Foi hoje anunciado durante a  transmissão do State of Play da PlayStation, Resident Evil 3 Remake, mas rapidamente a Capcom anunciou também o jogo para a Xbox One e PC. 

Depois do sucesso do remake de Resident Evil 2, as comemorações do 20 anos da franquia não podia esperar melhores notícias de que um renovado sucessor, pelo menos graficamente. Vamos poder sobreviver em Resident Evil 3 Remake ao terror de Nemesis ou até mesmo jogar online no modo Resistance. O jogo tem seu lançamento previsto para o dia 3 de abril de 2020 na Playstation 4, Xbox One e PC.

Resident Evil 3 Remake passa-se durante o pesadelo do surto T-vírus, um agente biológico desenvolvido pela companhia farmacêutica Umbrella Corporation. O jogo marca então a estreia de Nemesis, uma bio arma humanoide projetada com grande inteligência e brutalidade, cuja perseguição implacável da agente dos S.T.A.R.S. Jill Valentine o tornou um ícone da série Resident Evil. 

Armado com um arsenal de equipamentos poderosos e coberto com um sobretudo para ocultar suas partes mutiladas, Nemesis destrói qualquer obstáculo entre ele e seu objetivo. A fuga desesperada de Jill acontece nas horas de pânico que antecedem e se seguem aos eventos de Resident Evil 2. 

O combate intenso e a resolução de enigmas são ingredientes do capítulo final de Raccoon City. O ambiente aterrador do jogo original e o conteúdo novo ganham vida com a RE Engine, utilizada anteriormente para criar Resident Evil 7 biohazard, Resident Evil 2 e Devil May Cry 5 com gráficos em alta definição e mecânicas modernas de jogabilidade.

Incluído está também Resident Evil Resistance, um jogo online multiplayer assimétrico de 4 vs. 1 originalmente revelado como um projeto de título provisório durante o Tokyo Game Show. Como o vilão por trás das cenas, os jogadores podem assumir o papel de personagens chave da série Resident Evil, como Annette Birkin, em uma série de experimentos mortais.

Dá para manipular o ambiente e usar um deck de cartas para colocar criaturas ferozes, posicionar armadilhas e sabotar câmeras de segurança para caçar os desafortunados sobreviventes. Pela primeira vez na franquia, os vilões podem até mesmo controlar diretamente bioarmas de elite como o G-Birkin ou o Tirano. Do outro lado, os sobreviventes devem trabalhar juntos com eficiência, aproveitando ao máximo as diversas armas e as habilidades especiais únicas de cada personagem para ter uma chance de escapar do experimento antes que o tempo acabe.