A transmissão de hoje da PlayStation 5 Reveal mostrou mais sobre as características da nova consola da Sony. O chefe de engenharia Mark Cerny foi o escolhido para explicar as especificações técnicas. A grande novidade é talvez a mudança da memória em HD, utilizada no PlayStation 4, para um disco SSD de 825GB.

Uma coisa ficou clara durante esta apresentação: a PS5 vai ser mais rápida e vai permir que os desenvolvedores maximizem ainda mais a criatividade, criando mundos gigantes e novas experiências nos jogos que desenvolverem. Sobre os componentes de hardware da PlayStation 5, o SSD será de de velocidade ultra-alta, o sistema de entrada e saída personalizado e integrado, a GPU AMD personalizada com Ray-tracing e o áudio 3D imersivo para todos, não só para quem está de fones ou com umas colunas especiais. 

Nesta apresentação, Mark Cerny, o arquiteto principal da PlayStation 5, foi até ao fundo na arquitetura do sistema de hardware e na maneira como foi programada a consola para beneficiar os criadores de conteúdos. 

O disco SSD e o sistema de entrada e saída personalizado integrado da PS5 foram desenvolvidos com o objetivo de remover as barreiras nos jogos, mais propriamente os loadings. Os desenvolvedores podem transmitir recursos para os jogos da PlayStation 5 com uma rapidez incrível, o que vai levar as experiências de jogos marcantes, com viagens através dos mundos dos jogos praticamente instantâneas. Esta velocidade aprimorada permitirá aos criadores de jogos fazer mundos maiores e mais ricos sem as limitações tradicionais, como tempos de carregamento, nas Fast Travel, além disso, permite aos jogadores passarem mais tempo a jogar. A consola tem ainda uma slot de expansão para colocar mais espaço.

Os novos recursos da GPU personalizada da PS5 vai trazer uma resolução ainda maior nos jogos, mas um recurso ainda mais importante que beneficiará ainda mais o visual dos jogos que é o Ray-tracing. Basicamente simula a forma como a luz se movimenta na vida real e como ela reflete em várias superfícies. Os jogos que aproveitarem ainda mais esse recurso apresentarão objetos muito mais precisos e com um realismo ainda maior. Água, vidro, luz, os cabelos de uma personagem e assim por aí fora. Tudo vai parecer mais real.

O áudio também foi aprimorado para uma maior experiência imersiva. Mark Cerny disse que queriam “oferecer uma experiência de áudio envolvente para todos e não só para aqueles que possuem sistema de som em casa. Criamos um mecanismo personalizado para áudio 3D equipado com a potência e a eficiência para uma renderização de áudio ideal. Com o áudio 3D no PlayStation 5, os sons que se ouvem durante os jogos oferecerão uma maior sensação de presença e proximidade. Gotas de chuva nas diferentes superfícies, ouvir e localizar um inimigo vão ser realidades próximas.

A desilusão da tarde foi que os responsáveis da Sony não mostraram o design da PlayStation 5, mas pelo menos já sabemos as características:

CPU 

x86-64-AMD Ryzen™ “Zen 2”

8 Tópicos / 16 fundamentais

Frequência variável, até 3.5 GHz

 

GPU

Mecanismo de gráficos baseado em AMD Radeon™ RDNA 2

Ray-Tracing

Frequência variável, até 2.23 GHz (10.3 TFLOPS)

Memória do Sistema

GDDR6 16GB

Largura de banda de 448GB/s

SSD

825GB

Largura de banda de leitura de 5.5GB/s (Raw)

Disco de Jogo PS5

Ultra HD Blu-ray™, até 100GB/disco

Saída de Vídeo

Suporte a TVs de 120Hz 4K, TVs 8K, VRR (especificado pelo HDMI versão 2.1)

Áudio

“Tempest” 3D AudioTech