Developer: DeGenerals e Ultimate Games
Plataforma: Nintendo Switch, PC
Data de Lançamento: 28 de Agosto de 2020

Existem alguns jogos de simulação de mecânica, e prova disso é que há bem pouco tempo analisámos Car Mechanic Simulator Classic para a Xbox One, e desta vez continuamos na mesma vertente de simulação de mecânica, mas com pesos pesados, já que serão os Tanques de Guerra que entraram pela nossa oficina para serem arranjados.

Tank Mechanic Simulator já estava disponível para PC e até com bastante sucesso entre os jogadores, sendo no final do mês de Agosto que chegou a sua versão para a Nintendo Switch, um port feito pela Ultimate Games que já começa a ser bastante famosa no que toca a conseguir transpor jogos de outras plataformas, para a consola da Nintendo.

O jogo começa (e bem) com um tutorial, onde vamos recebendo emails no nosso computador para ir completando diversas tarefas, essas são essencialmente coisas simples, mas que nos ensinam tudo o que precisamos para conseguirmos tirar todo o proveito do jogo e saber tudo aquilo com o que podemos contar. Algo que salta à vista, é a acessibilidade que este nos oferece, e não precisam de ser nenhuns engenheiros mecânicos, nem perceber nada de mecânica, para poderem usufruir do jogo.

Tudo em Tank Mechanic Simulator funciona a partir de um menu circular que nos vai auxiliando. Podemos, por exemplo, seleccionar peças dos tanques para depois repararmos a partir desse menu, assim como deitar fora, ou também para montar peças. Será nesse menu que seleccionamos as peças que vamos montar e posteriormente colocá-las no tanque que estamos a arranjar. Algo bastante interessante é que existe também um local que diz o que falta arranjar nos veículos, mas por meio de gráficos com percentagens, sendo que conforme vamos arranjado os veículos estes gráficos vão aumentando nas percentagens, até termos tudo a 100%, significando que o tanque está totalmente arranjado.

Mas não pensem que vão apenas ter trabalho de chapa e exterior, nada disso, aqui vão a todos os pormenores que podem imaginar; dá para desmontar praticamente tudo, ao ponto de conseguirem alterar até o interior do veiculo, e quando digo alterar, não falo só em colocar como era originalmente, e podem mesmo comprar novas peças que alterem o aspecto original do mesmo. Já na parte exterior, até as cores podem alterar, e às vezes apenas uma boa pintura dá logo um aspecto completamente diferente.

Paga-nos o café hoje!

Tudo isto começa na nossa pequena oficina, onde o nosso velho computador (sim ainda com ecrã CRT), receberá os pedidos dos clientes, e quando tivermos uma boa quantia monetária de vários trabalhos, podemos começar a pensar em expandir e começar as nossas próprias criações. Algo importante é que, além do dinheiro, existe um sistema de reputação, isto é, conforme concluímos correctamente os trabalhos pedidos pelos clientes, vamos ganhando pontos de reputação, e é a partir desta pontuação que o próprio jogo vai evoluindo. É importante mencionar que nem sempre é preciso reparar os tanques a 100% para atingirmos o objectivo da missão.

Com o aumento da nossa reputação os trabalhos também aumentam, e com isso a nossa oficina também irá aumentar. Teremos novos locais para colocar tanques para arranjo, novos tipos de ferramentas e até teremos a oportunidade de usar drones para encontrar tanques escondidos e que depois iremos repará-los. Essa parte é interessante, pois vamos mesmo para fora da oficina e estaremos com o nosso veiculo no terreno, onde a partir do nosso tablet teremos uma indicação do local do tanque; chegando a essa área temos de encontrar o tanque, e para isso usamos o drone, um detector de metais e um magnetómetro (que serve para medir a intensidade de campos magnéticos); com esses instrumentos vamos encontrar o local exacto onde se encontra o tanque para o começar a extrair. Ao encontrá-lo teremos de começar a extracção para o desenterrarmos para posteriormente começarmos a tratar dele para o levar para a oficina. Esta intervenção é interessante, até porque a equipa de desenvolvimento implementou o ciclo dia-e-noite, para proporcionar um maior realismo.

Quem está familiarizado com tanques ficará admirado com a diversidade que eles conseguiram colocar no jogo, e vão encontrar desde os famosos Panzerkampfwagen (mais conhecidos por Panzers) da segunda guerra mundial e alguns tanques soviéticos, entre outros. Basicamente, os tanques são todos da segunda guerra mundial, por isso não faltarão tanques icónicos.

Algo incrível é vermos as transformações que podemos fazer, e por vezes o que temos na nossa oficina é apenas um mero pedaço de metal enferrujado, e no fim de todo o nosso trabalho ficamos com um tanque novo em folha. Acredito que é esse tipo de trabalho que leva os jogadores a gostarem tanto deste tipo de jogo, pois no final de cada trabalho dá para nos sentirmos recompensados com o sucesso de termos conseguido transformar algo completamente velho em algo novo.

Tal como acontece nos outros jogos de Mechanic Simulator, este também permite conduzirmos os tanques que reparamos, e se no início estamos entusiasmados com essa possibilidade, depois de começar a conduzir a sensação não é tão agradável, uma vez que a condução é estranha, e a condução por dentro do tanque acontece através de uma janela minúscula.

Graficamente o jogo está interessante. Não apresenta gráficos que nos deixas de queixo caído, mas estão óptimos para o tipo de jogo em questão.  Já os efeitos sonoros não são tão interessantes assim, começando por ouvirmos os nossos passos na oficina, e que mais parecem que temos calçadas umas arrastadeiras do que uns sapatos.

Infelizmente, o jogo não vem acompanhado da língua portuguesa, o que pode ser um problema para alguns jogadores, já que se não percebermos correctamente o que nos é pedido, torna-se quase impossível jogá-lo.

Tank Mechanic Simulator não é um jogo para todos os jogadores, é mais para quem gosta deste tipo de jogos, mas caso gostem posso dizer que é bem engraçado