. Em God of War Ragnarök, um dos principais objetivos foi forçar a escolha do jogador em combate. Quer seja através de combos fortes, um domínio dos elementos ou táticas defensivas inteligentes, os jogadores vão ter muitas oportunidades de lutar de uma forma que parece exclusivamente expressiva.

Seja qual for a escolha de estratégia de combate, os inimigos que nos aguardam em God of War: Ragnarök estarão prontos. Os reinos ficaram mais difíceis, e uma série de novas criaturas de toda a mitologia nórdica irão testar as nossas habilidades. No trailer, podemos ver o que acontece quando Kratos se vê sob os cascos do Stalker ou agarrado entre as mandíbulas de um Dreki, e isso é apenas uma amostra.

Com um elenco expandido de adversários, o objetivo do estúdio foi manter cada encontro de combate memorável, desde as menores brigas até aos grandes bosses que estarão presentes nesta nova aventura.

Os Nove Reinos

Se jogaram o último jogo sabem que puderam visitar seis dos Nove Reinos durante a jornada. Em God of War: Ragnarök vão poder visitar os nove. Vanaheim, Svartalfheim e Asgard. Explorar os reinos vai levar os jogadores a uma grande diversidade de zonas.

God of War Ragnarok chegará à PlayStation 5 e PlayStation 4, ao que tudo indica, durante 2022.