A Natsume Inc., e os seus parceiros de longa data Rising Star Games anunciaram hoje um novo título para a Nintendo SwitchHarvest Moon: One World, distribuído pela Nintendo of Europe em países europeus, será lançado ainda este ano.

Aspirantes a agricultores explorarão um mundo povoado por caras tanto conhecidas como novas, aldeias únicas e aventuras repletas de desafios enquanto gerem a sua quinta em expansão. Este título está a ser desenvolvido com gráficos e um motor de jogo novos.

A propósito deste lançamento, Hiro Maekawa, presidente e CEO da Natsume, teve a oportunidade de comentar: “Harvest Moon: One World oferece uma novíssima forma de explorar Harvest Moon que apelará tanto a jogadores experientes como às novas gerações”, a que acrescentou: “Ao longo das últimas décadas, Harvest Moon tem evoluído, mantendo ao mesmo tempo o entretenimento da simulação agrícola para toda a família que tornou a série tão popular. Os novos gráficos e motor do jogo tornarão esta experiência adequada para 2020. Ao longo dos próximos meses partilharemos mais novidades sobre Harvest Moon: One World.”

Consegue imaginar um mundo sem morangos, tomates ou até couves? No mais recente título da série Harvest Moon, é essa a situação em que os jogadores se encontrarão. Apenas um livro antigo dá indícios do que foi em tempos… após uma misteriosa descoberta, os jogadores partirão numa aventura cujo cenário é não só a sua terra natal como o mundo inteiro! E que tipos de pessoas os aguardarão? Desde as praias deslumbrantes de Halo Halo até às montanhas cobertas de neve de Salmiakki, haverá muito para explorar!

Há quase duas décadas que a Rising Star Games tem colaborado com a Natsume”, declarou Brjann Sigurgeirsson, da Thunderful Publishing e Rising Star Games. “Harvest Moon é a série que deu início ao género da simulação agrícola e, desde então, sempre trouxe ideias inovadoras e atraiu novos jogadores. Com o valioso apoio da Nintendo of Europe, o lançamento de Harvest Moon: One World para a Nintendo Switch continuará a levar esta popular série até 2020 e mais além até às regiões pan-europeias.”

Deixa um comentário